Por que damos risada em momentos inapropriados e como evitar o constrangimento

Talvez você já tenha sentido uma vontade incontrolável de rir em meio a uma situação nada engraçada, por exemplo, após receber uma notícia ruim ou enquanto um amigo se lamentava sobre suas desilusões amorosas. E apesar de o chamado riso nervoso poder parecer grosseria, a verdade é que existem diversas razões científicas capazes de explicar por que muita gente não consegue evitar as gargalhadas nos piores momentos.

Neste artigo, o Incrível.club explica os motivos pelos quais acabamos dando risada em situações inesperadas.

Por que surge o riso nervoso

riso nervoso é uma resposta do organismo diante de vários tipos de estímulos. O fenômeno pode ocorrer por vergonha, estado de alerta ou incômodo causado por alguma situação vivenciada em determinado momento. Apesar de nem sempre o comportamento ser visto como engraçado, costumamos apresentar a reação quando o nosso cérebro precisa regular as emoções vivenciadas, seja em um contexto de vulnerabilidade, fraqueza ou desproteção.

O riso nervoso é um mecanismo de defesa

Podemos encarar o riso nervoso como um mecanismo de defesa do nosso subconsciente diante de certo perigo. O neurocientista Vilayanur S. Ramachandran explicou o fenômeno de uma maneira simples. Segundo o especialista, “apresentamos riso nervoso porque queremos nos convencer de que aquilo diante de nós não é tão terrível quanto parece”. É como se o corpo quisesse nos fazer acreditar que aquele incômodo não é um problema tão grande assim.

Como se controlar para não rir em momentos incômodos

Ainda que conheçamos os motivos por trás do riso nervoso, o corpo humano é tão rápido que podemos sentir dificuldade para fugir dos nossos instintos em situações desagradáveis. Primeiro, precisamos nos perguntar o que desencadeou o riso.

Para evitar e controlar tal reação, os especialistas recomendam fazer alguns exercícios de respiração, socializar com mais frequência, praticar ioga, meditar e até mesmo fazer aulas de música. Mas as pessoas que já sofreram com o riso nervoso sugerem também outros truques capazes de ajudar a transformar gargalhadas em risadas discretas, ou até mesmo a nos fazer parar totalmente de rir a partir do momento em que nos tornamos conscientes daquela condição.

1. Procurar apoio em um amigo

De vez em quando, é possível que nossos truques para o autocontrole não deem certo. Quando percebemos que estamos rindo quando não deveríamos, podemos fazer o seguinte: procurar ter um amigo por perto, pois isso é sempre boa ideia. Assim, nos sentimos menos pressionados quando algo parecido acontecer. Podemos pedir ao amigo que toque em nosso ombro ou que nos dê uma leve batida nas costas para nos acalmar.

2. Pensar em algo sem graça

Quando não conseguimos manter o foco na conversa, podemos tentar pensar em algo que pareça sem graça. Dessa maneira, podemos nos distrair da risada constante. Com o objetivo de nos manter longe das gargalhadas, algumas pessoas recomendam pensar sobretudo em coisas difíceis, como problemas matemáticos.

3. Morder levemente a língua

Para evitar que continuemos rindo sem parar, há quem recomende tentar morder levemente a língua, a ponta do lábio ou a parte interna da bochecha. É preciso só ter atenção para não machucar. Essa talvez seja a técnica mais rápida de colocar em prática quando estamos em apuros.

4. Se beliscar

Para quando estamos em um restaurante ou participando de uma reunião e precisamos reagir ou parar imediatamente de rir, algumas pessoas afirmam que beliscar um pouco a própria perna ou a palma da mão funciona. Isso nos ajudaria a ganhar mais consciência da situação e a evitar risadas constrangedoras.

5. Realizar um movimento relaxante

Podemos ainda fazer alguns exercícios de respiração para acalmar nosso corpo. Eles podem ser realizados a qualquer momento, sempre que quisermos relaxar.

  1. Relaxe os ombros e o pescoço.
  2. Mantenha a boca fechada e inspire lentamente pelo nariz. Conte dois segundos.
  3. Depois, aperte os lábios como se fosse assobiar. Em seguida, expire lentamente durante quatro segundos.

Você também não consegue controlar o riso diante de uma situação constrangedora ou incômoda? Como lida com situações assim? Colabore com o nosso debate deixando seu comentário!

Compartilhar este artigo