Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Não há mal que não venha para o bem

Não há mal que não venha para o bem

Um homem viajava num barco que se viu em meio a uma tempestade e acabou naufragando. Inconsciente, ele foi levado pelas ondas até uma ilha deserta. Ele era o único ser humano naquele lugar. Triste, pedia aos céus para sair vivo dali. Todos os dias, o homem olhava fixamente para o horizonte, na esperança de que uma alma viva viesse em sua ajuda.

Completamente esgotado, o homem decidiu construir um abrigo com os restos de sua embarcação, que também foram levadas pelo mar até a praia. Dias depois, a caminho de sua casa improvisada depois de coletar moluscos na praia, o homem viu que saía fumaça de seu abrigo. Uma grande chama consumia a construção improvisada.

O pior de tudo é que, junto com seu abrigo, tudo o que restava dos seus pertences também queimou. O náufrago ficou sem nada. Diante de tal situação e sem conseguir conter sua tristeza, ele gritou ao céu:
— Como você pode fazer isso comigo?

No dia seguinte, ele acordou com o som da sirene de um barco a vapor que se dirigia à ilha para resgatá-lo.

— Como vocês ficaram sabendo que eu estava aqui? — perguntou o homem.
— Vimos seu sinal de fumaça — responderam os marinheiros.

Moral da história: Sempre existe a possiblidade de recomeçar tudo do zero. Em qualquer lugar, a qualquer idade. Não vale a pena deixar-se levar pela tristeza. Na realidade, não há mal que não venha para o bem.