Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Internauta compartilha sua nova tatuagem e seu significado sensibiliza seguidores

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é um transtorno comum, crônico e duradouro. É caracterizado pela presença de obsessões e/ou compulsões. Tais ideias e comportamentos perturbam muito e consomem tempo da vida do sujeito, interferindo ocupacional e socialmente. De todos os transtornos mentais, ele foi considerado pela OMS como a 10ª causa de incapacidade no mundo.

O Incrível.club compartilha a história de Alysson, um jovem que decidiu fazer uma tatuagem para auxiliar o seu transtorno e sua mensagem sensibiliza diversos seguidores. Confira só!

Em sua publicação Alysson escreveu:

“Eu sempre fui muito perfeccionista na minha vida, metódico, e toda vez que algo dava errado me frustrava muito, ficava bastante triste, perdido.

Comecei a fazer terapia há uns meses. Hoje vejo que nem tudo na vida sai como o esperado, por mais que você planeje os mínimos detalhes. Certas coisas fogem do seu alcance. E tá tudo bem. A vida é cheia de acontecimentos inesperados. De imperfeições. Recomeçar, reconstruir, realinhar e aceitar as imperfeições da vida.

Esse desenho tá aí pra me lembrar que não adianta se frustrar, como a gente se frustrava na escola ao tentar desenhar um círculo com um compasso e por muito pouco o círculo não sair como o planejado. Perfeito.

Nem tudo sai como o planejado e tá tudo bem.

Tá tudo bem”.

Seus seguidores, que ficaram comovidos com sua história decidiram também contar suas ideias:

  • “Não há nada bom que não possa melhorar. Quem se ama se aceita.”
  • “Eu sou a chatice em forma de gente. Extremamente metódica, até para lavar louça eu tenho uma sequência definida. Um e-mail mal formatado gera insônia. Programação de última hora, eu surto. Fico incomodada, dispersa, com raiva, calada... depois me acalmo e até consigo aproveitar o evento.
    Eu sofro todos os dias em diferentes níveis. Parece mais forte do que eu.
    Eu sei que preciso de terapia também. Seu post me fez lembrar o quanto estou displicente comigo. Obrigada.”
  • “Me deu pânico quando olhei. Mas esse seu texto é tão fofo que me acalmei. As coisas não dão certo, ou não funcionam, porque a vida nunca participa das nossas combinações. Eu queria ler o texto primeiro, mas a vida me mostrou a foto. Parabéns pela tattoo, ficou linda. Força!”
  • “Cara, eu tenho uma tatuagem ‘imperfeita’ exatamente pela mesma razão, sem tirar nem pôr (edit: não tenho TOC, só perfeccionismo quase patológico). Às vezes, começo a pirar e ficar em pânico, olho para ela, respiro e percebo que tudo bem não sair tudo como milimetricamente planejado. Tudo bem não ser tudo perfeito, inclusive eu mesma. Minha tattoo não é perfeita e eu adoro ela.
    Parabéns pela evolução pessoal e boa sorte. =)”
  • “Sabe o que é pior? Eu sou como você e quero ser tatuador haha...
    Comprei todos os equipamentos, etc. Investimento de mais de R$6.000.00. Estão há 2 anos parados. Achei melhor após a compra fazer um curso de desenho. Duração do curso básico era de 8 meses a 1 ano dependendo da evolução do aluno.
    De tão perfeccionista que sou estou somente há 2 anos no básico ainda. Levo meses em um só desenho. Quero muito, ano que vem, começar a tatuar e montar meu negócio.
    Não tenho nenhuma tatuagem também, por mais que queira para o meu futuro e estou investindo nisso, eu tenho pesadelos por achar que vou me arrepender delas. lol”

O que você achou da atitude de Alysson?

Compartilhe sua opinião conosco nos comentários. 😉