Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Como a ordem de nascimento influencia a personalidade

Como a ordem de nascimento influencia a personalidade

----
70k

Muito provavelmente você já ouviu falar que, em uma família, o filho mais velho é o mais responsável e que os filhos únicos são egoístas. Será que isso realmente afeta a personalidade de uma pessoa? Será que a ordem de nascimento em uma família tem alguma relação direta com a maneira como nos comportamos?

Hoje, o Incrível.club traz uma pesquisa sobre este tema.

A teoria sobre esta relação foi proposta em 1920 por Alfred Adler, companheiro e amigo de Sigmund Freud. Segundo Adler, a ordem de nascimento de um filho em uma família tem um papel muito importante.

  • Primogênito (filho mais velho). Segundo Adler, o primeiro filho é mais conservador, tende a assumir um papel autoritário e possui qualidades de líder. Acostumado a cuidar e a proteger os irmãos mais novos, ele também é carinhoso e costuma a se transformar em um bom pai/mãe no futuro. Além disso, é uma pessoa que tem iniciativa.
  • Segundo filho (irmão do meio). Se deixa influenciar pelo irmão mais velho. Muitas vezes, luta para ser melhor do que ele. Costuma colocar metas mais altas para tentar ser melhor e, por isso, tende a fracassar mais. Não obstante, isso só o faz mais forte.
  • Filho mais novo (irmão mais novo). Em geral, está cercado de carinho e atenção. Pode se sentir inferior e até mesmo ser dependente. Não obstante, é motivado e sempre luta para superar os outros irmãos. Muitas vezes, se transforma no melhor na área escolhida, como esporte ou música, e se relaciona muito bem com as pessoas. Pode ser mais irresponsável e despreocupado que os outros irmãos.
  • Filho único. Muitas vezes, compete contra seu pai. Em geral, se esconde embaixo das asas da mãe e sempre espera que cuidem dele. Precisa de proteção. A dependência e o egocentrismo são traços muito fortes na personalidade de um filho único. Costuma ter dificuldades para se relacionar com pessoa da mesma idade que ele. Não obstante, é perfeccionista e sempre luta até o final para alcançar as metas estipuladas.

A teoria sobre como a ordem de nascimento influencia o QI ficou muito popular e dividiu as opiniões dos cientistas. Uns não concordaram com ela, mas outros afirmaram categoricamente que a ordem de nascimento influencia, sim, a personalidade e o QI de uma criança. Cientistas da Universidade de Leipzig e da Universidade de Johannes Gutenberg de Mainz, na Alemanha, realizaram uma pesquisa e estudaram mais de 20 mil adultos nos Estados Unidos, Alemanha e Grã Bretanha. Por meio do estudo, eles compararam irmãos de diferentes famílias em relação à ordem de nascimento.

Eles descobriram que os filhos mais velhos têm melhores resultados em provas de inteligência, ainda que a diferença não seja muito grande. Os cientistas não encontraram nenhuma prova de que a ordem de nascimento tenha algum papel na estabilidade emocional e na capacidade de imaginação de uma pessoa.

Outra pesquisa encontrou mais provas de que a ordem de nascimento influencia a formação da personalidade. Cientistas analisaram as personalidades de 370 mil alunos nos Estados Unidos.

As principais conclusões foram essas: os primogênitos são mais honestos e propensos à liderança, além de menos sociáveis e resistentes ao estresse. Irmãos do meio são mais responsáveis e focados. Os filhos mais novos são mais abertos e sociáveis. Os filhos únicos, muitas vezes, se mostraram mais nervosos, mas amigáveis e sociáveis.

Na realidade, os dados das pesquisas mostram algumas imprecisões porque não consideram uma série de fatores sociais muito importantes, como a nacionalidade, a educação e as outras relações dentro da família. Sim, a ordem influencia a personalidade, mas a relação pai e filhos também deve ser observada, assim como as diferentes formas como os pais educam cada filho dentro da mesma família.

Tradução e adaptação Incrível.club
Produzido com base em material de Journal of Research in Personality, PNAS
----
70k