Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Com esta técnica infalível você vai se lembrar do que quiser

Com esta técnica infalível você vai se lembrar do que quiser

1-3-
505

Você já reparou que a sua memória sempre registra coisas estranhas? Tudo o que se sobressai ou se destaca por sua anomalia é registrado de maneira especial em nossa mente, porque sai do registro comum a que a nossa atenção está acostumada.

O Incrível.club apresenta a você uma técnica baseada neste tipo de lembrança, para que você seja capaz de se lembrar de qualquer coisa: de uma lista de supermercado, de números de telefone, nomes, dados...  

Basta seguir esses passos e implementá-los quantas vezes você conseguir, para que seu cérebro acostume a gerar novos códigos e incorpore esta forma de pensar e memorizar.

1. Crie uma âncora

Converta as coisas abstratas que o cérebro resiste em memorizar (como números ou nomes) em coisas visuais. Para isso, você deve atribuir formas, cores ou texturas, ou seja, elementos associados à percepção sensorial e a dados que dificilmente se esquecerá. Quanto mais curioso e estranho for o item que você escolher para associar ao símbolo que deseja memorizar, melhor.

Suponha que você queira imaginar o rosto de alguém que acabou de conhecer e associá-lo a seu nome. Você poderia buscar em sua cabeça uma celebridade que tenha o mesmo nome do seu novo contato. Em seguida, procure uma característica marcante desse famoso ou uma imagem curiosa onde ele tenha sido retratado (uma foto nua, vergonhosa ou muito engraçada), quanto mais engenhosa for essa imagem e distante da realidade, melhor.

2. Converta o som em imagem

Para lembrar o nome do seu novo contato, não tente pensar sobre como se escreve, mas como soa. Divida-o em fonemas ou sílabas e associe cada parte a uma imagem.

3. Associe as imagens para construir um segmento narrativo

Agora tente criar uma cena onde interajam as imagens que você acabou de inventar, criando um fragmento narrativo, ou seja, uma pequena cena. Por último tente criar uma ligação entre a imagem com a qual você associou o rosto (a foto de um famoso) à cena que criou com as imagens correspondentes à sílaba.

Aqui damos um exemplo. Alguém acaba de conhecer uma mulher chamada Julia e quer se lembrar dela. Associe o seu rosto a um retrato de Julia Carlington nua. Em seguida divida o som do nome 'Julia' em suas sílabas e crie imagens para cada sílaba. 'Ju', por exemplo, soa como 'justiça' e 'lia' a 'leu'. Depois invente uma cena narrativa, onde interajam as duas imagens das sílabas: um juiz lendo uma sentença. Você só precisa associar a 'âncora' (Julia Carrington nua) ao som de seu nome. Por mais estranho que possa parecer, a associação acontece e vai ser gravada.

Esta técnica pode ser usada para uma lista de supermercado. Para recordar sequências de coisas, basta criar uma cena narrativa que as relacione. Assim, em vez de armazenar dados, você vai se lembrar de uma história coerente com elementos que necessariamente se relacionam entre si, a partir de uma certa lógica.

Segue um exemplo para lembrar de uma lista de mercado: imagine que ocorreu um terremoto e que existe um charco de mel que se derrama sobre a rua, porque o frasco se rompeu e ao mel se grudam os ovos, que rodam a rua abaixo. Atrás dos ovos corre uma galinha, que acaba de botá-los. A galinha está com muita sede porque faz dias que não come milho, pois no campo onde vive semearam aspargos no lugar de tomates e milho.

Esta curta cena vai permitir que você se lembre de que deve comprar:

  • Mel
  • Ovos
  • Frango
  • Milho
  • Aspargos
  • Tomate

Se você usar essas narrativas no dia a dia, não só vai afiar a sua memória, diminuir a necessidade de uso de dispositivos, mas também desenvolverá a sua criatividade. Esta técnica é um jeito de manipular a sua própria mente surpreendendo-a.

1-3-
505