Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
A lenda japonesa do fio vermelho

A lenda japonesa do fio vermelho

1-1-
31k

Os seres humanos buscam desde sempre uma explicação que dê sentido à sua existência e que justifique seu tempo aparentemente aleatório na Terra. Como resultado dessa busca, milhares de culturas durante os séculos e ao redor de todo o mundo encontraram ou construíram lendas milenares sobre o destino do homem e sua ligação com o universo, um sistema em permanente movimento e transformação.

O Incrível.club quer que você conheça uma dessas lendas: a do fio vermelho, uma história japonesa que explica de forma charmosa o motivo pelo qual tudo acontece e tem uma razão de ser e como todas as pessoas com as quais cruzamos chegam a nossas vidas por algum motivo.

Feche seus olhos e imagine o sangue que lhe dá vida e que corre por seu corpo. Agora pense nas milhares de veias e artérias que o conduzem para que chegue a cada canto de seu organismo. Bem, de todas as possíveis conexões em seu sistema circulatório existe uma direta entre o seu coração e o seu dedo mindinho. Graças à artéria cubital, esses dois pontos distantes de seu corpo se conectam. Isto quer dizer que seu pequeno dedo pode ser o melhor embaixador de seu coração e, por isso, em muitas culturas, para selar uma promessa, entrelaça-se a ponta do dedinho com a de outra pessoa. 

Segundo a lenda do fio vermelho, o menor dedo de sua mão não é onde acaba essa vital conexão com seu coração. Do dedinho se desprende um invisível fio vermelho que leva o rastro de sua alma e lhe conecta de forma definitiva e profunda com os fios de outras pessoas,ou seja, com os seus corações.

Aqueles que estão atados por um fio vermelho estão atados pela força da mesma vida; estão destinados a se encontrar e a viver uma história de mútua aprendizagem e ajuda, sem importar o tempo, a distância ou as circunstâncias que os separem. Durante a vida, o fio pode se estender ou embaralhar, distanciando-nos momentaneamente dessa ou dessas pessoas, mas nunca pode se romper. 

Nesta concepção da vida, o destino e as relações humanas nascem de uma concepção holística do mundo, onde nossa energia e força vital se ramificam além de nosso corpo e nos une ao universo e aos seres que estão nele. O fio vermelho é uma forma de compreender o ser humano como parte de um todo, de uma rede de vida que se nutre das relações, o dar e o receber, que faz sentido, quando compreendemos por que estamos na vida de alguém ou de que maneira podemos ajudá-lo em seu caminho. 

Nosso fio marca nosso destino, é um itinerário traçado que nos aproxima de quem mais necessita e de quem mais necessitamos, ainda que na nossa visão não compreendamos o transcurso da existência terrena. Para os japoneses, é uma forma de pensar que nada é produto da sorte e que não somos tão poderosos quando acreditamos que decidimos sobre nossa vida.

Valeria então a pena perguntar: Com quem estou vinculado pelo fio vermelho? O que devo aprender com as pessoas que marcaram minha vida?

1-1-
31k