9 Truques psicológicos para ser o dono da situação sem dizer uma palavra sequer

Você provavelmente já ouviu falar em “linguagem do corpo”, certo? Pesquisadores alegam que transmitimos até 93% das informações por meio da chamada “comunicação não verbal”, o que inclui, além da expressão facial e dos gestos, posturas, cheiros e até os objetos que usamos.

Sabendo dessa informação, nós, do Incrível.club, pesquisamos diversas técnicas associadas à comunicação não verbal que permitem manipular as pessoas de forma sutil. Este post apresenta os nove truques psicológicos mais inusitados que encontramos. Confira!

1. Para fazer a pessoa se sentir à vontade interagindo com você, observe a cor dos olhos dela

Esse truque ajuda a estabelecer uma relação de confiança com seu interlocutor desde os primeiros segundos. O tempo que uma pessoa demora para observar a cor dos olhos da outra corresponde ao tempo do contato visual perfeito, que dura de três a cinco segundos, segundo psicólogos. Desviar o olhar ou, ao contrário, encarar a pessoa por mais de nove segundos, pode deixá-la constrangida.

Para criar um clima mais amigável, tente sorrir com os olhos, olhando em direção ao dorso do nariz, o ponto central da zona de contato. Por outro lado, o olhar por debaixo do nariz ou para o corpo pode ser considerado uma invasão do espaço pessoal, enquanto o olhar para a testa pode ser interpretado como uma tentativa de opressão.

2. Não inicie uma conversa logo de cara e dê um tempo ao recém-conhecido

Depois de estabelecer o contato visual, dê um tempo ao seu interlocutor antes de começar uma discussão. Tire alguns segundos para pendurar a jaqueta, abrir a bolsa e empurrar a cadeira em direção à mesa. Assim, você terá tempo para causar uma boa primeira impressão. Isso permitirá que a pessoa não se distraia durante a conversa observando detalhes de seu comportamento. Deixe que ela observe esses detalhes de forma natural nesses segundos iniciais.

3. Tocar o pé de uma taça pode ajudar a expressar a simpatia

Experimentos psicológicos comprovam que, ao passar a mão em determinados tipos de objetos, a pessoa demonstra afeto inconscientemente. Quando a mulher deseja demonstrar seu interesse por um homem em um jantar de aproximação, basta tocar o pé de uma taça, por exemplo. O mesmo efeito pode ser atingido segurando uma caneta ou girando um anel.

4. Coloque a ponta do pé em direção ao interlocutor para reduzir o distanciamento social

Ao cruzar as pernas, aponte o pé para alguém que te interessou. Esse gesto possibilita reduzir o distanciamento social e costuma ser visto de maneira inconsciente como uma tentativa de se aproximar. Além disso, é uma postura que não invade o espaço pessoal dos outros, então pode ser aplicada mesmo durante a comunicação no ambiente de trabalho.

5. O sinal de “ok” ajuda a demonstrar autoridade sem parecer agressivo

Se você precisa chamar a atenção de um interlocutor ou de um público inteiro sem parecer agressivo, siga esta dica: imagine uma agulha presa entre o polegar e o indicador formando o sinal de “ok”. Durante a conversa, faça esse gesto (mas não de maneira ostensiva) para as pessoas. Dessa forma, a gesticulação parecerá natural e realçará os detalhes importantes de seu discurso. Mas tenha em mente que em alguns lugares (e em algumas regiões do Brasil), esse gesto de “ok” (muito usado nos EUA, por exemplo) pode ser interpretado como um xingamento. Portanto, antes de usar essa dica, procure saber como as pessoas irão interpretá-lo.

6. Dê a entender que você está chateado usando as mãos

Para dar a entender de forma respeitosa que um assunto é entediante, também se usa a linguagem corporal. Primeiramente, toque sua bochecha com a mão, mostrando que a conversa está tomando um rumo desinteressante. Se o interlocutor não entender a indireta, apoie a cabeça na mão. Se ainda não der certo, é possível recorrer a um meio mais atrevido e se apoiar sobre o punho. Obviamente, é um gesto de pouco respeito, mas significa que o orador também não lhe deu a devida atenção, já que conseguiu desanimar seu ouvinte.

7. Falando com uma pessoa tóxica, olhe fixamente para a testa dela

Para encerrar a conversa com uma pessoa tóxica, que, por algum motivo, decidiu opinar sobre seu peso ou um novo corte de cabelo, por exemplo, olhe fixamente para a testa dela. Esse gesto, como já mencionamos no início do post, representa poder e opressão. Mesmo que você se sinta menos confiante do que seu interlocutor, esse truque permitirá que passe psicologicamente de vítima para dono da situação.

8. Para pausar uma discussão, use gestos instintivos

Caso precise tomar uma decisão que exige tempo para refletir, comece a esfregar as lentes de seus óculos. A pessoa pode considerar esse gesto como instintivo, mas também perceberá que precisa lhe dar mais tempo e esperar pela resposta sem perturbá-lo. Se você não usa óculos, pode recorrer a outros gestos instintivos, mexendo no botão da camiseta ou ajeitando um acessório, por exemplo.

9. Posicione-se à esquerda na foto caso deseje aparentar ser um líder

Esse fenômeno interessante foi descoberto por cientistas políticos que destrincharam campanhas de candidatos à presidência. Foi notado que os candidatos que se posicionaram à esquerda do fotógrafo (ou seja, à direita na foto) ganharam mais votos. É claro que um bom desempenho nas urnas envolve uma série de outros fatores, mas esse pode ser um bom começo, e uma dica para o dia a dia de quem não é político.

Quais truques de comunicação não verbal você poderia compartilhar? Qual influência eles já tiveram ou têm em sua vida?

Compartilhar este artigo