Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
3 razões para pensar duas vezes antes de criticar os outros

3 razões para pensar duas vezes antes de criticar os outros

Madre Teresa ensinou: "Quem dedica tempo tentando melhorar a si mesmo não tem tempo para criticar os outros". O ensinamento é lindo, mas não é fácil de colocar em prática. Hoje, o Incrível.club divide com você 3 razões pelas quais quem vive para criticar os outros só tem a perder. Ao final, recomendamos a leitura de um conto que exemplifica esta teoria.

1. O tempo que você passa falando mal dos outros é o tempo que você perde com você mesmo.

O tempo gasto em olhar as atividades do outro é o tempo desperdiçado com você. Se você se observasse um pouco mais, perceberia que você tampouco é perfeito e sempre pode melhorar. Ao entender que todos erramos, você se torna mais tolerante com os outros e com você mesmo.

2. A crítica revela as inseguranças de quem critica.

Ao criticar ou julgar o outro, você apenas revela os seus próprios defeitos. Cada pessoa se define pelos próprios atos. Ao criticar, você se transforma nisso, em uma crítica. Quem está bem consigo mesmo não precisa atacar os outros.

3. Ao contrário do que se pensa, criticar apenas destrói a pessoa que critica.

A crítica provoca uma reação negativa no criticado e também em quem critica. Ninguém tem a verdade absoluta e, ao criticar, você está julgando algo que pensa estar errado. Acontece que nem sempre sabemos toda a história. Ninguém gosta de ser julgado sem motivo. Se você não quer ser criticado por algo que não fez, não faça o mesmo com as outras pessoas.

Sendo assim, é importante destacar que o mundo não gira em torno do seu umbigo. Tente ser mais tolerante, viva e deixe viver. E, na próxima vez que for criticar ou julgar uma outra pessoa, pense antes em 3 perguntas:

  • A minha crítica é construtiva e vai ajudar o outro?
  • Eu também não faço aquilo que estou criticando? Quem sou eu para julgar?
  • Não seria melhor gastar as minhas energias para tentar entender antes de criticar?
Conto do Oásis Um jovem chegou à beira de um oásis junto a um povoado e, aproximando-se de um velho, perguntou-lhe: – Que tipo de pessoa vive aqui? – Que tipo de pessoa vivia no lugar de onde você vem? – perguntou o ancião. – Um grupo de pessoas egoístas e malvadas – respondeu o rapaz – estou satisfeito de haver saído de lá. – A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui – replicou o velho. No mesmo dia, um outro jovem chegou ao oásis para beber água e, vendo o ancião, perguntou-lhe: – Que tipo de pessoa vive por aqui? O velho respondeu com a mesma pergunta: – Que tipo de pessoa vive no lugar de onde você vem? O rapaz respondeu: – Um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras. Fiquei muito triste por tê-las deixado. – O mesmo encontrará por aqui – respondeu o ancião. Um homem que havia escutado as duas conversas perguntou ao velho: – Como é possível dar respostas tão diferentes à mesma pergunta? Ao que o velho respondeu: – Cada um só pode ver o que carrega no seu coração. Aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passou, não poderá encontrar outra coisa por aqui.
.
Tradução e adaptação Incrível.club