Incrível
Incrível

18 Métodos fáceis para produzir os hormônios da felicidade

Na sensação de felicidade, 4 hormônios influenciam: endorfina, dopamina, ocitocina e serotonina. Eles são liberados quando a pessoa faz algo útil para sobreviver. Nesse momento, sentimos tanta energia que queremos mover montanhas, embora por pouco tempo, uma vez que logo a substância milagrosa cai até a próxima ação, que pode demorar muito. Ou seja, não podemos esperar tanto!

O Incrível.club aprendeu o que fazer para aumentar rapidamente o nível de hormônios de felicidade sem grande esforço. No final do post há uma informação sobre uma vitamina famosa sem a qual não se produzem estas substâncias úteis para o nosso humor.

1. A endorfina é o hormônio da felicidade

A endorfina bloqueia a dor e ajuda você a sobreviver em condições extremas, razão pela qual também a chamam de “droga natural”. Na natureza selvagem, aumenta drasticamente seu nível quando os seres vivos sentem um perigo mortal. Por exemplo, um animal ferido por um predador, graças à endorfina, pode correr mais alguns minutos sem sentir dor e, portanto, tem a oportunidade de se salvar. Felizmente, os seres humanos não precisam se expor a tais riscos para sentir tal euforia.

A produção de endorfina pode ser aumentada com a ajuda de vários métodos:

  • É bom praticar esportes e atividades recreativas, mas os músculos têm que trabalhar quase de maneira ininterrupta.
  • Uma pequena quantidade de endorfina é produzida quando rimos e ouvimos música que nos
    faz chorar.
  • Outro método extraordinário é a pimenta. Coloque uma pitada de pimenta na ponta da língua e espere alguns minutos.
  • Um outro método exótico é a acupuntura. Durante uma sessão, as endorfinas são liberadas da mesma maneira que quando você ri muito.

2. A dopamina é o hormônio da motivação

A dopamina é responsável pela motivação e pela recompensa. Este hormônio é o que nos permite estudar de forma eficaz. Quando alcançamos o que queremos, uma grande quantidade de dopamina é liberada e, no cérebro, o circuito neuronal que relaciona a ação realizada com a euforia obtida é fortalecido. Isso, precisamente, dá força e nos motiva a alcançar os objetivos estabelecidos.

O aumento do nível de dopamina pode ser alcançado com a ajuda de diferentes métodos.

  • A opção mais acessível é comer bem. Além disso, a produção do hormônio será mais intensa se você der preferência a produtos ricos em tirosina; é precisamente este aminoácido que leva à produção da dopamina e que pode ser encontrado em queijo, sementes, carne, peixe e feijão,
    entre outros.
  • Um método simples é beber café ou outra bebida que contenha cafeína. No entanto, não aconselhamos o vício, uma vez que a cafeína, como tal, não aumenta o nível do hormônio e simplesmente irrita os receptores que o utilizam, obrigando o organismo a produzi-lo.
  • O método a longo prazo para obter o hormônio motivacional é a recompensa. Estabeleça pequenos objetivos e, depois de alcançá-los, dê a você mesmo a recompensa que julga merecer. Neste caso, a liberação de dopamina será mais significativa.
  • Pratique meditação, por exemplo, com a ajuda de exercícios de respiração. O relaxamento completo se alcança quando, ao meditar, você não quer fazer nada. Mas o organismo responderá com uma poderosa liberação de dopamina, o que nos leva a realizar a ação.

3. A ocitocina é o hormônio do amor

A ocitocina nos permite sentir apego às pessoas. Quanto maior o nível do hormônio, mais amor teremos pelos amigos e familiares e deixaremos de sentir medo, ansiedade e o desejo de flertar com estranhos. Um alto nível de ocitocina é a causa do arrepio quando você toca a pessoa amada, a sensação de “borboletas no estômago” e outras coisas agradáveis.

Aumentar o teor de ocitocina é possível de acordo com os seguintes métodos:

  • A coisa mais simples é o contato físico com a pessoa que você ama. Você pode segurar sua mão, abraçá-la ou simplesmente falar alguma coisa agradável, já que qualquer contato causará a liberação desse hormônio.
  • Adote um animal de estimação e cuide dele. Cuidar de um ser vivo é uma fonte natural de ocitocina. Se você não se sente capaz de ter um gato ou um cachorro, compre uma planta. Neste caso, o efeito será ainda maior se você plantar ao invés de comprar.
  • Está estatisticamente comprovado que o nível de hormônio é maior em pessoas que estão em relacionamentos sérios. Relacionamentos curtos também contribuem para a liberação de ocitocina, mas não em grande quantidade.
  • Faça uma massagem leve para relaxar. A base do método consiste no toque, que são fontes naturais de alegria para nós, pois estão fortemente associados ao período da infância e a uma conexão próxima com a mãe.

4. A serotonina é um antidepressivo interno

Estar cheio de energia, querer fazer as coisas e ter muita autoconfiança são os principais sinais de um alto nível de serotonina. De acordo com várias pesquisas, este hormônio tem uma conexão direta com a condição social; quanto mais serotonina, mais chances de autorrealização. E o contrário, isto é, ter um nível baixo do hormônio, leva a depressões frequentes, obsessão com preocupações e apatia.

Existem vários métodos simples para aumentar a produção de serotonina.

  • Mantenha a postura. Quando você agacha, o nível do hormônio é reduzido e por uma razão desconhecida isso provoca a falta de autoconfiança, o sentimento de culpa ou a vergonha.
  • Coma abóbora, queijo duro, ovos cozidos, queijo cottage e lentilhas, pois esses produtos contêm um aminoácido essencial chamado triptofano a partir do qual a serotonina é produzida. Também ajudam os produtos com um alto nível de vitamina B, como damasco desidratado, ameixa e algas.
  • Durma bem: quanto melhor você dormir, mais fácil será para o seu corpo produzir o antidepressivo interno.
  • Coma menos doces. O grande apetite por açúcar indica uma deficiência de serotonina, mas os carboidratos dos doces estimulam apenas a produção do hormônio num curto período de tempo. É mais benéfico e seguro consumir produtos ricos em carboidratos de liberação lenta, como vegetais, frutas e diferentes tipos de mingau.

5. Vitamina D

A deficiência de vitamina D dificulta para o corpo a produção dos outros hormônios da felicidade. Além disso, esta substância é a fonte de serotonina e as pessoas com alto teor desta vitamina raramente sofrem de depressão.

Existem 2 métodos simples para aumentar o nível de vitamina D:

  • Tomar sol frequentemente (mas respeitando os horários e o limite de tempo para não ter problemas graves, como câncer de pele)
  • Tomar suplementos da vitamina

Se você escolheu o segundo, não aconselhamos a automedicação. Em primeiro lugar, verifique com seu médico e faça o teste para determinar o nível de vitamina D em seu organismo.

Você já enfrentou situações em que o conhecimento de seu próprio corpo o ajudou a se tornar uma pessoa mais feliz?

Imagem de capa Depositphotos.com
Compartilhar este artigo