15 Tipos de clientes que fazem os prestadores de serviços terem tique nervoso não em um olho, mas nos dois

Na comédia Sem Notícias de Deus, a personagem de Penélope Cruz trabalha como garçonete em um bar com um fluxo interminável de clientes. Foi assim que os cineastas retrataram um dos “círculos do inferno”. Admita, trabalhar com atendimento de pessoas pode ser um desafio.

Nós, do Incrível.club, identificamos os tipos de clientes mais difíceis. Depois de uma breve conversa com eles, às vezes é preciso tomar uma boa dose de valeriana. Mas somos todos humanos e em diferentes momentos da vida todos experimentamos esses papéis. Vamos ver se em nossas tirinhas você reconhecerá alguém, ou talvez você mesmo. Confira!

O Déspota

Fica insatisfeito com tudo desde o início. Irá ameaçá-lo de reclamações e demissão. É melhor evitar o confronto direto com ele e se comunicar racionalmente.

O Apressado

Existe um tipo de cliente que sempre precisa de tudo feito para ontem. Piora quando o colaborador fica até sem dormir para terminar o trabalho dentro do prazo, mas, no fim, o cliente “não precisa mais”. Ou acaba descobrindo que ainda faltam alguns dias até o deadline. Quem mais sofre com esse tipo de cliente são os designers, copywriters e profissionais de propaganda.

O Eu-sei-lá

Esse tipo de cliente não sabe do que precisa. O clássico: “Você tem um igual a esse, mas com botões de madrepérola?”, levará qualquer vendedor à histeria.

O Eu-sei-tudo

Seu bordão, mesmo não pronunciado em voz alta, é: “Eu sei o que é melhor”. São clientes que sempre ensinam a um especialista como o serviço deve ser feito e depois reclamam que não estão satisfeitos com o resultado.

O Cliente “especial”

Esse cliente, por sua vez, quer se destacar da “massa cinzenta” e não ser como todo mundo. Por exemplo, ele pede em cafés e restaurantes para cozinharem pratos de acordo com receitas estranhas e então, é claro, ele fica infeliz.

O Atrasadinho

A regra das boas maneiras é não se atrasar, ou seja, não roubar o tempo de outra pessoa. No entanto, quem chega atrasado no colégio é sempre o último a correr para a sala de aula. E nada muda com a idade: essas pessoas podem conseguir se atrasar para o próprio casamento e até para o próprio funeral. Na melhor das hipóteses, elas chegam com um pequeno atraso ao médico ou cabeleireiro.

O Tagarela

Essas pessoas são amigáveis, mas há um probleminha: se começam a falar, vão contar toda a sua biografia e, provavelmente, nem vão comprar nada. Elas são muito encontradas nas filas de farmácias e de mercados.

O Pão-duro

Eles acreditam que “de grão em grão, a galinha enche o papo” e não entendem sinceramente por que deixariam a gorjeta para “esses parasitas”. Além disso, vão criticar aqueles que exigirem mais dinheiro do que o necessário.

O Grudento

Esse cliente acredita que os prestadores de serviços são uma espécie de psicólogos e consultores gratuitos. Habitualmente, quem sofre o dobro com esses clientes são os corretores de imóveis e agentes de viagens. Se não houver toalhas limpas no quarto do hotel, por exemplo, ele não irá ligar para a recepção, mas sim para o agente de viagem, mesmo se for 1h da manhã.

O Mudei-de-ideia

Alguns prestadores de serviços recebem dinheiro por comissão, por exemplo, os corretores de imóveis. E é uma infelicidade quando precisam acompanhar um cliente em visitas de apartamentos durante semanas, oferecer inúmeras opções e do nada ele mudar de ideia.

O Introvertido

Assim como qualquer pessoa, os introvertidos fazem compras de vez em quando, mas costumam manter distância dos vendedores (e das pessoas em geral) e muitos têm certeza de que todos vão lhe impor algo desnecessário ou de má qualidade. Esse tipo de cliente entra na loja já fingindo que não está vendo os funcionários, e muitas vezes sai de mãos vazias, se ele próprio não tiver escolhido nada, e mesmo se o item desejado estiver em estoque.

O Aristocrata

Em locais públicos, esses clientes costumam brilhar com sua “erudição oculta”, sempre tentando pedir foie gras no refeitório e uma xícara de café espresso moído na hora em uma lanchonete de esquina.

O Pago-depois

Algumas pessoas acham que não há problema em atrasar o pagamento de algo. Além disso, muitas delas podem até ser consideradas ricas, e isso é o que mais surpreende. Os reparadores e os marceneiros sofrem o triplo com esse tipo de cliente.

O Caçador-de-promoção

Esse tipo de cliente não vai perder nenhuma promoção. Ele pode comprar uma comida que nem come muito só por estar na promoção. Vai pedir um desconto adicional na compra, mesmo que já esteja incluído. Costuma, também, pedir emprestado cartões de descontos dos outros constantemente, mesmo que já esteja na hora de ter o seu próprio cartão.

O famoso “Tem-desconto?”

O principal critério de compra para eles é o preço, mas não a qualidade. Perseguem descuidadamente os descontos em salões de beleza e não entendem por que uma hora com um profissional experiente custa muito dinheiro. Sempre pedem descontos e, no fim, reclamam com os amigos sobre um corte de cabelo ou manicure malfeito e de má qualidade.

Já encontrou algum cliente irritante? Talvez você queira sugerir algum tipo para adicionarmos na nossa lista? Conte para nós nos comentários!

Compartilhar este artigo