Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Comportamentos dos adultos que podem fazer das crianças eternos pacientes de terapeutas

Se pudesse dar o mundo ao seu filho, você daria? Muitos responderiam que sim. O ímpeto paterno e materno é oferecer o máximo possível aos seus descendentes com um objetivo claro em mente: que eles sejam felizes. O problema com esse raciocínio é que felicidade não é sinônimo de totalidade, isto é, há muitos outros pormenores que precisam ser considerados quando se busca dar uma vida completa e feliz aos filhos.

Nós, do Incrível.club, entendemos que educar não é nada fácil. Mas também não é necessário ser um professor de pedagogia para oferecer amor incondicional aos pequenos. Por isso, ficamos curiosos para saber o que os usuários das redes sociais pensam sobre o assunto: quais os erros — na opinião deles — os adultos continuam cometendo na criação de seus filhos. Abaixo você verá o resultado da nossa pesquisa. Acompanhe!

1. Ignorar aqueles que cometem bullying

  • “Ignore os intimidadores, e eles te deixarão em paz”. Essa abordagem resultará em pelo menos dois desfechos. Primeiro: vão te incomodar ainda mais. Segundo: escolherão outra pessoa para incomodar. Por isso, é importante não abaixar a cabeça para agressores. Quanto mais cedo encará-los, mais rápido entenderão que fazer chacota com os outros não é uma boa ideia. © EGoldenRule / Reddit
  • Quanto mais ignoramos os agressores, mais difícil é resistir a eles. A cada tentativa fracassada, mais sinal de fraqueza demonstramos, o que faz com que a situação fique ainda pior. As crianças precisam aprender a dizer “não” e a se defenderem sozinhas. Muitas vezes não o fazem, pois não têm a intenção de ofender ou machucar o outro. No entanto, não podemos esquecer uma outra e importante lição: nem todos querem ser nossos amigos e, portanto, não devemos aceitar que pessoas nos façam mal. © MerlinsCat / Reddit

2. Escutar e confiar cegamente nas pessoas mais velhas

  • Não permitir que a criança faça perguntas só porque alguém mais velho — e supostamente mais sábio — disse o contrário, é uma das maiores besteiras que vejo diariamente. Como os jovens irão desenvolver qualquer ideia independente se são inibidos constantemente? © AtLeast5 / Reddit
  • Em dado momento, descobri que meu pai não acreditava em Evolução e nem no aquecimento global. Quando perguntei “por quê?”, ele respondeu: “Porque você não deve acreditar em ninguém de olhos fechados, tanto em mim como na sua professora”. Apesar de todos os nossos desacordos, sempre o respeitei muito por ter me deixado criar minha própria opinião. Tenho 26 anos agora e ainda estou descobrindo que muitas coisas que acreditava quando criança eram mentira. © ughyesofcourse / Reddit

  • Tinha 7 anos quando disse à minha mãe, durante o almoço, que não comeria o frango, pois parecia estragado. E também falei para as outras pessoas não o comerem. Minha mãe, porém, pediu apenas para eu ficar quieto e respeitar os mais velhos à mesa. Qual foi o resultado? Todos comeram aquele frango, menos eu. Como de se esperar, todos tiveram intoxicação alimentar, menos eu. © WalterWhitesHairLine / Reddit

3. Acreditar que perder é uma vergonha

  • “Estar enganado é errado”. É por isso que muitas pessoas não gostam de mudar de opinião, mesmo que os fatos estejam escancarados à sua frente: elas não querem estar erradas. © oti890 / Reddit
  • Sou professor do Ensino Médio e notei que muitas crianças deixam de tentar porque têm medo de estarem equivocadas. Mas então como é que se estuda? É tão triste ver as crianças associando a escola ao medo, por isso gosto de sempre lembrá-las que estar errado é normal.
    © myfeetdontmatch / Reddit
  • Parece que muitas pessoas têm a concepção errada de que discussões implicam argumentos intermináveis até que uma das partes “desista” e, por conseguinte, “perca a batalha”. Não há nada de errado em repensar e mudar de opinião. Isso não faz de ninguém inferior. © DankMemes148 / Reddit

4. Acreditar que “não” é uma palavra ruim

  • Já passei dos 30 anos, mas ainda tenho dificuldade de dizer “não” para os outros. Sou educado e gentil até mesmo com aqueles que não merecem. Isso acontece não porque sou uma alma angelical, mas porque não me permitia negar ou contradizer desde criança. © Your_Worship / Reddit
  • Minha maneira de resolver esse empecilho é treinar com um amigo a dizer “não” em voz alta. Pratico, também, o silêncio desconfortável e minha reação a pressões externas recorrentes. Qualquer pessoa pode fazer isso ao se preparar para uma entrevista ou uma apresentação. © CorporateDroneStrike / Reddit

5. Não ter apoio dos outros

  • Alguns adultos não interferem excessivamente nos problemas dos filhos, pois acreditam que isso só piorará a situação. Gostam também de dizer: “Você acha que a escola é difícil? Espere ficar adulto para ver a diferença!” Esse enfoque apenas expande a desconexão emocional entre pais e filhos, ou seja, faz com que as crianças se sintam sozinhas nos seus dilemas emocionais, pensando que ninguém realmente se importa com seus problemas “infantis” e “insignificantes”. © Fantalitymlp / Reddit
  • Amo meus pais, claro. No entanto, sempre que eu e meus irmãos entrávamos numa briga, eles diziam que não se importavam. Isso realmente me afetou no que diz respeito a pedir ajuda.
    © respect_the_69 / Reddit

6. Acreditar que as pessoas agem agressivamente porque isso é uma forma de “gostar”

  • Uma vez um colega de classe me espetou no joelho com um lápis, o que deixou hematomas visíveis. O diretor, então, me explicou que o menino agiu dessa forma porque estava “apaixonado” por mim. Depois disso, passei a ficar com receio de ser atraente aos olhos masculinos e, por isso, me mantive longe dos homens por muito tempo. © stressmare / Reddit

  • Minha mãe me disse uma vez que um menino no jardim de infância estava me intimidando porque tinha sentimentos por mim. Não conseguia entender. Ainda bem que meu pai depois explicou que o garoto havia agido de forma errada e que aquele comportamento não era sinal nenhum de amor. © Ahstia / Reddit

7. Não ousar correr riscos à toa

  • No jardim de infância, fomos proibidos de jogar futebol porque era “perigoso demais”. Nós íamos só bater na bola algumas vezes, não participar de uma competição internacional. © DarkHelix_ / Reddit
  • Sempre que caía no parquinho acidentalmente, meus pais me proibiam de continuar brincando. Eles proibiam tudo: parede de escalada, barras, balanços, bolas. Depois, a corrida. Podia apenas observar como as outras crianças brincavam. Até mesmo as cartas de pokémons estavam fora de questão. Felizmente, essa insanidade durou apenas alguns meses, o que, ao meu ver, foi tempo demais apenas para acalmar minha mãe superprotetora. © pseudostrudel / Reddit

8. Não ser discreto quanto à vida pessoal

  • As crianças de hoje aprendem a usar as redes sociais desde muito cedo e não acho isso muito seguro. A criança vai se acostumando a mensurar o seu valor de acordo com a repercussão do seu perfil na Internet. Acho também que os pais agem de forma leviana quando decidem postar fotos com seus filhos nas próprias páginas. É uma total violação do espaço individual da criança. Mas quem irá admitir isso? © kay37892 / Reddit
  • É um absurdo os pais que compartilham nas redes sociais absolutamente tudo o que acontece na vida dos filhos. Talvez você não ache isso tão relevante, mas a criança pode ficar chateada com o fato de que as amigas da mamãe estão a par de todos os detalhes pessoais da vida dela. Sem contar os comentários que deixam nas fotos. © goggle_pocket / Reddit

9. Tentar sempre ser “o melhor”

  • O medo de não fazer algo suficientemente bem me faz desistir de muitas coisas: é um bloqueio psicológico. Inúmeras vezes adio alguma tarefa até que o estresse por não tê-la realizado não ultrapasse o medo de fazer um trabalho ruim. Depois termino tudo às pressas e ainda me arrependo do tempo que levei durante todo esse processo. © OmniYummie / Reddit
  • O perfeccionismo contradiz a sociedade mutável e de rápido desenvolvimento. A perfeição é inimiga do “dever cumprido”. © Spr0ckets / Reddit

10. Incentivar a não demonstrar emoções

  • É impossível reprimir as emoções. Isso resultará apenas no acúmulo delas por um certo tempo até que, em determinado momento, elas explodam num instante. © eldritch_candy / Reddit
  • Meus pais me pedem para controlar minhas emoções e agir como uma pessoa madura. Porém, quando me encontro numa situação em que sinto uma chuva de sentimentos negativos, não consigo contê-los. A opinião dos meus pais: sou sensível e imatura. A verdade é que não tenho nenhum mecanismo de superação. É lamentável que não consigam me compreender. © ujke_brf / Reddit

  • Meus pais zombavam de mim toda vez que queria chorar. Eles até inventaram uma música para a ocasião e a cantavam toda vez. 27 anos depois, não sei chorar e não consigo expressar meus sentimentos para ninguém se estiver sob estresse. (A propósito, meus pais são boas pessoas, mas fui o primogênito — ainda no começo dos anos 90 — por isso acho que não sabiam como lidar com o choro de uma criança.) © fernandotakai / Reddit

11. Criticar todas as amizades

  • As crianças podem, sim, escolher com quem conversar e precisam aprender a assumir a responsabilidade de suas escolhas. Se a Laurinha sempre mente, então talvez não valha a pena ser amiga dela. Se o Carlinhos gosta de jogar areia por todos os lados, talvez eu não queira brincar com ele. Laura e Carlos talvez precisem aprender a se comportar melhor. © lethologica5 / Reddit
  • No jardim de infância que meu filho frequenta há uma política rigorosa: “Você não precisa brincar se não quiser”. Ninguém é forçado a brincar com ninguém. Ninguém precisa abraçar ou tocar outra criança. Ninguém será obrigado a compartilhar os próprios brinquedos ou outros materiais escolares se não sentir vontade. Acho uma abordagem bastante moderna e válida de educação. © bunnz4r00 / Reddit

12. Jogar a culpa no pai ou na mãe

  • Meus pais culpavam os genes um do outro quando não gostavam de algo em mim. Isso me levou a ter sérios problemas com autoestima, que ainda estou tentando resolver na vida adulta.
    © dyam / Reddit

  • Minha mãe passou anos falando mal do meu pai, ao mesmo tempo que ele não dizia uma palavra negativa sobre ela. Na verdade, ele dizia coisas boas. Esse comportamento passivo/agressivo e as mentiras me fizeram parar de apreciar a companhia dela. Fico surpreso por minha mãe não entender por que não gostamos quando ela decide falar mal de alguém que amamos. E ainda se pergunta por que eu e meus irmãos não somos “filhos melhores”. © Pesky-noises / Reddit

É importante lembrar que não há uma fórmula mágica para educar os filhos, mas o que não pode faltar é reflexão e compreensão. Compartilhe conosco quais métodos de ensino dos seus pais você ainda não conseguiu esquecer!