Incrível
Incrível

11 Erros no currículo que podem ser o motivo de um candidato perder a vaga

A busca por um emprego é um momento crucial para muitas pessoas. Por isso, é natural se sentir frustrado se não formos nem chamados para a entrevista. Isso pode ocorrer por uma série de motivos, mas um deles talvez seja mais recorrente: erros básicos no currículo, que podem não ser evidentes para os candidatos, mas que são alarmantes para os recrutadores. E, é claro, seria decepcionante ser rejeitado por coisas pequenas, ainda mais por aquelas que podem ser facilmente corrigidas.

Nós, do Incrível.club, reunimos alguns dos erros mais comuns em currículos, por conta dos quais a sua chance de ganhar uma vaga pode ir direito para o lixo. Acompanhe!

Escolher a foto mais bonita

Em alguns países, muitas empresas não consideram currículos com foto anexada. Isso porque, mais tarde, os recrutadores podem ser acusados de selecionar candidatos apenas com base na aparência. Se você decidir colocar uma foto no CV, ela deve ser o mais neutra possível. Fotos muito chamativas, de momentos festivos ou pessoais demais, podem causar, no mínimo, confusão.

Adicionar informações extras

O currículo não deve ser muito longo. De fato, entrevistadores não estão interessados nos hobbies e interesses pessoais dos candidatos — se não estiverem relacionados diretamente à posição aplicada. O fato de uma pessoa gostar de ler, pescar ou esquiar não tem, necessariamente, nenhuma relação com sua capacidade de realizar as tarefas exigidas. Além disso, certas atividades podem causar uma impressão negativa, como a paixão por esportes radicais pode ser vista como algo perigoso.

  • Então, recebi um currículo. Um dos grandes. Comecei a ler e fiquei animada. Na segunda página, fiquei impressionada com a experiência do candidato. Cheguei à terceira página, e meu queixo caiu no chão: de cima a baixo, estava repleta de selfies do rapaz. Não entendi o motivo de tantas fotos. Por conta disso, ele não foi contratado. © Claudia Georgiana / Quora

Não incluir períodos de licença-maternidade ou de doenças

Muitas pessoas têm medo de incluir períodos de pausa em seus currículos, pensando que isso poderá provocar uma reação negativa. Na verdade, esses “pontos brancos” são notados por recrutadores experientes com facilidade. Se houver vários candidatos para a mesma vaga, aquele com um CV incompleto pode acabar sendo rejeitado.

Listar as responsabilidades sem mencionar tarefas específicas baseadas em números

Muitas pessoas enumeram diversas responsabilidades, que lhes foram impostas nos trabalhos anteriores, a fim de impressionar o futuro chefe. Porém, certas informações não terão tanto valor se não forem acompanhadas de resultados concretos que o candidato, de fato, alcançou na carreira. Você pode ter passado noites em claro em trabalhos anteriores, mas isso não necessariamente servirá como motivo para contratação.

Submeter o mesmo currículo para diferentes vagas

Ao anunciar um novo emprego, os empregadores geralmente listam todas as qualidades e habilidades que gostariam de ver em um candidato. Portanto, você não deve se apressar e enviar o mesmo currículo a todas as potenciais empresas. É melhor ler as exigências cuidadosamente, os dados do empregador, para entender que tipo de profissional estão procurando. Isso ajudará você a escolher o melhor design para o seu CV e que informações deve conter.

Usar abreviaturas complicadas

Cada profissão tem suas abreviações, que podem se referir a certas ações, objetos, processos. É claro, você pode inclui-las no currículo, mas é melhor deixá-las entre parênteses. Caso contrário, o documento pode ficar incompreensível e ainda passar a ideia de que determinado candidato está tentando impressionar. Mas o que causa uma melhor impressão, mesmo, é demonstrar metas alcançadas, mais até do que o conhecimento sobre determinado assunto.

  • Uma vez, recebi um currículo muito divertido, no qual o número de abreviações ultrapassava todos os limites imagináveis. O texto consistia quase que exclusivamente de abreviações e verbos que as ligavam. Era mais ou menos assim: “Estudei na UFRD, fiz cursos na CZD, FGE e IDI”. Ler esse documento me fez lembrar das cenas dos filmes de espionagem, em que um especialista tenta decifrar um criptograma. Depois de 15 minutos, desisti.

Salvar arquivos no formato errado

Às vezes, as pessoas não prestam atenção no formato em que enviam seus currículos. Se o documento não abre na primeira tentativa ou exige que o destinatário faça o download de algum programa, esse e-mail provavelmente será deixado de lado. Em casos excepcionais, o representante da empresa pode solicitar o envio de um novo documento. A melhor escolha são arquivos em doc.

  • Eu precisava contratar funcionários para um novo hotel. Publiquei o anúncio, deixei meus dados e fiquei aguardando. Foram muitos currículos recebidos, mas um candidato conseguiu alegrar meu dia: à 1h da madrugada, ele me mandou uma foto do seu CV e, por algum motivo, do seu passaporte. Eu pude abrir o currículo no celular, mas não conseguia ler nenhuma informação. Tentei por 10 minutos, depois fiquei irritada, desisti, deletei o arquivo e bloqueei o número.

Adicionar criatividade excessiva

Certos candidatos se empolgam na criação do design gráfico do currículo: usam fontes diferentes, escolhem cores vibrantes. Tais documentos, de fato, sobressaem, mas analisá-los pode também ser um desafio. Encontrar a informação desejada se torna mais complicado e, assim, o recrutador pode acabar descartando o CV. O documento precisa conter elementos gráficos simples e diretos, mas o ponto crucial é apresentar as informações da maneira mais fácil e clara possível.

  • Uma vez, recebi um currículo extremamente artístico. Aparentemente, o rapaz havia acabado de descobrir a riqueza e variedade das fontes. Digo isso porque ele deve ter usado uma dúzia de diferentes fontes no mesmo documento. Rimos bastante antes de rejeitá-lo. © El Klecanda / Quora

Escrever uma introdução excessivamente longa

A introdução de um CV deve responder à pergunta central: por que o candidato merece a vaga? O ideal é que não passe de um parágrafo, no qual a pessoa irá incluir os destaques da carreira, habilidades aprendidas e metas alcançadas. Recrutadores costumam olhar os currículos muito rapidamente. Portanto, documentos densos e extensos, difíceis de entender, podem se perder no meio de tantos outros candidatos.

Selecionar o título errado

Todo empregador gosta de ver que o potencial funcionário é responsável em relação à posição em questão. Por isso, quando um arquivo chega no e-mail com os dizeres “Meu novo currículo Nº2”, isso pode causar não só risadas, mas uma leve sensação de decepção. O nome do documento deve conter o nome completo do candidato, assim como a posição desejada. No mais, dessa forma, será mais fácil identificar os arquivos salvos especialmente para determinada empresa.

Não incluir palavras-chave

As palavras-chave são de particular importância se uma pessoa pretende enviar o currículo para uma grande empresa ou até para uma grande agência de recrutamento. O fato é que, nessas organizações, com frequência, o processamento primário dos arquivos é feito por programas especiais, não por pessoas. Um computador ordena os documentos com base em palavras-chave, entre outros fatores. Se elas estiverem lá, o CV passará para a etapa seguinte. Caso contrário, será descartado.

Na sua opinião, qual a etapa mais difícil na hora de procurar um emprego: escrever um bom currículo ou passar na entrevista? Comente!

Incrível/Psicologia/11 Erros no currículo que podem ser o motivo de um candidato perder a vaga
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos