Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Frases que revelam uma baixa autoestima

----
16k

Se uma pessoa menciona que o dia está cinza e, após algum tempo e com um jeito um pouco confuso, se desculpa por não ter perguntado se você gosta de falar sobre o clima, ou se pede perdão por falar do tempo e, ao final, diz que sempre incomoda a todos com suas ideias, ela definitivamente tem um problema de autoestima.

Encontramos algumas frases que mostram se uma pessoa está ou não está segura de si mesma. Veja e entenda um pouco melhor o que pode estar passando na cabeça de pessoas assim.

Existem pessoas que tropeçam porque alguém as empurra sem querer e elas mesmas pedem desculpas. Talvez façam isso por sentir que se colocaram no caminho das outras. De acordo com pesquisas do Instituto de autoestima, instituição sediada no Oregon, Estados Unidos, essa situação mostra uma baixa autoestima, em que uma pessoa sempre acha que, se algo dá errado, a culpa é dela.

  • O que fazer nesses casos? Se você é assim, sempre que você quiser pedir desculpas após um incidente, analise a situação com calma: o que você fez é realmente tão grave a ponto de ter de pedir desculpas?

Algumas pessoas, depois de alcançar determinados sucessos na vida, respondem a um elogio com frases do tipo "Só foi sorte", ou "A vida é assim", querendo dizer que tudo é força do destino, deixando de lado todo o esfroço e o trabalho para chegar aonde chegaram. Sim, em alguns casos, trata-se apenas de uma bem vinda dose de humidade. Mas, de acordo com algumas pesquisas, pode se tratar de um fenômeno chamado 'autodeterminaçnao injusta'.

  • O que fazer nesses casos? Aceite que você é único. E, quando alguém te elogiar, ao invés de se justificar, diga apenas 'obrigado'.

Segundo cientistas da Universidade de New Hampshire (EUA), as pessoas inseguras se preocupam mais com as opiniões dos demais e não toleram conflitos. Ao invés de discutir, elas continuam se relacionando com desconhecidos e com pessoas mal educadas ao invés de discutir ou encerrar o assunto.

  • O que fazer nesses casos? Em casos assim, você precisa entender que as pessoas sempre se preocupam mais com elas do que com os outros. Pense que as pessoas conflitivas são um peso do qual você precisa se desfazer e veja como a vida ficará mais leve.

De acordo com Margarita Tartakovsky, uma das editoras do site Psych Central, especializado em transtornos de comportamento, a autoestima baixa não tem apenas efeitos psicológicos secundários, ela afeta também o físico, provocando cansaço e insônia. Ir dormir pode ser um sinal de fuga.

  • O que fazer nesses casos? Se você se reconhece nesse tópico, tente falar com um terapeuta e encontrar uma atividade que possa substituir o sono.

Se você pede um monte de vezes ao garçom que espere um pouco mais para decidir o que vai pedir, vale a pena questionar a sua autoestima, porque as pessoas com baixa autoestima têm muita dificuldade para tomar decisões fáceis e mudam muito de opinião.

  • O que fazer nesses casos? Tente entender que a vida é muito mais fácil e divertida do que parece. As pequenas escolhas devem ser passageiras e desimportantes. Um truque para os indecisos: se você não souber o que pedir, escolha uma salada da casa e pronto.

Algumas pessoas sempre se justificam. Elas interpretam qualquer frase do interlocutor, inclusive um elogio, como uma reclamação ou uma crítica. Por algum motivo, elas começam a se defender e começam as frases com "Acontece que...". Por exemplo: quando escutam que estão lindas, respondem "É apenas a maquiagem", como se quisessem justificar a beleza.

  • O que fazer nesses casos? Você precisa filtrar bem o que a outra pessoa acaba de dizer: foi um elogio, uma crítica ou apenas uma pergunta? Pense e responda da maneira adequada. Se você escutar algo positivo, agradeça; se for algo negativo, ou dê uma explicação ou responda com outra pergunta. Mas não se justifique.

Algumas pessoas com baixa autoestima fazem o tempo todo piadas e falam mal de si mesmas. Elas pensam que todo mundo pensa apenas nos defeitos delas, portanto se antecipam e são sarcásticas com elas mesmas.

  • O que fazer nesses casos: Se você não der importância aos problemas que você acha que tem, muito provavelmente ninguém vai perceber.

O uso constante de expressões como "se não me engano", "pode ser", "acho que", etc. é apenas justificativa para o caso de as ideias estarem erradas (isso não se aplica para pessoas que acham que sua opinião é a única válida e que usam essas expressões apenas para incomodar os interlocutores).

  • O que fazer nesses casos? Comece a controlar as suas palavras e não se esqueça de que ninguém pode ter razão sempre.

Frases como "Todo mundo faz assim", "A maioria pensa assim", "Todo mundo quer", etc. são exemplos de medos de expressar a própria opinião.

  • O que fazer nesses casos? Entender que cada um tem uma opinião e é isso que nos torna únicos.

Você já viu alguém que, mesmo sendo especialista em algum tema, se deixa convencer pela opinião dos outros menos competentes e mais carismáticos? Alguém que nunca discute e sempre concorda. Não é porque tenha a mente aberta, mas porque tem medo de errar. Além disso, é muito provável que os pais não tenham deixado essa pessoa se expressar na infância.

  • O que fazer nesses casos? Entender que ninguém pode saber o que é o melhor para você ou que opinião você deveria ter.
----
16k