10 Situações que podem ajudar a estreitar a comunicação entre pais e filhos na adolescência

Marcando a transição entre a infância e a vida adulta, a adolescência por si só traz, além das mudanças físicas, a emocional. A busca pela identidade, escolhas que afetarão o futuro (seja positivamente ou não), a vontade de ser independente. Uma fase que pode ser confusa, não apenas para os adolescentes como também para os pais e os responsáveis, que precisarão se ajustar para conseguir manter um ambiente saudável para ambas as partes.

Sabendo que nossas palavras exercem poder e podem afetar a vida de uma pessoa, principalmente de crianças e adolescentes, nós do Incrível.club reunimos algumas situações que podem acontecer e como mudar positivamente para desenvolver um relacionamento saudável entre pais e filhos.

1. Você vai entender quando for adulto

Você provavelmente ouviu essa frase durante a sua adolescência, mas o fato é que não dá para prever o futuro. Isso pode soar como uma resposta frustrante, afinal não dá para afirmar que seu filho irá entender aquela situação quando crescer. Porém, traga serenidade quando estiver conversando, trazendo uma opinião razoável e argumentada.

2. Eu na sua idade...

É preciso compreender que os tempos mudaram, aquilo que era sensacional quando você era mais novo não necessariamente trará o mesmo prazer para o seu filho. Lembre-se que cada pessoa é única, e ficar sempre comparando o seu tempo com os deles apenas fará com que eles façam o mesmo contigo. Por isso, tente participar positivamente da vida e das atividades de seus filhos, isso mostrará que você também se interessa pelo que eles fazem.

3. A porta da rua é serventia da casa. Mas se for não volte

Filhos que estão descontrolados precisam de pais controlados. Ao ameaçá-los, não significa exatamente que eles irão te obedecer. Pelo contrário, em alguns casos podem até aceitar a aposta e sair de casa. Pais arrogantes geralmente costumam ter filhos arrogantes, provocando um ambiente nada saudável. Para ter respeito é necessário respeitar também. Diga que o entende, mesmo não estando de acordo com suas atitudes. Ao fazer isso, você notará uma mudança positiva no comportamento do adolescente.

4. Você parece uma criança

Nessa fase de transição, é comum que alguns comportamentos infantis ainda aconteçam, afinal não é de uma hora para outra que o adolescente se tornará um adulto com muitas responsabilidades. Mas quando dizemos que ainda parecem crianças, eles agirão como crianças. É como se depositássemos pouca fé neles achando que estão livres para quebrar regras. Em alguns casos, ao darmos um pouco de liberdade, é o momento em que eles podem provar que não farão nada estúpido. Demonstre uma postura firme sem ser autoritário.

5. Você não tem jeito mesmo

Dizer que uma pessoa não tem jeito é como afirmar que não adianta se esforçar porque será inútil e ela está condenada ao fracasso durante toda sua vida. Exagerar na cobrança, usando palavras sem sabedoria, não fará com que seu filho se torne um adulto de sucesso. Em vez disso, diga que haverá um jeito, é só não desistir. Mostre-se presente, apoie-o nas adversidades e o ajude em suas dificuldades.

6. Meu filho terá a profissão que ’EU’ quiser

Quando você era adolescente, talvez tenha ouvido essa frase de seus pais. Você tinha planos para o futuro, mas sua família tinha outros para você, e por isso acabou se sentindo frustrado. Os jovens se importam com a opinião dos pais, mesmo não demonstrando isso. Converse com seu filho, tenha um bom diálogo, permitindo que ele expresse os motivos pelos quais escolheu tal profissão. É normal que, à princípio, ambos estejam inseguros quanto à carreira proposta, porém é preciso lembrar que é o jovem que irá se dedicar à determinado assunto durante anos, para então exercer a profissão.

7. Todos os dias tenho que repetir a mesma coisa

Regras e limites devem ser estabelecidos enquanto seus filhos dependerem de você. Porém, dizer a mesma coisa todos os dias pode não ter o efeito desejado, e em alguns casos pode apenas irritar, passando a soar como um sermão e assim dar início a uma discussão que poderia ser evitada. Mostre que vocês precisam trabalhar em equipe, imponha regras claras e que precisam ser cumpridas. Além disso, é aconselhável que todos na casa deem o exemplo do comportamento exigido.

8. Você não faz nada direito

Ao dizer isso, você mexe com a confiança do seu filho, não importa a idade que ele tenha. Além de fazê-lo sentir-se inútil, evitando qualquer tipo de obrigação, afinal “por que farei algo, se não faço nada direito?”. Seu filho tenta fazer algo mas não saiu certo de primeira? Ao invés de falar algo negativo, diga uma palavra simples, porém positiva, como: “tente mais uma vez, tenho certeza que conseguirá”. Tenha empatia, permita que ele tente fazer alguma tarefa, esteja ao lado dele dando instruções, afinal ninguém nasceu sabendo fazer algo, não é mesmo?!

9. Não se meta onde não é chamado

É possível que em alguns casos um adolescente queira distância dos pais não apenas porque cresceu e quer ser independente, mas simplesmente porque alguns pais não permitem o diálogo, afastando-o com palavras negativas como “não se meta onde não é chamado” ou “isso é uma conversa entre adultos”. Diga para seu filho que a opinião dele também importa, crie um ambiente do qual ele possa fazer parte, e quando um problema mais sério aparecer, ele irá te contar. Adolescentes querem ser ouvidos e compreendidos.

10. Você é igual a fulano mesmo

Já reparou que sempre que acontece algum conflito entre pais e adolescentes, um dos responsáveis acaba comparando o filho com algum parente que faz algo que o desagrada? Nem sempre percebemos este erro na hora da raiva, mas sim, eles têm o poder de afetar uma pessoa, principalmente nessa fase em que eles estão amadurecendo. Afinal, ninguém gosta de ser comparado. Mude seus hábitos e, ao invés de comparar negativamente um adolescente, valorize as suas qualidades

Como você faz para construir uma relação positiva com seus filhos adolescentes? Conte para a gente na Seção de Comentários?

Compartilhar este artigo