Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Menina de 12 anos consegue fazer com que rede de supermercados use sacolas biodegradáveis

3-23
243

Você provavelmente já ouviu falar de Greta Thunberg. A garota sueca de 16 anos vem realizando um grande trabalho na defesa do Meio Ambiente. Já falamos dela aqui. Mas há outras garotas pelo mundo afora que também vêm lutando para preservar a natureza com resultados incríveis. Uma delas é Ralyn ’Lilly’ Satidtanasarn, uma menina de 12 anos que luta para combater o uso de plástico e de outros materiais tóxicos na Tailândia.

A pequena já se esforçou tanto que conseguiu, por exemplo, que uma rede de supermercados parasse de entregar sacolas plásticas aos clientes uma vez por semana. Mas isso não foi suficiente e ela continua lutando para que o uso excessivo de plástico no sudeste asiático seja reduzido antes que seja tarde demais.

O Incrível.club pesquisou mais sobre essa inspiradora história de luta e quer que você conheça todos os detalhes. Esperamos que se sinta inspirado a fazer algo e influenciar outras pessoas na luta por um Planeta melhor. Afinal, se uma garotinha de 12 anos é capaz, todos nós podemos.

Desde os 8 anos, ela trabalha para que os tailandeses se tornem mais conscientes dos problemas no uso do plástico

Aos 8 anos de idade Ralyn começou a se reunir com executivos de grandes redes de lojas e supermercados para pedir que o uso de plástico fosse reduzido. A necessidade de lutar contra a poluição começou quando, ao visitar uma praia na Tailândia, ela encontrou enormes quantidades de lixo, o que a deixou muito impactada e decepcionada.

Ela conseguiu que uma rede de supermercados parasse de distribuir saco plástico uma vez por semana

Lilly alcançou sua primeira vitória quando conseguiu que o Central Group, conglomerado proprietário de vários supermercados em Bangkok, parasse de entregar sacolas plásticas em suas lojas pelo menos uma vez por semana.

Na Tailândia, uma pessoa usa por volta de 8 sacolas plásticas por dia

No país asiático, as pessoas utilizam mais ou menos 8 sacolas plásticas por dia. Em 2015, o país foi considerado o sexto no mundo que mais joga plástico no mar. Para enfrentar essa situação, Lilly se juntou à associação Trash Hero e começou a participar da limpeza de vários canais em Bangkok, para retirar as montanhas de garrafas, sacolas e lixo que se acumulam diariamente.

Seguindo os passos de Greta Thunberg, Lilly também fez uma greve de silêncio na frente da sede do governo

As greves realizadas por Greta Thunberg (que mencionamos no início do post) também serviram de inspiração para Lilly, que decidiu fazer um protesto e ficou sentada em frente à sede do governo para pedir uma reunião com o primeiro ministro. Infelizmente, ela não teve sucesso.

Outra empresa reconheceu a luta de Lilly e prometeu começar a usar sacolas biodegradáveis a partir de 2020

Apesar de algumas respostas negativas, Lilly se manteve forte e conseguiu que a empresa 7-Eleven Japan trocasse o plástico por sacolas biodegradáveis a partir de 2020.

“No começo, pensei que era um simples capricho, mas ela não para de se esforçar”, disse a mãe de Lilly em uma entrevista. Na realidade, a mãe também é ativista e ajuda a filha a escrever os discursos que faz em frente à ONU e a embaixadas.

Ela continua lutando para promover a preservação do Meio Ambiente e esteve presente nas manifestações contra o aquecimento global

Há vários meses, Lilly se reúne com funcionários do Ministério de Educação de seu país para pedir que sejam incluídas aulas sobre Meio Ambiente no programa de educação. Além disso, ela apoiou a manifestação na ONU contra o aquecimento global no dia 20 de setembro, liderada por Greta Thunberg.

Qual é a sua opinião sobre a luta de Lilly? O que você faz para ajudar o Meio Ambiente? Compartilhe as suas relfexões nos comentários.

3-23
243