Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Estilistas discutem um novo padrão de beleza, muito mais atraente do que os “rostos de Instagram”

A beleza feminina, como sabemos, é um conceito amplo e multifacetado. Toda mulher é bela do seu jeito e os padrões mudam, dependendo da época, do país e, claro, da opinião pessoal. Mas o fato é que sempre existiram padrões “dominantes”. Nos anos 1990, as mulheres magras de pele clara estavam no auge da popularidade. Depois, Lara Croft apareceu nas telas e introduziu a moda do corpo atlético, dos lábios volumosos e do nariz pequeno. Mais tarde, o mundo ficou encantado com o corpo curvilíneo e os traços marcantes de Kim Kardashian. Porém, mesmo que ainda existam desses padrões mais buscados e divulgados nos blogs e na mídia, a luta pelo corpo perfeito está cada vez menos intensa. Hoje, o chamado “rosto nobre” (noble face, em inglês) está ganhando popularidade e a beleza natural conquista cada vez mais espaço.

No Incrível.club, notamos, nas revistas e nos desfiles, um mais que bem-vindo aumento da diversidade. Sim, diversidade e individualidade são as palavras que, felizmente, têm dado o tom nos dias atuais.

As pessoas com traços imperfeitos e a sua individualidade estão chamando mais a atenção

Estamos acostumados a acreditar que as páginas das revistas de moda e a vida real são, digamos, universos paralelos e excludentes. Mas as tendências atuais estão combatendo essa crença e reforçando a ideia de beleza natural. O noble face é um novo tipo de rosto valorizado entre modelos da geração millennial. A tendência tem origem no termo chinês gaojilian, que se traduz como “nobre”.

O rosto feminino considerado “nobre” possui testa larga, olhar expressivo, lábios naturais, nariz harmonioso e nunca passou por procedimentos cirúrgicos. A ideia principal é a de que a mulher não precisa de cirurgias plásticas nem de injeções para se sentir atraente. Ver e valorizar sua própria beleza adiciona muitos pontos ao seu nível de atratividade. Essas mudanças na percepção da aparência estão, em muitos aspectos, relacionadas ao desenvolvimento do feminismo.

A ideia de abolir as plásticas surgiu na Ásia, quando as pessoas se cansaram de correr atrás dos ideais europeus

Durante anos, muitas asiáticas viveram sob pressão da sociedade. Elas sabiam que, para ter sucesso na vida, não tinham escolha a não ser fazer uma plástica para mudar o rosto, às vezes deixando-o irreconhecível. E, assim, as orientais começaram a perder sua individualidade. Para mudar essa situação, em 2017, a Coreia aprovou uma lei determinando que as propagandas de cirurgia plástica devem ser retiradas das estações de metrô (onde está a maior concentração desses anúncios) até 2022. Além disso, na Universidade de Artes e Design de Shandong, na China, foi introduzida uma nova regra: os candidatos que se submeteram a procedimentos cirúrgicos não podem mais ser matriculados na instituição. Segundo o conselho acadêmico, a interferência cirúrgica diminui a capacidade dos atores de expressar suas emoções adequadamente.

Os traços do rosto noble face

Esse tipo de rosto é caracterizado por uma aparência levemente andrógina, recatada, inteligente e natural. A beleza é determinada por atributos físicos como cantos dos olhos e pálpebras caídos e um formato natural dos lábios e das maçãs do rosto. Vale destacar que a maquiagem não muda o “rosto nobre” drasticamente e que o avanço da idade não tende a afetar excessivamente o conceito de beleza quando consideramos esse padrão.

Um dos exemplos mais brilhantes do noble face na Ásia é a modelo chinesa Fei Fei Sun, que estreou na Semana da Moda de Londres em 2010. Em 2014, ela se tornou a primeira modelo asiática a aparecer na capa da revista Vogue. Atualmente, participa de desfiles de moda e é o rosto oficial da marca Estée Lauder.

Na foto à esquerda, está outro exemplo da China: Yuan Quan é modelo, atriz e embaixadora da marca de cosméticos Lancôme. Na foto à direita, vemos a modelo dinamarquesa Frederikke Sofie, uma das poucas donas de cachos naturais na indústria da moda.

A mudança nos padrões de beleza diz muito sobre a evolução da sociedade e do mundo, em geral

O “rosto nobre”, cada vez mais aceito como o ideal de beleza do século XXI, é a prova de que a sociedade tem buscado tornar a indústria da moda mais humana e percebe que a beleza não está apenas no aspecto físico. A única coisa que não mudou é a importância dos cuidados com o corpo. Aceitar a beleza natural é fundamental. Mas igualmente importante é se cuidar, sobretudo em relação a aspectos ligados à saúde.

Você já recorreu a algum procedimento de beleza para melhorar sua aparência ou é fã da beleza natural? Deixe sua opinião na seção de comentários.

Compartilhar este artigo