Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Erros de estilo que podem dar a impressão de alguns quilinhos a mais

Pequenos detalhes podem ter o potencial de arruinar qualquer look. Até mesmo roupas básicas podem passar a impressão de que você está com sobrepeso quando certos cuidados não são tomados. Por exemplo, usar um cinto com a largura errada ou vestir uma saia mais comprida que o agasalho. Felizmente, depois de receber algumas dicas, você certamente ficará pronta para brilhar!

Nós, do Incrível.club, queremos que nossos leitores estejam sempre em suas melhores versões. Sendo assim, resolvemos compartilhar dicas para lá de úteis, com o objetivo de impedir que você volte a errar na hora de escolher roupas e acessórios.

1. Escolher camisas sem botões

Talvez você pense que uma camisa básica não é capaz de comprometer um visual, mas essa crença está equivocada. Caso queira disfarçar os quilinhos extras, é melhor escolher uma camisa com botões. Use-a desabotoada, com uma camiseta por baixo. Assim, ganhará uma silhueta mais alongada.

2. Usar suéter folgado com saia

Um suéter folgado tende a esconder a linha da cintura, deixando a parte de baixo do corpo parecendo menor. Use um cinto, como mostrado na imagem acima, para manter o agasalho acima da cintura, alongando a silhueta.

3. Puxar a peça de cima para esconder a barriga

Não puxe demais sua camiseta ou camisa para baixo, já que isso acaba dividindo sua silhueta em duas partes desproporcionais. A dica é especialmente válida quando as cores das peças de cima e de baixo são contrastantes. Coloque a camisa ou camiseta por dentro da saia, apostando em um suéter desabotoado, ou uma jaqueta por cima.

4. Não mostrar as partes mais magras do corpo: punhos, cintura ou pescoço

Ao perceber que está com alguns quilinhos a mais, muita gente se esconde atrás de camadas e mais camadas de roupas, na tentativa de passar despercebida. Porém, é importante deixar à mostra punhos, linha da cintura, pescoço ou tornozelos.

5. Usar suéteres com botões

Muitas mulheres possuem, no guarda-roupa, aqueles suéteres finos de malha com botões. Mas é preciso ter cuidado com eles. Se você tem volume na cintura e nos ombros, essas peças de roupa não te farão parecer mais magra, pelo contrário: elas podem passar a sensação de quilos a mais. É melhor escolher um suéter de malha com um corte ligeiramente mais solto.

6. Ter medo de looks monocromáticos

Há quem evite os looks monocromáticos por achar que eles são sem graça e simples, mas isso não é verdade. Uma peça contrastante na parte de baixo melhora qualquer visual. É possível ver um bom exemplo disso nas fotos acima. Caso escolha uma saia, coloque a peça de cima por dentro dela. Assim, sua silhueta não sofrerá com distorções na área da cintura.

7. Usar shorts curtos demais

Shorts curtos demais podem deixar as imperfeições mais evidentes. Se for usar um agasalho esportivo, será melhor apostar em peças com o corte mais solto. E, caso ainda queira insistir nos shorts, prefira os mais compridos e não tão apertados.

Além disso, é bom evitar estampas pequenas e infantis nas roupas, pois isso fatalmente chamará atenção para a sua barriga.

8. Usar cintos finos e brilhantes demais

Claro que podemos usar cintos mais finos e coloridos, mas só com as roupas certas. Quando o casaco for mais escuro que o cinto, sua cintura possivelmente passará a impressão de ser mais larga.

Outra dica: não use cintos finos com outwear (lingerie à mostra). Um modelo mais largo de cinto irá valorizar mais sua silhueta.

9. Usar roupas curtas e apertadas o tempo todo

Algumas pessoas acham que, quanto mais mostradas as pernas, mais longas elas parecem. E que quanto mais longas as pernas parecerem, mais magra a mulher ficará. Mas nem sempre é esse o caso. Uma saia curta pode representar um corte abrupto na linha das pernas, sobretudo se a peça for na cor preta. É melhor escolher uma saia lápis, perfeita para ressaltar a feminilidade.

10. Usar saias ou vestidos mais compridos que o agasalho

Não use casacos ou agasalhos que, de maneira geral, sejam mais curtos que a sua saia, principalmente quando as peças tiverem cores contrastantes. Do contrário, surgem linhas adicionais que tendem a cortar a silhueta, deixando-a maior.

11. Errar no comprimento da saia

Não podemos nos esquecer do comprimento de saias e vestidos. Quando acima dos joelhos, eles podem dar à silhueta a impressão de alguns quilos a mais. Obviamente, cada caso é um caso, dependendo do tipo de corpo, mas geralmente 10 centímetros abaixo da linha do joelho costuma ser o ideal para boa parte das mulheres.

Saias linha “A” compridas demais também pode comprometer o visual, escondendo a linha dos tornozelos.

12. Esquecer das linhas verticais

Quanto mais longa a linha vertical, mais magra parecemos ser. Deixe a jaqueta aberta e aposte no comprimento certo. Evite muitas linhas horizontais na região abdominal.

13. Usar vestidos apertados demais

O volume na região da barriga acaba ficando mais evidente quando usamos vestidos muito apertados, sobretudo os em cores claras. Não tenha medo de investir em vestidos com a parte de baixo mais solta, mas que valorizem a linha da cintura. Nem mesmo um vestido branco aumentará sua silhueta se o look como um todo estiver equilibrado. A forma de ampulheta tem o poder e salvar qualquer uma!

14. Exagerar no uso de várias peças oversize e folgadas ao mesmo tempo

Quando todas as peças são oversize e compridas, seu corpo pode ficar parecendo maior. Preste atenção aos acessórios. Às vezes, é melhor escolher uma bolsa menor para não adicionar ainda mais volume à parte de cima do corpo. E, mais uma vez: mostre os pulsos.

15. Dar preferência aos jeans skinny

Jeans skinny podem ser desafiadores, sobretudo para quem tem panturrilhas grossas. Prefira calças jeans levemente soltas e que mostrem os tornozelos. Evite calçados contrastantes, pois eles criarão a sensação de corte na linha das pernas.

Você conhece outras dicas de moda que ajudam a compor um look mais equilibrado? Qual seu tipo de silhueta? Enfrenta algum tipo de dificuldade na hora de comprar roupas? Deixe seu comentário sobre o assunto!

Compartilhar este artigo