Incrível

Uma triste história de amor inspirou a criação do Bosque Sagrado de Bomarzo, um dos lugares mais fascinantes e estranhos do mundo

O amor tem sido uma grande fonte de inspiração ao longo da história. Músicas, poemas, romances e obras de arquitetura foram criados para conquistar o ser amado, celebrá-lo ou lamentar sua perda. Mas o amor também levou ao surgimento de obras únicas e enigmáticas, que surpreendem por seu conteúdo misterioso.

O Incrível.club quer compartilhar com seus leitores a história do Bosque Sagrado de Bomarzo, construído por um duque italiano do Renascimento, como forma de lamentar a perda de sua amada.

A história de amor

A história do duque de Orsini está cercada por mistérios e lendas e o mesmo acontece com a construção de seu jardim. Na versão mais difundida, ele decidiu deixar a vida política e social da Itália para se recolher em seu castelo, localizado na província de Viterbo, na comuna de Bomarzo, para se dedicar a viver uma vida despreocupada com sua amada Giulia. Ambos planejaram a decoração do famoso “bosque”, cuja criação ficou a cargo dos arquitetos Pirro Ligorio Jacopo Vignola.

Mas logo, o infortúnio entrou em cena, e Giulia morreu. Orsini, no entanto, decidiu continuar com o projeto e o dedicou a sua falecida amada, para quem até construiu um pequeno templo. Mergulhado na solidão e na melancolia, o bosque foi se enchendo de imagens monstruosas, sombrias e enigmáticas, como se fosse um retrato da alma de Orsini, que ficou à deriva após tanta desgraça.

Levando em conta essa história, pode-se dizer que o Bosque Sagrado é o resultado do desespero e da tristeza de uma mente atormentada pela solidão sombria pela perda do seu amor. Na entrada do bosque, pode-se ler a seguinte frase: “Você, que vagueia pelo mundo para ver maravilhas notáveis e surpreendentes, venha aqui, onde tudo fala de amor e arte”.

Pierfrancesco Orsini

O sofrimento amoroso é uma das inspirações mais poderosas, e podemos dizer que Pierfrancesco Orsini (esse era seu nome) levou esse sofrimento mais longe do que muitas outras pessoas.

Ele nasceu em Roma, no século XVI, na Era renascentista. Durante anos, integrou a vida política italiana como duque e mecenas. Era um homem de espírito refinado, que sentia uma grande atração pela beleza da arte e uma forte inclinação para extravagâncias.

O Bosque Sagrado e sua influência na arte contemporânea

As imagens do Bosque Sagrado, como não poderia ser diferente, influenciaram a sensibilidade de muitos artistas, entre os quais Salvador Dalí, Michelangelo Antonioni (que filmou um curta-metragem no lugar) e, acima de tudo, o escritor argentino Manuel Mujica Láinez, criador do romance Bomarzo, cujo personagem principal é justamente o duque Orsini. Inspirado no escrito, o músico Alberto Ginastera compôs uma ópera que percorreu teatros de todo o mundo.

Portanto, além das versões que circulam sobre sua construção, é inegável que o Bosque Sagrado é um dos lugares mais enigmáticos e fascinantes do mundo e que o tempo que o Duque de Orsini lhe dedicou não foi em vão.

Você gostaria de visitar esse bosque? Que outras obras arquitetônicas conhece que foram inspiradas por grandes amores? Qual é a coisa mais fascinante que você fez por um ser amado? Conte para a gente nos comentários.