Incrível
Incrível

Meu filho está se sentindo preterido ao ganhar um presente mais barato que a irmã, agora nos questionamos se agimos mal

Não é fácil criar um filho e tudo se complica se tiver mais de um. Quando os irmãos crescem juntos, podem aliviar um pouco o trabalho dos pais, mas ninguém está livre de errar na educação dos filhos e isso pode gerar rivalidade, relações ruins entre os irmãos, principalmente quando um deles se sente preterido. E foi exatamente isso que aconteceu com esta família, cujos pais estão se sentindo em um impasse e não sabem como resolver a questão.

Você acha que não há problema em tratar os filhos de forma diferente? Qual seria a regra de ouro na hora de criar dois ou mais filhos ao mesmo tempo?

O problema foi colocado e esses pais, preocupados, decidiram conversar com o filho. Como toda discussão, houve muitas explicações e divergências. Mas, como se trata de uma família, há também muito amor envolvido, por isso todos querem resolver suas diferenças da melhor forma possível. Vamos ver por que essas três pessoas vão precisar de um pouco mais de tempo para solucionar a esse impasse:

Sugestões para evitar o menor número de erros ao criar dois ou mais filhos

  • Nunca compare seus filhos entre si ou com qualquer outra criança. Isso porque, em vez de motivá-los, na verdade, vão entender que a irmã ou irmão deles é melhor e que você ama os outros mais do que eles. Devemos estabelecer os limites necessários, sem mencionar os outros filhos. Até mesmo as comparações positivas podem ser contraproducentes, pois seu filho ou filha pode tentar fazer com que você veja o outro como o “malvado”.
  • Não devemos tomar partido. Ao nos colocar do lado de uma das crianças, mesmo que tenhamos 100% de certeza de que ela tem razão, criamos uma maior rivalidade entre os irmãos. Isso porque, se não conseguirem explicar a situação, as duas crianças vão interpretar essa atitude como se simbolicamente estivéssemos dando nosso amor apenas para uma delas.
  • Ajude seus filhos a agir como equipe. Seus filhos estarão presentes durante toda a sua vida. Por isso é bom que trabalhem juntos como uma equipe na hora de enfrentar as diversas adversidades. Procure oportunidades para recompensar o trabalho em grupo dos seus filhos.
  • Não devemos tratar os irmãos como uma unidade. Inscrevê-los nas mesmas atividades ou em grupos pode ser um erro e até gerar competição entre eles. Nossos filhos são diferentes e únicos e precisam ser capazes de explorar seus talentos individuais. Devemos dedicar nosso tempo para descobrir quais são os interesses de cada um e como podemos fazer com que esses talentos floresçam.
  • Garanta espaço pessoal suficiente a cada filho. Os irmãos precisam compartilhar os pais, os brinquedos, o tempo com a família, o centro das atenções e isso não é pouco. Dormir no mesmo quarto pode não funcionar para crianças com temperamentos muito diferentes. É mais fácil quando elas têm um espaço privado, como um armário alto para guardar seus bens especiais longe de um irmão mais novo, ou camas bem separadas, para que todos possam ficar sozinhos se assim quiserem.
  • Como pais, não devemos interferir sempre. É normal querermos evitar conflitos e garantir que as crianças não briguem. No entanto, ao fazer isso, estamos privando nossos filhos de resolver seus problemas sozinhos e de encontrar soluções para diversas questões. Pensemos em um semáforo: quando as crianças estiverem discutindo, devemos fazer uma pausa e escutá-las. Se a situação ficar tensa, podemos nos unir para fornecer alguma orientação. Se houver agressão verbal ou física, então chegou a hora de intervir.
Incrível/Gente/Meu filho está se sentindo preterido ao ganhar um presente mais barato que a irmã, agora nos questionamos se agimos mal
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos