Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Jovem gasta 18 mil dólares para voar no avião mais luxuoso do mundo

Um jovem empresário de Cingapura chamado Derek Low voa com muita frequência a trabalho. Por conta disso, ele acumulou uma verdadeira fortuna em milhas aéreas. O rapaz resolveu trocar todos esses pontos por uma passagem entre Cingapura e Nova York no voo mais luxuoso do mundo, a Suite Class, da Singapore Airlines. Tudo num A 380, maior avião comercial do mundo. Derek queria saber como ricos e famosos, entre eles Leonardo DiCaprio e Morgan Freeman, fazem longas viagens, compartilhando com o mundo a experiência. Se ele tivesse que pagar a passagem com dinheiro, teria desembolsado 18 mil dólares.

O Incrível.club não poderia deixar passar essa curiosidade que é um barato. No sentido figurado, é claro!

A diversão começou ainda no aeroporto, onde Derek foi levado a uma sala de espera luxuosa e exclusiva, frequentada apenas por quem viaja na classe luxo. "Passamos pela área reservada à classe executiva, onde tinha cerca de 50 pessoas. A funcionária tinha muita pressa, como se tivesse com medo de ficar nauseada perto de tanta gente da 'plebe'", ele escreveu em seu blog.

"Todos os funcionários me tratavam pelo nome, como se eu fosse famoso". Derek havia sido informado de que a comida era fantástica, e se apressou em pedir lagosta com queijos gruyère, emmental e cheddar e satay (prato tailandês) de frango e carne de novilho. Era realmente um manjar.

Chegou a hora de embarcar na classe luxo. "Imediatamente, me perguntaram: O senhor aceita uma taça de 'Dom Perignon'?". É claro que a única resposta possível era 'sim!'. Uma garrafa dessa champagne custa mais de US$ 300 ou R$ 1.000.

O Airbus A380 conta com 12 cabines luxo, e naquele voo só havia 3 passageiros na classe, contando com Derek. Ele sequer viu os outros passageiros.

Em sua cabine, o jovem encontrou uma necessaire com cremes e um frasco inteiro do perfume Salvatore Ferragamo. As demais peças, roupa de cama, pantufas, pijama e travesseiro eram da grife Givenchy. Os fones de ouvido eram da Hugo Boss. As poltronas de couro feitas à mão eram da empresa italiana Poltrona Frau.

O passageiro teve direito a um comissário de bordo pessoal, chamado Zaff. O rapaz contou a Derek que nos últimos 2 ou 3 anos, pode atender pessoalmente a Leonardo DiCaprio e Morgan Freeman, que adoram voar naquela aeronave.

Enquanto Derek assistia a um filme, o comissário serviu um aperitivo: uma salada de lagosta com caviar de esturjão e foie gras.

Quando Derek, depois de experimentar tanta comida maravilhosa, estava pegando no sono, a equipe transformou sua cabine (ou seria melhor dizer "camarote"?) em uma espaçoso dormitório com uma cama grande. "Eu nem sabia o que dizer. Pensei que só um poeta poderia expressar minha emoção".

Pela manhã, serviram novamente lagosta, acompanhada de aspargos, tomates cozidos em vinho e arroz com açafrão. Um pouco mais tarde, a refeição foi salmão, um filé impecável e algumas sobremesas: o rapaz não conseguiu nem identificar do que os doces eram feitos.

"Quando aterrissamos e chegou a hora de descer do avião, descobri que tinha um problema: eu não queria sair dali! Mas precisei desembarcar, e Nova York também não se mostrou nada mal".

P.S.: "Aliás, só depois entendi que no lugar de 'senhor', eles poderiam me chamar de 'presidente', 'príncipe' e até de 'rei'.

O formulário da companhia aérea tinha essas opções. Incrível!