Incrível
Incrível

Ele passou por várias rejeições, mas encontrou o amor ao ser adotado pela família de seu melhor amigo

Kevin e Dominique Gill resolveram acolher algumas crianças necessitadas enquanto elas esperavam para serem adotadas. Quando um garoto chamado Andrew surgiu em suas vidas, o acertado era que ele ficaria por um breve período. Mas todos na família logo se apegaram ao menino e, dois anos depois, ele tornou-se oficialmente filho dos Gill.

O casal trabalha na assistência social infantil e resolveu cuidar de crianças após notar a demanda pelo serviço

Em 2018, Kevin e Dominique receberam uma ligação com o pedido para receber em sua casa Andrew, um menino então com 10 anos que já tinha saído de dois abrigos. Aquele seria seu vigésimo-sexto lar temporário. O casal já tinha experiência em abrigar crianças, e Andrew era seu terceiro “hóspede”.

Dominique relembra a experiência dizendo que o começo foi “complicado”, mas a família não queria desistir do menino, independentemente de qualquer coisa.

Andrew quase foi adotado duas vezes, mas ambas deram errado

Os Gill estavam dispostos a fazer tudo ao seu alcance para ajudar em qualquer desafio que surgisse na vida da família que resolvesse adotar Andrew, pois sabiam o quanto ele queria ter um lar. No entanto, uma família inicialmente interessada decidiu que Andrew não se encaixava, então o garoto foi enviado pela agência de volta para os Gill.

Kevin e Dominique se preocupavam com Andrew por saberem que toda aquela situação poderia afetá-lo. O menino poderia ficar ressentido e demonstrar mau comportamento. No entanto, Andrew estava feliz da vida por voltar para aquela casa.

Na época, o casal tinha um filho quase da mesma idade de Andrew

Depois de três meses, tanto os pais quanto Andrew foram avisados de que a agência estava promovendo uma busca intensa por outras pessoas que pudessem querer adotá-lo. Naquele período, Dominique notou o quanto Andrew se dava bem com seu filho, Joc, e como ficava óbvio o quanto os garotos sentiam falta um do outro quando estavam separados.

Então, Dominique disse ao marido que não queria deixar Andrew ir embora mais uma vez. A mulher ouvia o próprio coração dizendo que a decisão correta seria adotar o menino. Sua única preocupação era que Andrew não demonstrasse explicitamente a vontade de ficar com a família para sempre, uma vez que ele se esforçava para manter toda e qualquer pessoa afastada.

O casal decidiu fazer um gesto para contar a Andrew sobre sua adoção

Dominique queria que todo mundo perguntasse ao Andrew se ele queria ser parte da família, isso em consideração ao garoto. Ela disse que, como o menino esteve sob os cuidados de tanta gente ao longo da vida, sendo que em vários casos esses cuidados eram temporários, a futura mãe queria fazer o menino entender que haveria toda uma comunidade dando apoio e que aquela família não abriria mão dele.

Certo dia, todos foram passear em um parque, e foi quando o menino se surpreendeu ao saber que a família com quem a agência vinha conversando era os Gill. Naquele momento, Andrew ganhou uma família amorosa e viu seu melhor amigo, Joc, virar seu irmão.

Andrew e Joc continuam se dando muito bem

Quatro anos já se passaram desde que Andrew entrou na vida da família Gill e dois desde que ele virou oficialmente filho do casal. Hoje, tanto Andrew quanto Joc são adolescentes com seus próprios interesses, mas os dois continuam se divertindo juntos. Os quartos de cada garoto ficam um ao lado do outro. Eles podem até ter suas diferenças, mas nas palavras da mãe “continuam sendo os melhores amigos, como sempre foram”.

Atualmente, a família Gill é formada por seis pessoas: os pais, Kevin e Dominique, e os filhos Joc, Andrew, Kynnedi e KJ.

A família encara diversos desafios sociais, mas não trocam seu estilo de vida por nada

Quando a família está em público, as pessoas pensam que Andrew está sendo apenas acompanhado pelos Gill, ou tentam engatar conversas girando em torno de como o menino pode ser filho deles. Na escola, Joc e Andrew também passam por situações nas quais as outras crianças não acreditam que eles são irmãos, com Andrew se vendo obrigado a mostrar fotos da família para comprovar o parentesco.

A família diz que todos os seus filhos são iguais, tratados com respeito e dignidade — para eles, ninguém é mais especial que ninguém. A família possui quatro empresas e, enquanto mira em promover o empreendedorismo negro, quer que seu filho branco tenha as mesmas oportunidades que as outras crianças. Assim, eles estão abertos para apoiar toda e qualquer iniciativa. A família continua comprometida com a inclusão e em fazer com que todos se sintam amados.

Você sabe de outras histórias que também mostrem que o amor vem em todas as formas?

Incrível/Crianças/Ele passou por várias rejeições, mas encontrou o amor ao ser adotado pela família de seu melhor amigo
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos