Incrível
Incrível

A comovente história do torcedor mexicano que perdeu esposa e filhos pouco antes da Copa, mas decidiu homenageá-los na Rússia

A Copa da Rússia tinha tudo para ser inesquecível para o mexicano Gilberto Martinez. Fanático pela seleção de seu país, ele já estava de malas prontas para ir com a família para São Petersburgo, onde o time jogaria algumas das partidas. Mas a trágica perda de sua família, cerca de dois meses antes do início do mundial, mudou tudo.

O Incrível.club apresenta a comovente história desse advogado mexicano que, mesmo vivendo a dor mais difícil de sua vida, resolveu seguir em frente e ir à Copa, como uma homenagem à sua família que aguardava por aquele momento com tanta ansiedade.

Gilberto Martinez

Gilberto Martinez é um advogado de 41 anos. Ele era casado desde 2004 com a argentina Verônica Raschiotto, que deixou seu país em 2001 para trabalhar no México. Foi ali que os dois se conheceram, se casaram e tiveram dois filhos: Mia, de seis anos, e Diego, de oito.

Os planos de família

Gilberto e Verônica planejavam ir ao mundial com os dois filhos para torcer pelas respectivas seleções. Os preparativos para a grande viagem já estavam bastante avançados e o filho Diego não via a hora de poder ver em ação dois craques, o argentino Messi e o brasileiro Neymar.

O acidente fatídico

Mas, no dia 28 de abril, tudo mudou e o mundo de Gilberto desabou. Verônica e os dois filhos viajaram para Miami, nos EUA, para visitar o irmão dela. No caminho, na cidade de Delray Beach, já em território americano, o veículo em que estavam foi atingido por uma caminhonete 4 x 4 dirigida por um jovem de 21 anos. Eles morreram na hora.

A homenagem

Como é de se imaginar, depois do acidente Gilberto perdeu toda a vontade de viver. Mas sua psicóloga conseguiu convencê-lo a seguir em frente e manter os planos de viagem para a Rússia. E ele acabou indo com dois amigos e cumprindo todo o itinerário estabelecido inicialmente junto com Verônica. Gilberto e os amigos levaram camisetas da seleção mexicana com os nomes da família e a expressão "sempre comigo", além de suas credenciais de torcedores.

Guillermo Ochoa, goleiro da seleção mexicana, sabendo da situação, enviou uma mensagem de apoio a Gilberto: "seu filho será o anjo que me ajudará a voar".

Como sabemos, a seleção mexicana caiu diante do Brasil, mas Ochoa fez algumas das defesas mais espetaculares da Copa e foi bastante elogiado.

O momento mais difícil

O pior momento de Gilberto foi justamente no dia 17 de junho, data da histórica vitória da seleção mexicana contra a Alemanha, mas também dia dos país no México. Ele não pôde deixar de pensar em como teria sido comemorar aquela conquista com os filhos. E como eles estariam felizes se estivessem lá!

Homenagem a Diego

Gilberto esteve na partida entre Brasil e Sérvia porque Diego era fã de Neymar e essa seria a melhor maneira de homenageá-lo. Também esteve no jogo entre Argentina e Islândia para ver Messi.

No Incrível.club, ficamos emocionados com essa história tão comovente. E, claro, mesmo o Brasil tendo eliminado o México, torcemos para que ele tenha força para dar a volta por cima.

Afinal, a maior lição do esporte é a de que, independentemente de onde vivemos, somos mais parecidos do que imaginamos. E a de que podemos ser capazes de nos colocar no lugar das outras pessoas e, sempre que necessário, dar a elas todo nosso carinho e solidariedade.

Força, Gilberto!

Incrível/Gente/A comovente história do torcedor mexicano que perdeu esposa e filhos pouco antes da Copa, mas decidiu homenageá-los na Rússia
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos