Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

9 Celebridades que foram da tranquilidade à rebeldia

Há muita gente por aí que poderia ser enquadrada como "rebelde", ainda que o termo possa ser aplicado a inúmeros perfis: alguns estão sempre dispostos a lutar contra as regras, outros alimentam o ego se vestindo de um jeito chamativo, enquanto outros sentem prazer em chocar e gerar discussões. Entre os rebeldes, é fácil encontrar gente muito criativa e talentosa, mas que passa por períodos atribulados na vida.

O Incrível.club preparou uma lista com "rebeldes" do mundo da música e do cinema. Todos eles começaram suas carreiras sendo "bonzinhos".

Drew Barrymore

  • Descendente de uma tradicional família britânica, Drew sempre foi acostumada a ser o centro das atenções. Sua educação clássica e rígida, além do estímulo que os parentes deram para que a menina virasse atriz deixaram-na sem opção. Desde muito nova, atuou em comerciais, e aos 7 anos ganhou um papel em "E.T. – O Extraterrestre", icônico filme de Steven Spielberg.
  • Controlar a fama não foi fácil. Como a própria atriz admitiu, experimentou bebidas alcoólicas com 9 anos, maconha aos 10 e cocaína aos 12. Foi um escândalo atrás do outro, mas Drew conseguiu, graças à família e ao trabalho, deixar comportamentos de risco. Hoje ela cria suas duas filhas e tem uma carreira sólida no cinema.

Shia Labeouf

  • A infância de Labeouf não foi exatamente tranquila. Seus pais se divorciaram quando ele era adolescente. Bem na época, ele tornou-se um ator promissor e, de forma geral, não demonstrava um comportamento rebelde. Veja só o jovem da foto à esquerda. Ele tem cara de que poderia machucar alguém?
  • Pelo visto, sim. Depois de atuar em "Transformers", Shia revelou seu complexo caráter: vivia em conflito com a polícia, com os colegas e estava sempre fazendo provocações. Bem, o fato de ele ter aparecido num tapete vermelho com um saco de papel na cabeça revela muito sobre sua personalidade questionadora.

Miley Cyrus

  • Com apenas 14 anos, ela se tornou uma superestrela, referência para milhões de adolescentes, por conta do personagem principal que vivia na série da Disney "Hannah Montana". Ao mesmo tempo, tinha tempo para estudar, frequentava a igreja e era uma menina obediente.
  • O passo mais importante para Cyrus foi a destruição da imagem de ídolo adolescente. A mudança foi tão grande que seus novos álbuns receberam classificação indicativa de 16 anos. E o clipe da música "Wrecking Ball" foi encarado como "chocante" por vários fãs da cantora.

Kanye West

  • Se você acha que todos os rappers saíram da periferia e lutaram contra a pobreza, dê adeus aos estereótipos. A mãe de Kanye era decana do departamento de inglês da Universidade de Chicago, e o futuro astro da música só tirava notas altas. Depois de se formar no Ensino Médio, ele entrou para a universidade, onde se deu conta de que a música era sua vocação.
  • Kanye rapidamente virou um dos principais rebeldes da cena hip-hop. Se meteu em vários escândalos, tendo discutido até com o presidente dos Estados Unidos. Alguns situações foram realmente desnecessárias. Em 2009, na cerimônia de entrega dos prêmios da MTV, Taylor Swift ganhou como autora do melhor clipe. No palco, West tomou o microfone de Swift e disse que "Beyoncé tinha feito um dos melhores clipes de todos os tempos".

Christina Aguilera

  • Desde cedo, Aguilera queria ser uma estrela dos palcos. Enquanto estava na escola, desenvolvia suas habilidades artísticas, tornando-se um ícone teen quando entrou para a equipe do programa de TV "Mickey Mouse Club", junto com os então astros mirins Britney Spears, Ryan Gosling e Justin Timberlake. O lançamento do primeiro álbum alçou a loira ao sucesso mundial.
  • A jovem cantora não teve um comportamento rebelde longe das câmeras. Mas ela se diferenciou dos mais por conta da "rebeldia planejada". É o que podemos ver diante das mudanças em sua imagem, da sexualidade enfatizada nos clipes e letras. O gatilho foi o lançamento do clipe de "Dirty", que continua sendo considerado super provocante, mesmo já tendo 15 anos.

David Duchovny

  • Há muitos casos de famosos que abandonam os estudos para se dedicarem à carreira. Mas Duchovny preferiu completar os estudos, formando-se em literatura inglesa. Quando estudante, o astro entrou no mundo do teatro, passando a aparecer no palco, em propagandas e na TV.
  • Durante as filmagens da série "Californication", sobre a agitada vida hollywoodiana, Duchovny viveu uma mudança de 180 graus. Começou a beber muito e separou da esposa devido às constantes infidelidades. E passou a parecer muito com seu personagem, um escritor antissocial. O importante é que agora, o ator está bem.

Lady Gaga

  • Aos 11 anos, a cantora foi enviada para uma tradicional escola católica para meninas, formando-se com louvor. À época, já chamava atenção pela voz e por gostar e roupas brilhantes. Depois do Ensino Médio, Stephanie (esse é seu primeiro nome) entrou na Tisch School of the Arts, pertencente à Universidade de Nova York.
  • Nem bem entrou na cena noturna de Nova York, Lady Gaga percebeu que não queria só cantar. Seus figurinos extravagantes, suas atuações e aparições em público aumentaram na artista o desejo de ser original e reconhecível, com uma proposital teatralidade. A própria Gaga já admitiu diversas vezes que sempre procurou o limite entre o teatro e a música.

Gerard Butler

  • Foi um bom aluno, se formou na universidade, comprou uma casa e virou um ótimo advogado. Este foi o começo da vida do ator. Contudo, se desiludiu com a profissão escolhida e passou a consumir muitas bebidas alcoólicas.
  • Ao ver, no Teatro de Edimburgo, a obra "Trainspotting", o advogado Butler percebeu que era hora de mudar de profissão. Ao abandonar a carreira de prestígio, recomeçou do zero e acabou colhendo os frutos. Um ano depois, ele interpretava o personagem principal naquela mesma peça. E sua rebelião contra a rotina de um escritório valeu muito a pena!

Britney Spears

  • Spears foi outra estrela que conheceu o sucesso muito jovem. Depois do "Mickey Mouse Club" e de seu álbum de estreia, virou uma grande febre para adolescentes de todo o mundo.
  • Dona de uma popularidade internacional, Britney aos poucos começou a recorrer ao álcool e às drogas para alivias as tensões. A década de 2000 foi marcada por diversos escândalos e tentativas de reabilitação. A cabeça raspada de Britney é uma das principais lembranças da época. Pouco a pouco, os dois filhos e a autoajuda tiraram a cantora da crise.
Imagem de capa walden, eastnews