25 Relatos de situações inusitadas que só poderiam ter acontecido no Japão

O Japão é um lugar incrível. Mas apesar de suas cidades modernas e de suas belezas naturais, é nas pessoas que está a verdadeira riqueza do país — na Terra do Sol Nascente a educação, a cortesia e a atenção aos pequenos detalhes das regras sociais são seguidas ao extremo. Os internautas do post de hoje visitaram o país (ou vivem lá) e têm algumas histórias e recordações das quais vão se lembrar para sempre.

Incrível.club coletou relatos surpreendentes de estrangeiros no Japão e está pronto para compartilhá-los com você. Confira!

Serviços

  • Fizemos o check-in no hotel e, na manhã seguinte, recebi o seguinte recado na porta do quarto: “informamos que você não precisa vir à recepção. O 1 iene (equivalente a 49 centavos) que você pagou a mais será estornado pela internet”. Ah, e esta é a foto da recepção de um outro hotel em que ficamos: © Michael Pang / Quora

  • Minha esposa e eu passamos, por acaso, por um evento de degustação de chá. E em uma das barracas, havia apenas uma cadeira vazia. Então, o anfitrião nos chamou e disse para que esperássemos um segundo. Ele correu até um caminhão, pegou uma cadeira e voltou até nós. Pensei que esse cara faria qualquer coisa para vender o chá depois disso. Nós nos sentamos e experimentamos o chá. Gostamos e decidimos comprar alguns pacotes. No entanto, surpreendentemente, ele se recusou a vendê-los. Na verdade, tudo fazia parte de um evento educacional gratuito. © Michael Pang / Quora
  • Uma vez a cada dois meses, vou ao meu cardiologista em Tóquio. E após a rotina de exames, vou a uma cafeteria que fica próxima ao consultório. Dois meses atrás, ao finalizar meu café, apontei para xícara, fiz um sinal de positivo e dei meus agradecimentos ao barista pelo café espetacularmente bom. Dois meses depois, visitei novamente a cafeteria depois dos exames. Pedi exatamente o mesmo café e o barista, que na hora não estava trabalhando no balcão, correu imediatamente para máquina de café para atender ao meu pedido. Segue o que ele fez: © Stuart J Walton / Quora

  • Na maioria dos aeroportos, é proibido embarcar com uma garrafa de água. No Japão, no entanto, alguns aeroportos são equipados com uma máquina que verifica se sua garrafa contém algum líquido inflamável. Os japoneses pensam em segurança, mas definitivamente não se esquecem da conveniência — por isso criam máquinas como essa. Por exemplo, eu sou da Austrália e lá os funcionários nunca se importam com o conteúdo dentro de uma garrafa... eles a confiscarão de qualquer maneira. © Michael Pang / Quora
  • Meu marido e eu estávamos andando por Tóquio quando notamos uma galeria de arte muito fofa e decidimos dar uma olhada. Olhamos tudo e decidimos comprar 3-4 cartões postais que mostravam obras expostas na galeria. Fomos ao caixa e os três atendentes eram idosos. Eles não entendiam muito bem inglês, então usamos o Google Tradutor para elogiar a loja. Ficaram tão felizes que acabaram nos dando o dobro de cartões postais e se recusaram a deixar que a gente pagasse por eles. Como íamos encontrar nossos amigos em uma cafeteria logo em seguida e já estávamos um pouco atrasados, começamos a andar rápido depois que saímos da galeria até pararmos em um cruzamento. De repente, duas mulheres idosas já sem fôlego nos chamaram. Acontece que, ao sair com pressa, acabamos esquecendo alguns cartões postais na loja. © Mitali Gala / Quora
  • Estava me preparando para ir à Índia depois de ter ido ao Japão e um amigo me pediu que lhe levasse chá de sakura (flor de cerejeira). Fui a um mercado, mas não consegui encontrar o chá. Eu não sei falar muito japonês, mas perguntei aos atendentes. A mulher me trouxe um pote estranho. Vendo que não estava entendendo nada, ela tentou me ajudar procurando vídeos de tutorial no YouTube e resultados de pesquisas do Google, mas ainda assim estava tudo em japonês. Me senti culpado por desperdiçar o tempo da mulher e disse: “Está tudo bem, obrigado”.
    Continuei fazendo minhas compras e quando estava pagando ela veio correndo com um papel impresso com as instruções em inglês de como preparar o chá. Ela perdeu 30 minutos pesquisando tudo só para que eu entendesse como prepará-lo. Comprei dois potes do chá! © Piu Banerjee / Quora
  • Uma vez, quando morava em Tóquio, um terremoto atingiu a cidade. Estava trabalhando no momento em que aconteceu e fiquei terrivelmente assustada, mas o resto do pessoal continuou trabalhando normalmente. Na hora de ir para casa, descobri que o Metrô estava fechado por causa do tremor. Muitos optaram por permanecer no escritório, já que a empresa é preparada para essas situações e tem lençóis e travesseiros. Minha amiga, então, me chamou para ir para a casa dela, que era por ali pertinho. No caminho, estávamos com fome e decidimos parar em um restaurante tailandês. Assim que entramos, fomos recebidos pelo proprietário que pediu desculpas pelo serviço estar mais lento porque alguns funcionários não haviam conseguido chegar ao trabalho devido ao terremoto. Fiquei surpresa pelo fato de um fenômeno daquela magnitude não ter afetado a ética e a qualidade do atendimento ao cliente. © Mari Seto / Quora

Atitudes em relação às pessoas

  • Está vendo esta pequena multidão à esquerda da foto esperando pacientemente? São cerca de 40 pessoas esperando enquanto minha família posava por dois minutos para uma foto. Me dei conta do problema que havia criado, abaixei minha câmera e pedi desculpas. E as pessoas responderam: “Não, nós que pedimos desculpas por termos apressado sua foto!” © Rishi / Quora

  • Meu colega de quarto percebeu que havia deixado a carteira cair em algum lugar a caminho de casa. Procuramos por todo lugar e não achamos. Queríamos ir à polícia, mas não falávamos muito bem japonês naquela época, então isso acabou ficando fora de cogitação. Meu colega decidiu então refazer o caminho até a estação de trem. Era dezembro e apesar de não estar nevando, fazia frio. Um velhinho viu quando ele derrubou a carteira e ficou lá esperando por duas horas no frio caso meu colega voltasse. © Nghia Truong / Quora
  • Se você for mulher, não espere que alguém lhe abra a porta ou ceda o lugar para uma idosa ou grávida. Existem lugares preferenciais no transporte público, mas todo mundo convenientemente cai no sono quando uma velhinha ou mulher grávida aparecem por perto. Ah, e somente no Japão você corre o risco de ser preso se oferecer o seu lugar a alguém e acabar assustando a pessoa. © Graham D Brown / Quora
  • Nas áreas próximas a construções, sempre há um medidor de barulho para que as obras não gerem muitos ruídos e incomodem a vizinhança. Além disso, se o canteiro de obras interferir no tráfego da calçada, sempre há um funcionário especial pedindo desculpas a todos pelo inconveniente. © Michael Pang / Quora
  • Estava esperando o semáforo para atravessar a rua com um amigo japonês. Era uma tarde de domingo em uma pequena cidade nos arredores de Tóquio e não havia nenhum veículo ou alma viva à vista. Então me virei para o meu amigo e disse: “Ei, sei que está vermelho, mas por que simplesmente não atravessamos?” Ele olhou para mim, balançou a cabeça categoricamente e disse: “Não, vamos esperar abrir o sinal”. Fiquei um pouco perplexo e respondi: “Não há carros. Por que precisamos esperar?” Ele sorriu e depois perguntou: “E se uma criança estiver nos olhando?” © Sze Yao Tan / Quora
  • Apesar da cortesia dos japoneses, muitos estranhos esbarram em você e não pedem desculpas. Bater em alguém por descuido em uma calçada lotada ou estação de trem movimentada é normal. Mas, no Japão, as pessoas esbarram sem o menor pudor. Até as velhinhas fazem isso. E não é apenas com estrangeiros; os japoneses fazem isso uns com os outros. © Saxon / Quora
  • O Japão é o país das máquinas de venda automáticas e você pode comprar quase tudo nelas. Uma vez, fui comprar uma bebida e encontrei uma sacola estranha com um bilhete e 900 ienes (cerca de 44 reais) dentro. Aparentemente, alguém esqueceu o troco e a pessoa que usou a máquina depois recolheu cuidadosamente as moedas, as guardou em uma sacola e escreveu um bilhete para que quem as tivesse perdido pudesse encontrar seu troco mais tarde. © Fujimoto Masahiro / Quora
  • Estava andando e percebi que estava sendo seguida. Presumi que tinha deixado cair alguma coisa e a pessoa queria me devolver. Estava enganada. Um cara ofegante me entregou um pacote de papel higiênico com 24 unidades dentro e disse: “Isto é para você!” Então, ele se curvou e foi embora. Todos ficaram me olhando enquanto andava para casa sem conseguir entender por que uma estrangeira precisaria de tanto papel higiênico. © Stephanie Jacklin / Quora
  • Postei uma foto dos buracos no meu tênis no Facebook. Uma semana depois, o meu chefe me chamou na sala dos fundos e perguntou qual o tamanho que calçava. Ele queria me dar tênis novos. Tentei recusar, mas ele insistiu e no final me deu dinheiro e disse para eu considerar como um presente de aniversário antecipado. Então, agradeci, aceitei e coloquei na minha carteira. No meu aniversário, ele me deu uma carteira nova. Acho que ele considerou a minha feia ou velha. © Nghia Truong / Quora

  • O ano novo estava se aproximando. Estava trabalhando no meu último turno antes do feriado. Entrou um cliente aleatório e comprou algo. Depois de pagar pela mercadoria, ele inesperadamente se curvou e disse: “Obrigado pelo seu trabalho este ano. Desejo-lhe felicidades no novo ano e espero vê-la por aqui!” © Nghia Truong / Quora

Outras curiosidades

  • Gosto do fato de que em muitos restaurantes aqui você precisa tirar os sapatos. Também gosto de quando servem toalhas frias no verão e quentes no inverno. Amo as mesas baixas, especialmente as que têm o chão afundado na parte inferior da mesa para que o cliente possa se sentar confortavelmente com as pernas esticadas debaixo da mesa. © Serina Kurahashi / Quora
  • Eu morava em uma cidade pequena e lá as pessoas não eram acostumadas a ver estrangeiros. Todos os dias, no inverno, quando eu passava em frente a um jardim de infância, uma multidão de crianças ficava me olhando surpresa. Eu sorria para elas, mas tinham medo daquele “tio barbudo” de dois metros de altura (no caso, eu). Após alguns dias, as crianças forçaram o “líder” delas a me cumprimentar e eu respondi o cumprimento. Na semana seguinte, todos passaram a me cumprimentar individualmente. As crianças eram sempre muito animadas e adoráveis. Um dia, escorreguei e caí com o bumbum na neve; todos vieram correndo e uma garotinha me perguntou: “Gigante, você está bem?” © JazzPanda / Reddit
  • Percebi nesta manhã que as cadeiras do ponto de ônibus não são viradas para a rua. As ruas no Japão são muito calmas; então quando o transporte chega, é possível ouvi-lo facilmente. E, na maioria das vezes, os ônibus chegam sempre no mesmo horário. Então, você não precisa ficar desesperado olhando para a rua. © Vedant Kekan / Quora
  • Esta é para aqueles que pensam que os japoneses são calmos. Uma vez, um amigo estava tomando banho quando, de repente, alguém tocou a campainha. Ele saiu e era um policial. Acontece que a sua vizinha idosa havia chamado a polícia porque ele estava cantando no banho © Nghia Truong / Quora
  • Se você for alugar um apartamento no Japão, prepare-se para ser “roubado” ao devolver o imóvel. Um pequeno ponto de sujeira na parede pode custar 10 mil ienes (cerca de 490 reais) — valor para apenas uma folha de papel de parede. E uma pequena sala pode ter de 20 a 30 folhas de papel de parede. O motivo de eles cobrarem tanto é que o próximo inquilino receberá o apartamento completamente reformado. © Vedant Kekan / Quora
  • As ruas no Japão são tão limpas que há peixes na água da sarjeta. © BeardedGlass / Reddit
  • Uma vez fui parado pela polícia à noite e pediram meu passaporte. Não o tinha comigo, então me levaram de volta ao meu albergue, depois fizeram eu assinar um formulário dizendo que eu estava errado em não estar com o meu documento. © greenpearlin / Reddit

Você gostaria de visitar o Japão? O que mais te atrai nesse país: sua modernidade ou as tradições milenares? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo