Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Peculiaridades de diferentes países, sem explicação lógica

8-4-
12k

Quando visitamos um novo país, muitas vezes experimentamos um choque cultural devido às peculiaridades locais, como tradições, idioma e cotidiano. Algumas novidades podem ser agradáveis ​​e outras nem tanto, mas em todo caso, elas fazem parte das viagens a lugares desconhecidos.

Nós, do Incrível.club, encontramos histórias de internautas que tiveram impressões inesquecíveis ao conhecer outros países.

Aparência

  • Em Paris, fiquei impressionado como todo mundo é magro. Foi a única coisa em que pude pensar na minha primeira hora na cidade. © Sean Kernan / Quora

  • A propósito, em alguns lugares da Índia, se uma pessoa está acima do peso, ela é mais respeitada. Se alguém é gordinho, significa ser rico. © Larissa Panaro Artemenko / Facebook

  • Estudei no Kuwait e fiz amizade com uma garota local, que tem um tom de pele escuro. Quando fui ao seu casamento, fiquei chocada! Seu rosto estava branco translúcido e com uma maquiagem muito marcante. Depois ela me contou que havia sido borrifada com um spray, como se fosse um bronzeamento artificial, porém com uma cor clara. © Salma Medina / Quora

Comida

  • Tive um probleminha na Tailândia. O supermercado vendia refeições prontas e embaladas, contudo, não dava para ver direito o que a embalagem continha. Então perguntei à funcionária do mercado se aquilo era frango, e ela confirmou. Quando cheguei ao meu quarto no hotel e desembalei a comida, descobri que eram pés de frango. No meu país é comida de cachorro, mas para os tailandeses é um alimento do dia a dia. © Морозова Ирина / Facebook

  • Estávamos em uma cafeteria no Líbano e, enquanto esperávamos o nosso pedido, o garçom nos trouxe alguns aperitivos. De onde eu venho, não oferecem coisas assim de graça. Você simplesmente espera e paga pelo que pediu. © Ольга Краснюкова / Facebook

  • No Vietnã, pedimos uma sopa de pato. Trouxeram-nos a iguaria, mas com um pato. Sim, um pato inteiro, com bico e tudo. © Лариса Горенко / Facebook

  • Morei quatro anos na China. No supermercado, pequenos rãs, tartarugas e crocodilos vivos são vendidos como alimento. © Ekaterina Zykova / Facebook

  • Sempre pensei que adorava comida chinesa. Há oito anos, estive a negócios na China, acompanhado de minha esposa. Um cliente nos convidou para jantar e fez um pedido para saborearmos a gastronomia local. Nunca na minha vida havia saído de um restaurante com fome. Eu imaginava que comeria pato com laranja, mas havia rãs e até tartarugas nos pratos. © Peter T Mayer / Quora

  • Mudamos recentemente para Charlottesville, na Virgínia (EUA). Eu e minha família, mais alguns amigos, fomos ao McDonald’s comemorar o aniversário do meu marido. Começamos a cantar os parabéns quando uma das funcionárias gentilmente se juntou a nós, não apenas cantando, como dançando alegremente. Ficamos maravilhados, mas isso foi só o começo. Depois, as crianças ganharam sorvete e, quando fomos pagar a conta, descobrimos que o cliente à nossa frente pagara tudo! Ficamos pasmos! Essa foi de longe a maior gentileza que recebemos. © Nivedita Awasthi / Quora

Conduta com turistas

  • Fui para a Suécia a trabalho. Em uma semana, troquei apenas dez palavras com minha colega sueca! Julguei que ela não gostasse muito de mim, mas um dia antes de eu ir embora, ela me disse poderia ficar na sua casa, já que morava perto do aeroporto. Eu não esperava por aquilo! No entanto, a maior surpresa foi quando ela acordou às 4h para me preparar o café da manhã! Ainda disse que o fazia por ser sua amiga! Foi a maior surpresa da minha vida. © Olga Bane / Facebook

  • Eu e meu marido, natural da Estônia, viajávamos por seu país de moto. Já estava bem tarde e, depois de muito esforço, conseguimos chegar a um camping. Lá, nos disseram que o local já estava fechado. Mesmo assim, deixaram que entrássemos. Havia várias pessoas nele. Depois, encontramos uma barraca disponível com duas camas. Então fomos tomar banho e disseram que o banheiro já estava fechado. Mesmo assim, permitiram que tomássemos banho e ainda nos deram toalhas. No dia seguinte, fui preparar algo para comer e um funcionário me ajudou a acender o fogão. Quando estávamos de saída, meu marido foi pagar a estadia, mas eles não aceitaram o dinheiro, alegando novamente que o “camping estava fechado”. À tarde, fomos procurar outro, mas não havia nenhum disponível. Então, regressamos ao anterior. Uma experiência agradável para toda a vida. © Наталья Немировская / Facebook

  • Durante minha viagem à Romênia, uma senhora insistiu que eu tomasse café da manhã com ela, após tê-la fotografado na rua. © Gerard van den Akker / Quora

  • Já estivemos na Suécia mais de uma vez. Em uma delas, meu filho perdeu sua mochila com seus documentos, dinheiro e pertences. Felizmente, seu passaporte estava guardado em outro lugar. Ao entrar em contato com a polícia de Estocolmo, a primeira coisa que lhe perguntaram foi se estava com fome. Até que faz sentido, já que o turista perdeu seu dinheiro. Antes de tudo, a polícia quer saber se a pessoa está bem. © Римма Афанасьева / Facebook

  • Sou um homem barrigudo e careca. No Vietnã, os locais, especialmente as mulheres, frequentemente tocavam minha barriga. Elas acreditam que o gesto lhes trará riquezas. © Леонид Богомольный / Facebook

  • No Vietnã, tocar uma criança de pele branca e cabelos louros é como receber uma bênção! © Анна Пахомова / Facebook

Regras de comportamento

  • Antes de começar a entrevista, em uma agência de empregos na Finlândia, pediram-me para tirar os sapatos na entrada. Foi uma experiência muito chocante! Eu não esperava e me senti seminua descalça. Fiquei assim e andei pelo tapete até a sala da entrevista. Tirar os sapatos e mostrar meus pés em um evento formal me pareceu algo muito íntimo. © Anni Hag / Quora

  • Em Israel, as pessoas cumprimentam todo mundo: vendedores de loja, zeladores e motoristas de ônibus. Foi surpreendente para mim no início, mas depois me acostumei e agora também faço o mesmo. © Елена Акодус / Facebook

  • Existe uma regra na Suécia para não incomodar os vizinhos das 22h00 às 07h00. Se uma festa barulhenta se estende até tarde, os suecos educados colocam um aviso no elevador ou na porta de entrada. © Noni Negmatova / Facebook

  • Na Turquia, as expressões diminutivo-afetivas são muito comuns. Por exemplo, uma vendedora de loja pode facilmente te chamar de “queridinha”, “florzinha”, ou algo parecido. © Olga Sumelong-Rataeva / Facebook

  • Os chineses falam muito alto, parece que estão gritando. Uma chinesa que eu conheço me explicou que, na China feudal, ninguém podia falar mais alto do que uma pessoa de posição superior. No entanto, essa regra social antiga já não é tão importante. Hoje, quanto mais alto você falar, maior parecerá o seu status. Então, todos dão o seu melhor. É totalmente normal. © Дмитрий Сильченков / Facebook

Transporte

  • Eu estava com meus filhos na Romênia e, um dia, pegamos um táxi. Sentei no banco da frente e as crianças atrás. Tentei colocar meu cinto de segurança, mas o motorista me interrompeu e tentou me explicar em inglês que os passageiros do banco de trás podem usá-lo como uma arma, por isso não se usa o cinto no banco da frente. Eu não sabia se ria ou se chorava! © Tatyana Ratnovski / Facebook
  • Na Sicília, ao dirigir pelas ruelas das cidadezinhas, o motorista à sua frente pode parar por cinco minutos para conversar com um conhecido na rua. Não dá para contornar e buzinar, eles consideram falta de educação. Então, as pessoas apenas esperam que as outras terminem suas conversas. © Tatiana Kud / Facebook
  • O trânsito nas estradas e rodovias na Índia tem engarrafamento com todos os veículos possíveis, desde carros e grandes caminhões cheios de cargas até pedestres, bicicletas, vacas, cabras e galinhas. Às vezes, para percorrer 30 quilômetros, você pode levar mais de duas horas. © Zack Jaffri / Quora
  • É uma coisa insignificante, mas ainda me surpreende toda vez que vou à Inglaterra. Lá, as pessoas fazem fila para entrar no ônibus e ainda esperam educadamente as outras descerem antes de entrar. © Emma Pichon de Bury / Quora

Cotidiano

  • Ao receber convidados na Suécia, não há uma mesa posta. Eles dão um prato aos convidados que se dirigem até a cozinha e se servem. © Татьяна Ткаченко / Facebook

  • Na Suíça, existe uma regra sobre o dia e o horário que você pode usar a máquina de lavar em seu próprio apartamento. © Collin Spears / Quora

  • Fiquei surpresa com o fato de a Alemanha estar simplesmente repleta de flores. Há flores por toda parte. E ninguém toca, rouba, quebra ou destrói... É lindo. Há também casas históricas com acomodações modernas. A primeira vez que entrei em um complexo habitacional, vi um corrimão de aço inoxidável e paredes com papel branco, quase chorei de emoção. Que cultura de alto nível! © Marina Fedotova / Facebook

  • As máquinas de lavar roupa japonesas, geralmente, não têm aquecedor de água: tudo é lavado com água fria. Lavadoras com água quente custam muito mais caro do que uma máquina com a secadora. © Нина Смоляк / Facebook

  • No sul da China e em Hong Kong, as pessoas passeiam com seus pássaros em gaiolas. Às vezes, elas os tiram e os seguram nas mãos durante o passeio. Os locais acreditam que sem passear, os pássaros não vivem muito e não cantam. © Димитрий Окропиридзе / Facebook

Segurança

  • Eram 06h00 da manhã em Munique, quando pegamos um táxi do aeroporto para o hotel. O motorista era um jovem alto e magro, de chapéu e cabelo comprido preso em rabo de cavalo. Minha filha e eu imediatamente notamos essas características. Chegando ao hotel, ela pagou a corrida e entramos para fazer o check-in. Foi quando percebemos que minha carteira, com todos os meus documentos, cartões de crédito e dinheiro havia sumido... O recepcionista aguardava pacientemente. Tínhamos perdido completamente todas as esperanças, imaginando o pior. Então dissemos que havíamos chegado de táxi e descrevemos o motorista. Ele então nos sugeriu que tomássemos o café da manhã e, quando voltamos, o taxista nos entregou a carteira que havíamos esquecido no seu carro. © Сусанна Бурназян / Facebook

  • Esqueci meus óculos de sol Ray-Ban em uma cafeteria e fui escalar as montanhas. Voltei ao mesmo estabelecimento depois de seis horas em busca dos meus óculos e os encontrei no mesmo lugar. Eu ofereci cinco euros ao garçom como um agradecimento, mas ele educadamente recusou. Eu te amo, Suíça! © Hassan / Quora

  • As pessoas na Europa respeitam as regras de trânsito. Mesmo às 02h00 e 03h00 da madrugada, quando não há absolutamente ninguém na rua, eles param no sinal vermelho. © Koushik / Quora

  • Na Turquia, lembro-me de uma “tradição” no trânsito muito incomum: os motoristas sempre buzinam levemente para os pedestres, apenas para chamar a atenção. © Жанна Мойсеенок / Facebook

Quais descobertas chocantes você fez quando esteve em outros países? Satisfaça nossa curiosidade compartilhando-as nos comentários!

8-4-
12k
Compartilhar este artigo