Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Conversas que parecem um “telefone sem fio”

Cada indivíduo é um universo repleto de tantos segredos e mistérios que, às vezes, sequer é capaz de entender a si mesmo. Então, nem é preciso dizer que compreender os outros costuma ser ainda mais difícil. Por uma razão ou outra, até mesmo uma conversa entre as pessoas mais próximas pode se assemelhar a uma troca de palavras entre habitantes de galáxias diferentes.

Hoje, o Incrível.club reuniu algumas histórias de internautas dedicadas a diversas falhas na comunicação, que tiveram uma reviravolta inesperada. Divirta-se!

  • Hoje, fui a negócios para um centro comercial. Na saída do prédio, ouvi uma conversa entre um segurança e uma garota:
    — O senhor, por acaso, não sabe onde fica a barbearia? Pelo que entendi, fica neste prédio.
    — Você está enganada. Não há nenhuma loja de bonecas aqui.
    — Mas não preciso de bonecas, estou procurando uma barbearia.
    Segurança, fazendo um gesto de negação:
    — Estou lhe dizendo que não se vendem bonecas aqui. Nem Barbie, nem qualquer outra. Você está no endereço errado.
    A garota parecia ter 20 anos, e o segurança, 70. © ktoTOneJA / Pikabu

  • Eu estava no primeiro ano de faculdade. Minha colega de turma tinha dificuldades com Ciência da Computação. Eu me ofereci para ajudá-la e perguntei se ela tinha um computador em casa. Ela respondeu que ele tinha acabado de quebrar, então a convidei para estudar na minha casa. Ela ficou sem jeito (no momento, não entendi o motivo), mas concordou. Chegamos à minha casa, liguei o computador e comecei a lhe explicar os princípios básicos da matéria. Ela não estava me entendendo, o que me deixava mais irritado a cada minuto. No final, ela alegou que estava tudo claro e eu a acompanhei até sua casa. A garota parecia decepcionada, mas eu pensei que ela simplesmente estava cansada. Depois, voltei para casa e fui dormir com a consciência tranquila. Pensando bem, agora percebo que fui eu quem NÃO a entendeu direito... © Gagil / Pikabu
  • Uma conhecida minha tinha uma queda por um cara. Certa vez, ela postou um story para seus melhores amigos no Instagram, com apenas ele na lista: “Estou doente. Seria legal se alguém viesse me visitar”. No dia seguinte, ela se esqueceu de tirar o rapaz da lista e publicou mais um story que, dessa vez, foi destinado às suas amigas: “Ele não entendeu, como sempre”. Mesmo depois disso, o infeliz não entendeu a indireta dela. © treschenko24 / Twitter
  • Meu amigo acabou de se casar com uma mulher muito mais jovem do que ele. Um dia, fui ao aniversário dele. Durante o jantar, estávamos conversando sobre tudo e nada e eu disse que, no primeiro ano de escola, os meus pais me compraram um celular, deixando todos os meus colegas com inveja. A esposa do meu amigo se dirigiu a mim:
    — Eu também ganhei um quando ainda estudava na escola. Era um iPhone 2. Qual era seu modelo?
    Respondi que não lembrava mais e pensei: “Deve ser estranho ter suas fotos de infância em preto e branco, enquanto as de sua esposa são todas digitais”. © certero / Pikabu

  • Certa noite, eu estava estudando para uma prova de Ciências Naturais na casa da minha amiga. O Wi-Fi dela ficava caindo e, como a senha era muito longa, anotei-a no braço com um marcador. No dia seguinte, durante o exame, senti o olhar desconfiado do meu professor. Depois de ter entregado o teste, arregacei as mangas para mostrar que não estava colando, mas, depois, percebi que tinha manchas de marcador no braço. Quando o sinal finalmente tocou, me aproximei de um amigo e comecei a explicar em voz alta o que estava escrito no meu braço, para que o professor pudesse me ouvir. Ele definitivamente me ouviu, porque passei na prova. © michaela_danielle / Reddit
  • Levei o meu smartphone para uma assistência técnica que fica a 20 metros da minha casa. Pedi que o técnico, que conheço pessoalmente, consertasse o aparelho o mais rápido possível, pois não tinha outro celular. Voltei algumas horas depois, paguei pelo conserto bem feito e o cara me perguntou: “Por que não veio antes? Achei que era urgente...” Liguei o smartphone e encontrei três chamadas perdidas e quatro mensagens no WhatsApp do técnico informando que o meu celular estava pronto. © Koteggg / Pikabu

  • Percebi que tudo que falo para o meu marido entra por um ouvido e sai pelo outro. Uma manhã, tive uma briga com o meu chefe e passei meia hora reclamando dele para o meu esposo. Quando terminei o meu discurso empolgante, ele, confuso, olhou para mim e perguntou: “Mas quem é Shatôpa Karaka?” Boa pergunta! Quem será que poderia ser esse Shatôpa Karaka? © Podsluschano / Ideer.ru
  • Sou dos Estados Unidos e estou estudando nos Países Baixos. Fiz amizade com outra americana. Ela está namorando um britânico. Ele e os nossos outros amigos europeus queriam organizar uma festa temática muito especial para o aniversário dela. Eles pensaram em clichês americanos para usar como tema e escolheram o nosso costume de ligar para o 911 quando nos sentimos ameaçados ou em perigo. Como a minha amiga ficaria um ano mais velha, eles pensaram: “Vamos fazer algo voltado para o 911, porque dizem que os americanos mais velhos ligam para a emergência cada vez que caem e se machucam”. No dia do aniversário, eles a vendaram e a levaram para a sala de estar. Quando ela abriu os olhos, viu um bolo com uma bandeira dos Estados Unidos e o número “911” escrito nela, com velas e tudo. Vocês podem imaginar o quanto ela ficou estupefata. © jra312 / Reddit
  • Ontem, levei a coleira de peitoral do meu buldogue francês para o conserto — o clipe estava quebrado. Expliquei para o atendente qual era o problema. Ele foi se consultar com a costureira, depois voltou e disse o preço. Paguei, recebi o comprovante e o coloquei na carteira, sem conferir. Voltei por volta das 18h e, enquanto estava esperando o atendente no balcão, tirei o comprovante e só então vi o que estava escrito nele: “Calcinha arrastão!” Caí na gargalhada. O rapaz olhou para mim com a cara muito séria. Expliquei que não era uma calcinha, mas um peitoral para cachorro. © OggySeyy / Pikabu

“Calcinha arrastão”

  • Moro em Curitiba. Certa vez, enviei uma encomenda que se extraviou e eu tive de ir ao correio para resolver o problema. Eu, dirigindo-me à atendente:
    — Não consigo rastrear o meu pacote.
    — Qual é a cidade de origem da encomenda?
    — Curitiba.
    — Você precisa entrar em contato com o atendimento ao cliente, pois não temos agências nessa cidade.
    — E nós estamos onde?
    Passados alguns segundos de silêncio constrangedor, a atendente disse:
    — UM MINUTO, POR FAVOR. © Wizard_Severus / Twitter

  • Há cerca de dois anos, fraturei o cotovelo e fiquei com ele engessado por alguns meses. Logo depois que tiraram o gesso, o médico entrou na pequena sala de exames e estendeu a mão para mim. Perguntei se ele queria me abraçar. Acontece que ele só queria checar a articulação do meu braço :( © JadeElizabeth / Reddit

  • Meu colega estava aprendendo inglês e queria fazer um elogio a uma americana bonita com o corpo no formato de ampulheta. A palavra que ele tirou de seu vocabulário limitado foi “grumosa”! A garota não curtiu muito o “elogio”, para dizer o mínimo. Chorando de tanto rir, tive de explicar ao meu colega que nunca se deve usar o adjetivo “grumosa” como elogio. © ChunkyPee / Reddit

  • Meu amigo trabalha em uma empresa que pretendia organizar uma reunião em Portland, e seu chefe queria que ele participasse. Ele ganhou um cartão de crédito corporativo para pagar sua passagem de avião, refeições, um quarto de hotel... Meu amigo chegou a Portland, ligou para seus colegas e perguntou onde eles se encontrariam no aeroporto. Acontece que eles estavam esperando em Portland, estado de Maine, e ele viajou para Portland, estado de Oregon. © Unknown author / Reddit

  • Semana passada, tive de ir a um centro de formação de condutores. Na minha frente, na fila, estava um homem que veio renovar sua carteira de motorista. O atendente estava preenchendo um formulário, confirmando algumas informações pessoais do homem. Atendente:
    — Seu número de celular termina em 75?
    — Não. Em 5375.
    Houve uma breve pausa, o atendente ficou em silêncio por um segundo e então disse:
    — O senhor poderia me informar seu número completo? Parece que tem um erro aqui. SergeyVF / Pikabu

  • Esta manhã, a caminho do trabalho, encontrei uma garota que parecia estar um pouco perdida. Ela chegou perto de mim e perguntou:
    — Com licença, moço, você sabe onde fica a rua tal?
    — Não conheço essa rua, mas posso ver no mapa do celular.
    — Ah, mas eu também sei usar o celular.
    Virou as costas e continuou andando... Alguém me explica o que aconteceu aqui? OSSOOSSO / Pikabu

  • Meu amigo trabalha como professor na faculdade de Medicina. Quando seus alunos faltam a uma aula, ele faz um teste de duas tarefas. A primeira aborda um caso comum de cirurgia e a segunda costuma tratar de um caso mostrado em uma das temporadas da série Dr. House. Até agora, NENHUM ALUNO PERCEBEU. © Wizard_Severus / Twitter
  • Eu estava sentado no ônibus de boné e capuz (porque estava frio), ouvindo heavy metal e mexendo no celular. Em uma parada, entrou uma mulher de cerca de 50–55 anos. Ela devia estar de mau humor, já que se aproximou de mim, deu um tapinha no meu ombro e disse: “Ei, o moço não quer ceder o lugar para a senhora?” Não gostei de sua atitude. Em seguida, tirei o capuz, levantei a aba do boné, tirei os fones de ouvido e perguntei: “Está cansada, minha filha?” Não entendi por que ela foi para a outra parte do ônibus sem dizer nada. Será que ela ficou confusa ao ver o meu smartphone que ganhei dos meus netos (que têm 30 anos) no meu aniversário? © HolderN / Pikabu

Você já se encontrou em alguma situação em que foi mal interpretado por seu interlocutor? Compartilhe com a gente nos comentários!

Imagem de capa odeyalkoko / Twitter
Compartilhar este artigo