Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Coincidências extraordinárias que só podem ter caído do céu

Descobertas inesperadas e surpresas agradáveis podem transformar as tardes mais nubladas em verdadeiros dias de sol. E não se trata apenas de dinheiro, mas sim de achados que aparecem nos momentos mais oportunos. Esses, sim, têm real valor.

Nós, do Incrível.club, lemos centenas de histórias de como o universo pode mudar o destino das pessoas de formas muito inusitadas e ficamos surpresos com as coincidências compartilhadas abaixo por diversos usuários. No final do post, preparamos um bônus: uma história sobre como às vezes é preciso ter cuidado com alguns “presentinhos”. Acompanhe!

  • Esta situação aconteceu comigo muitos anos atrás. Fui passear e, na época, minha família tinha pouco dinheiro. Mesmo assim, minha mãe me deu todas as economias que tinha para eu poder comprar um jeans. Quando eu estava no metrô, no entanto, puxaram minha bolsa e levaram minha carteira — com todo o dinheiro dentro. Fiquei sem reação: o que falaria para a minha mãe? Lágrimas começaram a descer dos meus olhos, a boca ficou seca. Quando saí da estação, fiquei parada na rua por alguns minutos — pensando no que fazer — e algo extraordinário ocorreu. Enquanto olhava para uma poça, vi algo reluzir. Era um anel de ouro jogado no chão. Havia tanta sujeira em volta que achei que estava vendo uma miragem. Ninguém por perto. Abaixei e peguei. Depois liguei muito feliz para a minha mãe e disse que havia lhe comprado um presente. Demorou um pouco para cair a ficha. © Елена Шмидт / Facebook

  • História de Ano Novo. Na época nossa situação financeira era, para dizer o mínimo, bem difícil. Chegamos a passar fome algumas vezes. Bom, estava passeando com o meu cachorro perto de casa quando encontrei alguns potes com conservas no chão: cogumelos, abacaxis e outras coisas. Estavam jogados como se tivessem caído de um saco de compras que havia rasgado. Rodeei os potes por uns 20 minutos, esperando o dono aparecer. Ninguém. O lado ético da questão estava me incomodando. Mas, por fim, me rendi e os levei para casa. Lembro de ter sentido uma felicidade muito grande aquele dia, como se tivesse encontrado um tesouro. © wow kozz / AdMe

  • Isto ocorreu cerca de 20 anos atrás. Desci de um ônibus em uma parada desconhecida para trocar de condução. Após duas horas, nada do outro aparecer. Era noite e ventava muito. Nem veículos, nem pessoas passavam na rua. Me peguei pensando: por que ainda estou aqui depois de todo esse tempo? Nessa hora, um homem apareceu do outro lado da rua com um buquê de rosas na mão, atravessou e veio em minha direção. Perguntou: “Moça, você gosta de rosas? Trabalho com plantas, então se quiser, pode ficar com estas”, me deu as flores e foi embora. Cinco minutos depois, meu ônibus chegou. Havia mais de 100 rosas naquele buquê. O curioso é que ele não sabia que eu sou apaixonada por rosas! © Зульфия Усманова / Facebook

  • Com certa frequência, separo roupas velhas que não uso mais e levo para doação em um centro de voluntariado. Como de costume, verifiquei os bolsos e — para minha surpresa — havia 500 dólares dentro de um casaco! Simplesmente esqueci que havia colocado aquele dinheiro lá. © Татьяна Каюмова / Facebook

  • Alguns anos atrás, aconteceu o seguinte: estava na rua quando notei que meus sapatos estavam velhos e molhados, e talvez seria a hora de trocar. O problema é que não tinha dinheiro para comprar um par novo. Foi então que me deparei com uma cigana, e ela disse: “Nossa, que garota linda, você encontrará uma surpresa muito agradável em breve”. Fiquei confusa e logo fugi daquele “golpe”. Um quarteirão depois, encontrei uma nota de dinheiro embaixo dos meus pés no chão. A quantia era exatamente a que faltava para comprar sapatos novos. © Марина Волик / Facebook

  • Tenho um dom para ganhar dinheiro, mas, para isso, preciso estar realmente precisando. Já ganhei um grande prêmio em sorteio, em 1984. Também usei da sorte em uma viagem com meu filho para a Finlândia e a Suécia. Nosso dinheiro havia acabado, e meu filho me convenceu de tentar a sorte em um bingo. Não deu outra: ganhei uma quantia que nos permitiu ficar por mais três dias e aproveitar muitos passeios. Já ganhei, também, inúmeros presentes no trabalho sempre que havia algum sorteio. Nos últimos anos, não usei meus “poderes” porque, por enquanto, está tudo bem. Mas se as coisas mudarem... © Татьяна Шеварова / Facebook

  • Saí do trabalho e fui em direção ao metrô. Chovia muito e pensei: “Ah, se eu tivesse um guarda-chuva...”. Entrei na estação, desci as escadas, sentei no banco e o que vejo literalmente ao meu lado? Um guarda-chuva. Procurei alguém por perto, mas não parecia ter dono. Ele me salvou aquele dia e, por isso, não o levei para casa. Deixei-o no banco de um ônibus com a mensagem: “Guarda-chuva público”. © Kamilla Gappoeva / Facebook

  • Em novembro do ano passado, passeava com a minha filha pelo parque e estávamos conversando. O aniversário dela de 7 anos seria em uma semana e prometi um almoço para a família e uma comemoração para os amigos dela. Minha conta bancária, no entanto, era suficiente apenas para um evento. Enquanto pensava em como conseguir mais dinheiro, minha filha se abaixou e pegou algo do chão: “Mamãe, isto é dinheiro de verdade?” e me entregou uma nota de 100 dólares. Tivemos duas celebrações e foram momentos muito felizes! © Марина Горбачёва / Facebook

  • Meu pai perdeu o emprego em meados dos anos 90. Era uma época bastante difícil — sem contar que nossa família tinha três crianças pequenas famintas — e, por isso, ele decidiu trabalhar como zelador. Após dois meses no emprego, trouxe uma televisão Toshiba para casa. Todos ficamos de bocas abertas: mas quanto estão te pagando?! Minha mãe ficou com medo de meu pai ter se envolvido em algo errado. Bom, o que realmente aconteceu foi que ele estava limpando uma biblioteca e encontrou 300 dólares dentro de um dos livros. Essa era uma enorme quantia para aqueles tempos. © August Evening / Facebook

  • Comprei óculos novos. As vendedoras disseram que — pelo valor da minha compra — eu poderia participar de um sorteio. O resultado? Ganhei uma viagem para dois para o Egito! Só quando entrei no quarto do hotel me dei conta de que era real. © Tanya Podkolzina / Facebook

  • Enquanto andava pelo centro da cidade, tive de ir a um banheiro público. O local não parecia muito limpo, mas estava no meu oitavo mês de gravidez, então não tive escolha. Fiz as minhas necessidades, joguei o papel no lixo e, então, notei que havia algo dentro do cesto: um bracelete, bem grosso, e que parecia ser de ouro. Não resisti e peguei. Depois, eu e meu marido o levamos para um joalheiro avaliar e foi constatado que nele havia cerca de 15 gramas de ouro puro. © Дарья Шагалина / Facebook

  • Estava preparando o meu quarto aos poucos: computador novo, caixas de som, mesa, teclado. Mas, infelizmente, fui demitido e não pude terminar um dos pontos mais importantes — comprar uma cadeira nova. A que tinha era velha demais e de madeira. Depois, porém, tive a sorte grande e acabei ganhando uma cadeira de escritório em um sorteio aleatório. Minha mãe não conseguia acreditar. A ficha dela caiu somente depois que a peça chegou em casa. © Зенонас Барсов / AdMe

  • Alguns anos atrás, participei de um leilão online para conseguir uma estátua de um cachorro — que se parecia demais com o meu recém-falecido cãozinho. Desisti dos lances, pois os valores subiram mais do que eu podia pagar. Outra mulher ficou com a estátua. Bateram na minha porta na manhã seguinte. A mesma mulher estava parada na entrada e disse: “Sei o que é perder um animal”, me deu a estátua, virou e foi embora. Gritei de longe: “Obrigaaaada”. © Anna Ivanova / Facebook

  • Em 2017, expulsei meu ex-marido de casa e todos os dias me perguntava: “Será que não exagerei?” Em uma manhã, pensei: “Deus, me dê um sinal de que fiz a coisa certa!” Enquanto colocava a calça para ir ao trabalho, senti algo no bolso: 300 dólares! Entendi como um sinal de que havia tomado a decisão certa. © EUPHORIA / AdMe

  • Quando era pequena, encontrei R$ 5 no chão. Eu e uma amiga fomos para um parque de diversões e conseguimos andar no carrossel pelo menos 3 vezes cada uma. © Неунывающая невротичка / AdMe

  • Há 15 anos, eu e minha filha encontramos uma carteira perto de uma casa do nosso bairro. Dentro, quase 3 mil dólares. Espalhamos vários anúncios pelas lojas e na internet para tentar achar o dono. Na noite do mesmo dia, ele apareceu: um chefe de obra, que tinha recebido um adiantamento para toda a equipe por um projeto. Como agradecimento, nos ofereceu 100 dólares. © Алена Дунаевская / Facebook

  • Era início dos anos 90. Estava no caminho para casa quando passei por uma feirinha e vi umas uvas lindas. Meus olhos chegaram a brilhar, mas tinha dinheiro apenas para comprar leite e pão para a minha família. Com muita tristeza, desviei o olhar e continuei andando. E, então, como em um passe de mágica, vi uma nota de R$ 5 embaixo do meu sapato! A voz da minha cabeça dizia: “Sim, é para você. Vá lá comprar as uvas!” © Irina Serebryakova / Facebook

  • Ano de 2002. Coloquei a última nota que tinha no bolso e saí de casa para comprar leite e pão para o meu filho. No meio do caminho, me dei conta de que havia perdido o dinheiro. Catei todos os centavos que pude encontrar para, pelo menos, levar uma garrafa de leite. Entrei no mercado e avistei — bem na entrada — uma nota de dinheiro jogada no chão. Foi o suficiente para comprar bastante leite para a semana inteira. Nunca desejei tanta felicidade, amor e saúde para alguém como desejei para a pessoa que perdeu aquela nota. © Василя Бикмуллина / AdMe

Bônus: às vezes é preciso ter cuidado com os “presentes” do universo

Encontrei uma carteira feminina com dinheiro e documentos — claramente havia sido perdida. Liguei para o número — que achei em um dos recibos — e fui até a casa da mulher. Entreguei a carteira. Ela abriu e começou a fazer um escândalo dizendo que eu havia roubado parte do dinheiro. Exigiu, então, que eu lhe pagasse 500 dólares, caso contrário chamaria a polícia. Fiquei atônita. Pensei que aquilo devia ser algum golpe. Quando me recompus para respondê-la, o marido dela se aproximou e disse: “Amor, você disse que gastou esse dinheiro comprando um anel ontem”. O olhar daquela mulher foi impagável. Ela se desculpou imensamente e o marido também. Pois é, aprendi uma coisa ou outra com essa história. © Хищный ЗаИц / AdMe

Quais foram os presentes que o universo já lhe enviou? Ou você é daqueles que acreditam que as coisas podem, sim, acontecer meramente por acaso? Compartilhe sua opinião!

Imagem de capa EUPHORIA / AdMe