Incrível
Incrível

19 Histórias de pais demonstrando que cada um tem seus próprios métodos de criação dos filhos

Quando temos crianças pequenas em casa, criamos consciência de que viveremos cercados por situações curiosas, bagunça e muita inocência. Todavia, em certos momentos, os pais precisam ativar suas respectivas crianças interiores para resolver pequenos problemas, como se tivessem a mesma idade dos filhos. É quando a sábia natureza nos faz entender ser sempre bom ter o apoio de outro adulto com quem revezar as tarefas envolvendo o cuidado com os filhos. Assim, fica mais fácil sobreviver a tantas circunstâncias até então impensáveis.

Incrível.club encontrou um thread com comentários feitos por pais que resolveram revelar detalhes da convivência com os filhos e, em alguns casos, com os parceiros também.

  • Para o meu marido é mais fácil comprar qualquer coisa que nossa filha queira, nem que seja o lixo mais fedido. Afinal, ele não vai limpar nada e nem sequer pensa na bagunça que aquilo deixará por todos os lados. Como ele não pensa nisso? No entanto, continua satisfazendo as vontades dela, até por ser mais rápido consentir e fazer com que a menina se cale. Somos como o policial bonzinho e policial malvado. E isso está apenas começando. © Riseandshinebeaches / Reddit
  • Até hoje minha mãe conta uma história de quando eu tinha quatro anos. Um dia, ela chegou em casa voltando do trabalho e, mais tarde, fomos dormir. Eu a acordei sem alarde no meio da noite, dizendo: “Mãe, estou com fome”. Ela me perguntou: “O que você jantou?”. Respondi: “Torrada”. Ela quis saber: “E o que seu pai jantou?” E eu falei: “Mequizonadis”. © LadyGraeae / Reddit
  • Um dia, eu consegui limpar toda a sala de estar e a cozinha. Foi só guardar o aspirador para pisar em uma bolinha de cereal que explodiu em um milhão de pequenas migalhas. © AliceInJuly / Reddit
  • Neste fim de semana, coloquei uma roupinha incrivelmente linda no bebê quando estávamos saindo para visitar uns amigos. Ele quase sempre está de pijama, ou com algum conjuntinho de segunda mão. Fui ao banheiro e quando voltei, vi que meu marido havia colocado a criança no cadeirão, sem babador, e dado AÇAÍ para ela. © kbullock / Reddit
  • Há alguns meses, comprei um pirulito gigante. Era um negócio enorme, do tamanho de um prato, e bem colorido. As crianças perguntavam periodicamente por ele, mas nunca choramingavam, reclamavam nem faziam birra por causa do pirulito. Até que, enfim, resolvi abrir o doce, e os meninos se comportaram muito bem. Dividiram o pirulito e não fizeram muita sujeira. Guardei o doce após dez minutos, sem reclamações, e meus dois filhos foram se lavar logo depois. Ontem fui tirar um cochilo e minha filha colocou a cabeça em meio aos lençóis, com o pirulito gigante grudado no cabelo. Perguntei ao meu marido: “O que aconteceu?” Aparentemente, minha filha estava triste e ele pensou que aquilo a deixaria mais animada. Então, ela deixou o pirulito comigo e saiu. Obviamente, não fui eu quem lavou a roupa nem deu banho nas crianças naquela noite. © Feyloh / Reddit
  • Nosso filho caçula tem quase dois anos e é o único dos nossos três filhos que não aprendeu a escalar para sair sozinho do berço (os mais velhos tinham entre 21 e 22 meses quando conseguiram). Sou a favor de deixá-lo lá dentro pelo maior tempo possível. Outro dia, flagrei meu marido ensinando-o a escalar o berço. Dá para notar que as habilidades são as mesmas, não é? © glucosa86 / Reddit
  • Pensei que eu e meu marido estivéssemos na mesma pegada. Quatro anos de casados, com um filho de três anos. Agora descubro que meu marido achou uma boa ideia dar torradas secas ao nosso filho e deixá-lo perambular pela casa. © AliceInJuly / Reddit
  • Flagrei minha esposa permitindo que nosso filho de seis anos comesse biscoitinhos em forma de peixe em cima do sofá novo. © ScotWithOne_t / Reddit
  • Nosso filho pequeno outro dia redescobriu um tomate velho na nossa sala de estar. Não sei quando ele colocou o tomate ali, mas definitivamente foi ele quem o levou. Só não tenho certeza de onde ele o escondeu sem amassá-lo imediatamente... embaixo do sofá? Como ou onde ele escondeu aquele tomate? Prefiro as coisas secas às úmidas. Ao menos as migalhas não atraem insetos nem dá mofo, como aconteceria com o iogurte usado por nosso filho como tinta para pintar seus brinquedos. OBA! © Surfercatgotnolegs / Reddit
  • Ontem, disse ao meu filho de três anos que ele poderia comer uma bolacha se jantasse. Bom, ele praticamente só tocou no jantar e, enquanto eu limpava e o tirava do cadeirão, adivinhem quem lhe deu uma bolacha? O papai salvador, afinal eu sou a mamãe malvada. Então eu disse: “Obrigada por me apoiar”. © tquinn04 / Reddit
  • Recomendo adotar um cachorro pequeno para limpar depois da criança. O bicho faz maravilhas, tirando a parte da urina no tapete, embora ninguém possa garantir que a criança não seja a culpada por isso também. © Formild / Reddit
  • Sinceramente, este foi o grande motivo para adotarmos uma cadelinha. Ela faz seu trabalho perfeitamente. Você nunca mais precisa limpar o chão depois do jantar. Sem contar que também é muito gostoso abraçá-la, ela é muito mais fofa que o aspirador. © sheffy4 / Reddit
  • Faço todas as compras da casa e impus uma proibição preventiva contra as barrinhas da Nature Valley, depois que meu filho passou a comer alimentos sólidos. Até agora, a proibição ainda está de pé. © AliceInJuly / Reddit
  • Na minha casa, os papéis são invertidos. Meu marido é obcecado por organização, enquanto eu penso: para que temos um aspirador? © stories4harpies / Reddit
  • Meu marido deixa tantas migalhas quanto meu filho. Se não me separei dele até essa altura, é melhor aturar. Arrumamos um cachorro, então hoje temos menos migalhas, hahaha. © MamaSquash8013 / Reddit

Você tem alguma estratégia para evitar que as crianças transformem a casa em um desastre? Na hora de eliminar os restos de comida que caem do chão, você é do time aspirador ou do time cachorro? Conte para a gente nos comentários!

Imagem de capa kbullock / Reddit
Incrível/Crianças/19 Histórias de pais demonstrando que cada um tem seus próprios métodos de criação dos filhos
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos