Incrível

18 Relatos inusitados de internautas que alugaram seus imóveis e se arrependeram amargamente

9-12
49k

Alugar um apartamento é sempre um negócio de risco — tanto para o locatário quanto para o locador. E apesar de estarmos mais familiarizados com os relatos dos inquilinos, que muitas vezes têm de enfrentar condições adversas ao alugar um imóvel, há também o outro lado da história — frequentemente donos precisam lidar com inquilinos bastante “folgados”, que, às vezes, até destroem parte da casa ou não pagam pela moradia.

Incrível.club selecionou 18 relatos inusitados de internautas que se arrependeram amargamente após alugarem seus imóveis e está pronto para compartilhá-los com você. Acompanhe!

  • Aluguei um dos meus apartamentos para um casal jovem. E como ele não era reformado já havia mais de 30 anos, combinamos que os novos moradores poderiam dar uma repaginada no imóvel e eu abateria do aluguel o valor gasto. Eles moraram lá por alguns anos, e depois decidi pedir o apartamento de volta. Quando entrei pela primeira vez depois que saíram, não sabia se ria ou se chorava. O casal simplesmente levou tudo que pôde descolar ou desmontar — vaso sanitário, torneiras, lâmpadas, tomadas, interruptores, rodapés, todas as prateleiras da despensa, portas (que eram minhas, mesmo sendo velhas) e até as molduras das janelas. Até estranhei que tivessem deixado a porta de entrada. No fim, isso não mexeu muito comigo, até porque já planejava fazer uma grande reforma. Quando perguntei, todos os vizinhos concordaram dizendo: “Como os dois eram astutos!” © Екатерина Майсте / Facebook

  • Uma vez, aluguei um apartamento para uma família de filipinos. Alguns dias depois da mudança, a vizinha de baixo me telefonou e disse, gritando, que os novos moradores estavam inundando a casa dela. Fui até lá para checar o que estava acontecendo. O chão do meu imóvel estava inundado e tanto o teto quanto as paredes do banheiro da vizinha estavam úmidos e danificados.
    Acontece que os inquilinos simplesmente tomavam banho no chão em vez de usar a banheira. Tive então de explicar-lhes que não era permitido tomar banho fora da banheira porque isso estava danificando o apartamento de baixo.
    No fim, eles entenderam e se ofereceram para consertar o banheiro da vizinha por conta própria. Já no dia seguinte compraram tudo e deixaram o lugar melhor do que estava antes. Depois disso, nunca mais tive problemas com esses inquilinos. © SweatyKing / Pikabu

  • Tentamos vender sem sucesso nosso apartamento por muito tempo, até que desistimos e decidimos alugá-lo. Antes de fechar o contrato, tivemos uma curta conversa telefônica com o inquilino, que era um senhor. Tudo estava indo muito bem: concordamos sobre o preço do aluguel, a data da mudança e até permitimos que ele morasse com seu animal de estimação, que supostamente “não traria nenhum problema”. Na conversa, perguntei se o pet latia muito, já para não ter que escutar reclamações dos vizinhos depois. O senhor riu e me assegurou que não haveria nenhuma reclamação dos vizinhos. Segundo ele, mesmo que tentassem escutar por debaixo da porta, não haveria barulho algum. Fora isso, o homem afirmou que o animal também não iria arranhar ou morder os móveis. Desconfiada, perguntei: “E que tipo de cachorro é esse que não faz nada?”. E o senhor, em seguida, respondeu calmamente: " Uma cobra píton!" © caterpillar7237 / Pikabu

  • Moro em São Petersburgo e alugo um apartamento para uns estudantes de uma cidade do interior. Um dia, uma das moradoras (que é artista, estuda na faculdade de artes e é tatuadora) me escreveu: “Desculpe o incômodo. A senhora disse que iria fazer uma reforma durante o verão, não foi? Posso então fixar meus esboços e desenhar sobre o papel de parede?” E eu respondi que sim, que não haveria problema. Ela então escreveu: “Oba! Sonho em desenhar no papel de parede desde a infância, mas minha mãe nunca deixou!” É... Em São Petersburgo os sonhos se realizam. © Подслушано / ideer

  • Aluguei meu apartamento para um casal com um filho pequeno. Na época, morava em outra cidade. Um dia, recebi uma ligação da minha tia dizendo que no lugar da família havia umas garotas morando no imóvel. Fui lá imediatamente e acabei descobrindo que o casal simplesmente sublocou o apartamento para duas jovens e ainda tinha cobrado 6 meses de aluguel adiantado delas. Além disso, os pilantras levaram o ar-condicionado (alegando que era para conserto) e o freezer. © Надежда Соловьева / Facebook

  • 3 meses atrás decidi alugar meu apartamento para uma senhorinha, que até então eu pensava ser bastante amável. Ontem quis passar no local para poder pegar minhas roupas de inverno que ainda estavam lá, e ela não se importou que eu entrasse no imóvel mesmo não estando em casa. O primeiro sinal de problema foi logo na porta de entrada: um cheiro forte de urina vinha de dentro do apartamento. Abri a porta e quase engasguei. Os quartos estavam completamente abarrotados de coisas e de lixo, e sabe-se lá onde foi parar o meu sofá debaixo de tudo isso. © LonelyWater / Pikabu

  • Alugo o meu apartamento para temporadas. No passado já quebraram meus móveis, então hoje não costumo mais fazer isso durante feriados importantes. Uma vez, recebi um telefonema de um cliente em potencial que estava interessado em apenas uma noite. Combinamos o dia para nos encontrarmos e eu poder lhe dar as chaves, mas na hora ele aparentava estar nervoso, sempre olhava para o chão. Perguntei novamente se iria fazer uma festa no imóvel, e o rapaz me respondeu que não. Na hora de fechar o contrato, pedi seu documento para tirar uma foto. Foi então que percebi que era seu aniversário. Sabia que havia algo estranho. © L1sterman / Pikabu

  • Antigamente, uma amiga morava comigo. E certo tempo depois que ela se mudou, encontrei uma coisa pendurada no teto. De início, pensei que ela tinha simplesmente deixado para trás. Um dia, fiz uma reforma no apartamento, e durante os procedimentos tiveram de tirar o objeto e acabaram quebrando-o. Ainda assim o guardei, mas acabei esquecendo dele. Por volta de um ano depois minha amiga me escreveu perguntando se eu não havia encontrado nada dela ali. Contei o que havia acontecido. E ela me disse: “Agora está explicado o porquê de tantos problemas e infelicidades na minha vida. Você quebrou o meu talismã”. Agora me digam, por que ela não me perguntou antes sobre isso já que era algo tão importante assim? © Светлана Воробьева / Facebook

  • Aluguei um apartamento recém-reformado e com mobília em ótimo estado. Os inquilinos fizeram dois furos no couro do sofá, bem no apoio de braço. O cachorro deles arruinou todas as portas, de um jeito que não dá para consertar ou restaurar. Levaram embora meus lindos vasos e, não obstante, colocaram ainda as flores em potes de plástico. Tudo isso em apenas 10 meses e o cara ainda me assegurou que ele e sua esposa eram pessoas bastante responsáveis. © Надежда Константинова / Facebook

  • Uma vez aluguei um apartamento para um casal jovem por alguns dias. Algumas horas depois do horário combinado para o check-out, o rapaz me ligou dizendo que a namorada havia esquecido uma calça jeans cara ali. Telefonei para a funcionária responsável pela limpeza, e ela, de início, disse que não encontrou nenhuma calça. Mas então se lembrou de que havia encontrado um pedaço de pano rasgado na banheira e o jogado fora. Quando contei ao homem, ele ficou histérico — começou a gritar dizendo que a peça tinha custado 1.500 dólares e que eu deveria ir procurá-la no lixo ou ir comprar uma nova imediatamente. Eu até poderia pedir para a funcionária ir procurar a calça, mas só pelo comportamento completamente mal-educado decidi encerrar a ligação por ali mesmo. Ele ainda tentou me telefonar algumas vezes, me enviou mensagens de texto com xingamentos, e até me mandou a foto do cupom fiscal com o valor da calça jeans. No fim, simplesmente o adicionei na lista do bloqueador de chamadas. © xysterss / Pikabu

  • Aluguei um apartamento para um casal jovem. Um dia, do nada, recebi uma intimação da polícia, pois, supostamente, tinha roubado 920 reais dos inquilinos enquanto eles não estavam em casa. Na hora pensei que ia morrer de tão nervosa que fiquei. No fim, o cara tinha gastado esse dinheiro em restaurantes e queria tirar a culpa de si perante a esposa. © Juanita0953 / Twitter

  • Alugo um apartamento já há cinco anos. Uma vez, uma vizinha me telefonou e perguntou se estava acontecendo algo, pois os inquilinos estavam tirando os móveis de lá. Respondi que não sabia de nada e pedi para que memorizasse a placa do veículo que estava levando os móveis, pois iria imediatamente para lá averiguar com meu marido. Felizmente, chegamos a tempo — os inquilinos tiveram dificuldades em desconectar a máquina de lavar roupas, o que os atrasou. Quando perguntei o porquê de estarem roubando as coisas, me responderam: “Ah, você pode comprar tudo novo. Você não tem aí um apartamento livre para alugar?” Fizemos um boletim de ocorrência na polícia contra eles. © Подслушано / ideer

  • Aluguei meu apartamento para um jovem. Depois de um tempo, ele começou a atrasar o aluguel. No fim, disse que não conseguiria manter os custos do imóvel e que iria sair, mas que não tinha dinheiro para pagar. No entanto, prometeu quitar tudo depois de duas semanas e até deixou um documento como seguro, mas simplesmente sumiu. O documento acabou ficando comigo. Quatro anos depois, uma mulher me ligou, disse o nome do homem e pediu para que eu lhe entregasse o documento em troca do pagamento da dívida. Combinamos um lugar e nos encontramos. Acontece que a moça estava grávida e ele tinha prometido que se casaria com ela, mas não poderia fazer isso sem o documento. Segundo a mulher, o rapaz estava com muita vergonha de resolver ele mesmo esse problema. © Подслушано / ideer

Você já passou por alguma situação inusitada sendo o locatário ou o locador? Compartilhe seus relatos com a gente na seção de comentários.

9-12
49k