Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

18 Pessoas que quiseram “enfiar a cabeça no chão” por conta do deslize que cometeram

Muitos já passaram por situações na vida, que, em algum momento, algo não saiu como o planejado. Após isso, o cérebro de muitas pessoas as avisa antes de dormir: “Nossa, lembra daquele momento constrangedor em 2007?” Assim, muitas dessas pobres almas passam boa parte do tempo sofrendo e remoendo a vergonha que passaram.

Nós, do Incrível.club, acreditamos que o riso é o melhor remédio para sarar qualquer ferida, mas sabemos que, às vezes, pode ser difícil falar sobre certos momentos embaraçosos. Por isso, hoje, selecionamos os depoimentos de diversos internautas para compartilhar com você e te ajudar a se sentir um pouco melhor. Confira!

  • Estava conversando com meu marido e saí para ir ao banheiro por dois minutos. Me olhei no espelho, arrumei o cabelo, voltei ao quarto e perguntei: “Amor, você não acha que meu bumbum está um pouco mais redondo?” Ele respondeu: “Não sei, amor. Estou em uma videoconferência agora. Colegas, peço desculpas”.
    Dois minutos! Eu saí por dois minutos! © Bash.im

  • Meu marido viajou com nossa filha mais velha, e eu fui passar um tempo na casa dos meus pais com nosso filho mais novo. À noite, conversava com minha filha por Skype e ela estava jantando com um grupo de pessoas em um restaurante. De repente, meu pai disse a ela:
    — Querida, passe o tablet para aquela mulher que está rindo alto e falando agora.
    Ela passou o tablet, e então o seguinte diálogo:
    — Laura, você não estava doente?
    — Sr. Ivan?! Como o senhor me achou?
    Meu pai é diretor da universidade onde essa mulher trabalha. Ela havia dito que estava doente e pediu uma semana de folga, mas, pelo visto, só queria mesmo viajar com o marido. © “Подслушано” / Ideer

“Não sei ler holandês, geralmente consigo entender alguma situação só por conta do contexto. Fui convidada para a festa de aniversário do meu vizinho. Comprei flores, um presente e um cartão de felicitações. O problema? O cartão que comprei era para expressar condolências pela perda de um ente querido. A tradução literal seria: ‘Meus pêsames’”. © 4ebotka / Pikabu

  • Trabalho para uma empresa, cujos clientes são em sua maioria da China. Os chineses são muito simpáticos e, às vezes, gostam de dizer coisas bonitas, como: “Vocês têm um ar tão limpo aqui!” Ou, até, perguntam discretamente: “Já provou comida chinesa?” Demos instruções aos gerentes para responderem tais comentários sempre com algum elogio, como: “Ah, o clima de vocês é ainda melhor”, “Ainda não, mas ouvi que é muito gostosa”. Hoje, o seguinte diálogo de um gerente com um cliente:
    Cliente: “Nossa, você fala chinês muito bem!”
    Gerente: “Obrigado, você também!” © Coro92 / Pikabu

  • Finalmente fui chamado para o trabalho dos meus sonhos. Entrei no gabinete para passar pela entrevista com o diretor e, tentando mostrar que estava confiante, peguei uma balinha da cesta na mesa de centro. O tempo, então, pareceu ter congelado por alguns segundos. O diretor olhava para mim; eu, para ele, sem saber o que fazer em seguida. O que aconteceu foi que aquela cesta não continha balas, apenas itens de decoração. © “Подслушано” / Ideer
  • Passei por uma situação bastante constrangedora quando uma conhecida me contou sobre umas terríveis condições de trabalho. Ela falava sobre uma cozinha de confeitaria, em que as pessoas trabalhavam sob altas temperaturas em pequenos espaços e quase não tinham intervalo ou dias de folga. Disse, depois, qual era o salário de tais empregados. Eu me surpreendi: “Nossa, mas quem aceitaria trabalhar em tais condições e por essa miséria?” A mulher respondeu: “Eu trabalho lá”. Tentei explicar que eu não tinha me expressado direito, mas não tive muito sucesso. Sempre que me lembro disso, sinto vergonha. © Лариса Короткая / AdMe
  • Um caso da minha infância. Eu estava no aeroporto quando vi um rapaz usando a mesma jaqueta que o meu pai. Bom, eu pulei nas costas desse desconhecido enquanto ele procurava algo na sua mala. Imagino que ele deve ter ficado em choque. No mínimo. © Zedfourkay / Reddit

“Decidi fazer um agrado à minha esposa, entrei no cinema e comprei dois bilhetes para um filme que ela estava doida para ver. Cheguei em casa, e minha esposa, em lágrimas, disse que o gato dela havia acabado de morrer. Ele estava com 19 anos, e ela cresceu junto com esse animalzinho. Entreguei os bilhetes na esperança de que minha esposa fosse se sentir melhor. Só depois percebi que havia algo de errado”.

Título do filme: Cemitério dos animais de estimação. © Spock.jr / Pikabu

  • Eu trabalhava em uma pista de patinação no gelo. Um dia, pouco tempo antes de fechar, duas pessoas apareceram. Na hora, pensamos que era um rapaz com a mãe: o filho atencioso decidiu levar a mãe para patinar no gelo. Ele parecia ter uns 20 anos, e a mulher, com certeza mais de 40. Na saída, eles voltaram, o rapaz devolveu os patins, mas a mulher não. Nosso outro funcionário se dirigiu ao garoto: “Peça a sua mãe para entregar os patins que já precisamos fechar”. No que ele respondeu: “Esta é a minha namorada”. Foi aí que eu entendi o verdadeiro significado de “vergonha alheia”. © alexandrodin / Pikabu
  • Há três semanas que estou guardando os presentes de Natal no porta-malas do meu carro (estou os escondendo das crianças). Um dia, saía do mercado com minha filha, com sacolas de compras nas mãos, apertei o botão na chave do carro para abri-lo, mas não estava prestando atenção à minha frente. Me aproximei do veículo, abri o porta-malas e estava vazio. Pensei: “Meu Deus, onde eu pus os presentes?” Do assento do motorista, uma mulher estava olhando para mim assustada e disse: “Este é o meu carro”. Pedi desculpas e ambas começamos a rir. Então, minha filha soltou: “Mamãe, como você pode rir disso? Você devia estar com vergonha!” © Bateau / AdMe
  • Estava saindo de uma loja de roupas e, ao lado da porta de entrada, havia um manequim. Mais ao lado, um segurança estava parado. Bati sem querer com minha bolsa no manequim e não consegui pensar em nada melhor do que me virar para o boneco e gritar: “Perdão”. O segurança começou a gargalhar enquanto eu tentava sair de fininho, mas, ao passo que eu me afastava, só escutei as risadas aumentarem. © Илона Абуханташ / Facebook
  • Quando tinha 14 anos, eu fui a um banquete com 300 mulheres. Quando o anfitrião subiu ao palco, eu me inclinei para trás na cadeira, mas em excesso, e comecei a cair. Na tentativa de evitar um desastre, tentei segurar a toalha da mesa. Bom, fui ao chão puxando toda a toalha e derrubando toda a comida do banquete. Na descida, bati com o cotovelo no piano atrás de mim, tocando a nota mais grave para todos ouvirem. Quando o anfitrião chegou ao microfone, ele apenas disse: “Obrigado, maestro”. © f***ck-you-f***cker / Reddit

“Acabei de colocar as novas maçanetas nas gavetas”

  • Era uma noite de 31 de dezembro, cerca de cinco ou seis anos atrás. Fui com meu amigo ao supermercado, mas havia muita gente, por isso decidimos nos separar: um ficou com o carrinho na fila dos frios enquanto o outro passou pelas alas buscando produtos, depois voltou, colocou o que conseguiu carregar nos braços dentro do carrinho, entregou o bastão para o amigo e ficou de vigia.

    Em uma das etapas, eu fiquei na fila com o carrinho enquanto meu amigo foi fazer um tour pelo mercado. Então, eu o vi andando na minha direção, com um monte de produtos nos braços. Infelizmente, havia um homem de 2m na minha frente e ele estava usando um casaco muito parecido com o meu. Meu amigo se aproximou e, sem prestar atenção em nada, jogou tudo o que carregava no carrinho do homem. Nesse momento, a fisionomia do moço mudou para “Mas o que está acontecendo aqui?!” Por algum motivo, ele não disse nada e continuou a observar como o meu amigo ainda arrumava os produtos no carrinho dele.

    A ficha só caiu quando meu amigo, ainda sem notar o que havia feito, pegou dois potes de molho de tomate, se virou para o “gigante” e perguntou: “E por que você pegou isso?” Ele não esperava por esse plot twist e seu semblante passou para o de um gatinho amedrontado na rua. Porém, em vez de perguntar “E quem é você?”, o homem apenas disse: “Porque estava na promoção de pague 1 e leve 2”. Depois dessa frase, meus joelhos enfraqueceram e me segurei no carrinho para não cair no chão de tanto rir. © PapaFRED / Pikabu

  • Uma vez, estava em um restaurante para tomar um café da manhã. Sentei à mesa e vi um cabelo na minha panqueca. Me dirigi ao caixa e, com a voz furiosa, pedi para trocarem, e acataram o meu pedido sem discutir. Mais tarde, ao sair de lá, percebi que aquele era o meu próprio cabelo que havia caído na comida. Tenho vergonha disso até hoje. © “Подслушано” / Ideer
  • Para mim, não seria uma manhã normal sem um epic fail. Entrei no escritório e logo disse: “E aí, seus desocupados, felizes em me ver?” Pensei que veria só os meus colegas, como de costume, mas lá estava sentado o diretor da sede da empresa. O que me chocou ainda mais foi a resposta do homem, que levantou e disse: “Bom dia para você também. Parece que já estamos na fase do abraço, então venha aqui”. © Bash.im
  • Uma vez, precisei pegar o contato com minha secretária de um gerente de suprimentos chamado Alexandre. Liguei para ele e começamos a dialogar. O rapaz me pareceu um pouco ríspido, mas concordou em processar o pedido. Conversamos pelo menos umas três vezes por telefone, mas percebi que ele estava incomodado com algo. Então, em uma das conversas:
    — Oi, Alexandre, sou eu. Está tudo certo? No nome de quem vamos registrar?
    — Olá, pode registrar como Igor Tikon.
    — E quem é esse?
    — Eu.
    — E por que você se chama de Alexandre?
    — Na verdade, Alexandre é o meu colega que está de férias. Quando você me ligou e me cumprimentou como “Alexandre”, eu acabei respondendo no automático e depois fiquei com vergonha de corrigi-lo. © limita / Pikabu

  • A caixa de areia do meu gato fica no banheiro. Hoje, entrei lá e vi macarrão (em forma de penne) dentro da caixinha do gato. Não entendi nada. O que aconteceu foi que eu havia comprado uma embalagem de macarrão enorme, com alças, e minha mãe achou que era uma marca nova de areia. Meu pet, também, deve ter ficado muito confuso ao ver aquilo. © 7Natti7 / Pikabu

Por quais situações constrangedoras e engraçadas você já passou? Compartilhe suas experiências nos comentários!

Imagem de capa alexandrodin / Pikabu
Compartilhar este artigo