Incrível
Incrível

16 Relatos comprovam que a gravidez pode ser uma aventura excêntrica

Para algumas mulheres, a jornada da gravidez é fácil. A vida continua, nada muda, apenas a barriga cresce. Mulheres sortudas! Mas com as heroínas da nossa seleção aconteceram coisas realmente estranhas: algumas ficaram com vontade de mastigar um tijolo, outras, de assistir a séries sobre maníacos, e algumas, simplesmente de chorar por tudo e por nada.

Nós, do Incrível.club, avisamos que após este artigo, você também pode ficar com vontade de comer algo especial, não necessariamente graxa de sapato, mas, por exemplo, batatas fritas com sorvete ou um belo cheeseburger.

  • Quando estava grávida, gostava do cheiro de graxa de sapato. Uma vez, estava escolhendo uma, na loja militar, cheirava e dizia: “Essa aqui é gostosa, essa não é”, a vendedora ficou de queixo caído. © Tamara Chernushenko / Facebook
  • Estou grávida e choro quando meu marido sai para trabalhar. Sinto muita pena dele! Em casa está tão quentinho e aconchegante: travesseiro, cobertor, o gatinho e uma esposa carinhosa. Mas ele precisa acordar cedo, andar no escuro, debaixo da chuva, depois tomar o metrô, e ainda trabalhar o dia todo. Que horror! © Marygun / Pikabu
  • Durante a gravidez, sentia náuseas diariamente. Depois de cada refeição, ao acordar, às vezes só de sentir o cheiro da comida. Mas um dia, mais ou menos no quinto mês, de repente fiquei com uma vontade de comer um cheeseburger com bacon. Meu marido ficou entusiasmado e foi correndo comprar. Quando voltou, me deu o pacote com a comida. Abri e gritei: “Cebola, pepino e mostarda! Cadê o bacon?! Você está me provocando de propósito?” Meu amado esposo olhou para mim em estado de choque por alguns segundos e, em seguida, em silêncio, foi buscar o lanche “correto”. Depois de três filhos, ainda estamos juntos. © Maya Ferguson / Quora
  • Lembro-me de quando vim ao hospital fazer algum exame e o corredor estava repleto de grávidas. Entrei em pânico. Mesmo no estado normal já é difícil memorizar a fila, mas para uma gestante, é quase missão impossível. Pisquei, perguntei as horas — pronto, não reconheço ninguém. A porta do gabinete foi aberta e uma mulher que estava sentada ao lado, entrou. Toda a fila então se deslocou para um assento mais próximo. As que estavam em pé, deram um passo em direção à porta. Soltei um suspiro de alívio. © k0za / Pikabu
  • Quando estava grávida, fui a um café local. Pedi para adicionar quatro porções de cebola frita a uma de batatas. Obrigada, mulher gentil, por colocar mais cebola para eu levar. Passaram-se cinco anos e ainda me lembro de você com muita gratidão. © Alek-Ra Cel-Va / AdMe
  • Meu noivo, sem querer, bateu a porta do quarto e me acordou. Em outra época, eu apenas voltaria a dormir, mas agora estou grávida. Então, chorei por 30 minutos, reclamando que ele tinha feito de propósito. Ele se desculpou muito. © Heather Stevenson / Quora
  • Minha mãe come giz. Ela ficou grávida pela primeira vez aos 20 anos e, durante a gestação do meu irmão mais velho, começou a pedir giz na escola. Depois meu pai comprava pacotes de giz escolar. Meu irmão já tem 36 anos, mamãe já não sente tanta vontade, mas às vezes ela pode comer uma colher de chá de giz. Os exames estão normais, até tomou cálcio. © Podslushano / VK
  • Durante todos os nove meses, me sentia mal só de ouvir as palavras “maionese” e “ketchup” em alguma propaganda na TV. Até mesmo ao ver pessoas com roupa vermelha ou laranja. © lieve / AdMe
  • Minha esposa estava grávida de 6 meses. Por volta das 3 da manhã, acordei com ela chorando. Fiquei muito preocupado: será que a bolsa estourou? Tantas coisas se passaram pela minha cabeça. E ela: “Gostei tanto do cheiro de piche! Desculpe, não aguento, quero tanto sentir esse cheiro de novo”. Então, descobri uma rua que estava sendo recapeada e me dirigi até lá, à noite. Me aproximei do encarregado e perguntei: “Você poderia me dar um pouco de piche?”. E ele respondeu, “Sua esposa está grávida, não é?”. Fiquei chocado. Ele riu e comentou que uns cinco como eu já o haviam procurado. © rezinoviimagnat / Pikabu
  • Quando estava grávida da minha primeira filha, plantei um bulbo de flor em um vaso. Mas ele ficou lá por meses, se recusando a germinar. Um dia, entrei na cozinha e comecei a chorar histericamente: “Esta flor estúpida que não desabrocha!” Era algo pessoal, como se a própria Mãe Natureza me amaldiçoasse, como se a minha “flor” também não fosse desabrochar. Felizmente, dei à luz uma linda menina e a planta idiota finalmente floresceu. © Amy Kline / Quora
  • Uma amiga grávida me convidou para ir ao parque. Estávamos caminhando e, de repente, seu rosto mudou. Ela, com a voz trêmula, disse: “Esqueci de colocar a calcinha.” No caminho de casa, ela reclamou estar com vergonha de andar pelo parque sem sua roupa íntima. Tentei acalmá-la, dizendo que não se notava, já que usava um vestido de verão e não dava para ver nada. E ela, quase chorando, disse: “Eu me tornei uma estúpida e agora ficarei assim para sempre?!” © Sociopathiya / Pikabu
  • Durante a segunda gravidez, tive muita vontade de mastigar tijolos vermelhos. Em frente à nossa casa, estavam construindo um prédio, e eu ficava babando só de olhá-lo. © Elena Kostakova / Facebook
  • Estava grávida e com meu marido procurávamos um presente para uma amiga. Eu gostei de um top. Meu marido disse: “Lindo, posso comprá-lo para você”. Eu recusei e seguimos. Em casa, comecei a chorar histericamente. Meu marido entrou na sala e perguntou com medo se estava entrando em trabalho de parto. Eu:
    — Você não me ama mais. Você nem comprou aquele top para mim.
    — Mas eu me ofereci para comprá-lo!
    — Não com persistência suficiente! © Neha Saboo Kabra / Quora
  • Nunca fui louca por comida, mas quando estava grávida, fiquei com muita vontade de comer batata frita com sorvete. Estava chovendo e ninguém podia ir comprar, e comecei a chorar. Felizmente, os vizinhos nos ajudaram e fiquei feliz em receber meu estranho pedido. © Jazz Sanjeev / Quora
  • Uma conhecida, durante a gravidez, não conseguia parar de assistir a séries sobre maníacos. Ela também se tornou muito sentimental, então chorava pelo destino de cada vítima. Ninguém da família conseguia acalmá-la.
  • Eu estava no sétimo mês e com uma vontade intensa de comer algo especial.
    Meu marido sempre comprava algo delicioso para mim, mas um dia, ele não o fez. Disse que se esqueceu. OK. Fomos para a cama, no entanto, não conseguia dormir e decidi lavar a roupa. E então, no bolso da calça dele, encontrei uma nota: leite, queijo... chocolate!
    Entrei no quarto e acendi a luz:
    — Você o comeu?! Eu estava fervendo de raiva. Meu marido olhou para mim:
    — O quê? Amor, são três horas da manhã. Do que você está falando?
    — Você não se esqueceu de comprar chocolate para mim! Você o comeu!
    Um olhar culpado o entregou. Fiquei com tanta raiva que, pela primeira vez na vida, o mandei dormir no sofá. Três anos depois, às vezes, ainda olho para ele e digo: “Como você pôde?” Ele revira os olhos, pois sabe do que estou falando. © Sheree McDonald / Quora

Que coisas estranhas aconteceram durante a sua gravidez ou na de alguém que você conhece? Deixe seu relato os comentários!

Imagem de capa Sociopathiya / Pikabu
Incrível/Histórias/16 Relatos comprovam que a gravidez pode ser uma aventura excêntrica
Compartilhar este artigo