16 Pessoas lembram em detalhes de encontros que ficaram marcados como uma tatuagem no cérebro

Gente é o que não falta no mundo, e hoje, com nossos celulares e computadores, estamos praticamente o tempo todo interagindo com alguém. Conversamos, trocamos ideias, mandamos emojis e conhecemos pessoas novas. E entre tantas interações, muitas acabam caindo no esquecimento. São situações que, por um motivo ou outro, se apagam da nossa mente. Entretanto, por alguma razão, há outras em que não é isso que acontece, muito pelo contrário: estamos nos referindo a encontros que ficam gravados em nossa memória como se fossem tatuagens no cérebro.

O Incrível.club navegou entre muitas dessas histórias que se firmaram como inesquecíveis para certos internautas, e preparou uma lista só com as mais tocantes.

***

Certa noite de inverno, saí do trabalho às 19 horas. Eu estava caminhando para casa e pensei em atravessar o parque para chegar mais rápido, apesar de ali ter uma iluminação ruim. Alguns minutos depois, ouvi um grupo de pessoas atrás de mim. Pensei: “Vão me assaltar”. E como mais à frente havia um poste de luz com uma câmera, tive a ideia de parar ali, pois ao menos me atacariam diante da câmera. Quando eu estava de pé sob a luz, uma mulher muito alta veio depressa e parou ao meu lado (tenho 1,80 m de altura, e ela era muito mais alta que eu).

Ela perguntou: “Tudo bem se eu caminhar com você?”, e respondi que sim. Ela andou comigo até o limite do parque, falando o quanto aquele lugar era perigoso à noite. Quando chegamos lá, ela me desejou boa noite e correu de volta para o parque. Foi uma experiência muito estranha, eu tive certeza de que, se ela não estivesse ali, teriam me assaltado ou algo parecido. Andei por aquele parque todos os dias durante um ano, mas nunca mais voltei a vê-la. © BeverageBeast / Reddit

***

Vivo em uma pequena localidade da Europa Central. Estava bem deprimido por causa de uma garota, e saí para comprar um kebab. Enquanto estava na fila, vi uma mulher no café ao lado, e ela chamou minha atenção por dois motivos: um deles foi sua cor de pele, pouco comum por ali. O outro foi o fato de nunca a ter visto antes, apesar de eu ter morado naquela pequena cidade a vida inteira e ir naquele lugar todos os dias. Outra coisa que notei foi que ela não pediu nada, apenas sentou-se sozinha. Em seguida, pedi minha comida e, enquanto esperava, a mulher se inclinou sobre a cerca que separa a loja de kebabs do café onde ela estava, olhou diretamente para mim e me ofereceu um sorvete. Aceitei a oferta, e imediatamente depois disso, ela olhou em meus olhos, sorriu um pouco e disse claramente, com frieza: “Te amo”. Depois, quando recebi o meu pedido, dei meia-volta para ver onde ela estava, mas a mulher tinha ido embora. Ela desapareceu tão rapidamente quanto tinha aparecido. Conferi o sorvete, parecia estar tudo bem com ele, e a embalagem estava intacta. Estava delicioso. © Fisto-the-s**-robot / Reddit

***

Minha namorada tinha terminado comigo. Eu estava caminhando para casa chorando e, do nada, uma garota de aparência mais jovem, talvez três ou quatro anos mais nova que eu, apareceu e disse: “Oi, está escuro e estou sozinha. Vejo que estamos indo na mesma direção e que você está chorando. Podemos nos fazemos companhia?” Respondi que sim. Perguntei como ela se chamava, e ela disse: “Vamos nos conhecer primeiro, conversar”. Tivemos uma conversa maravilhosa. Ela era muito perspicaz, tinha uma resposta para todas as perguntas e um comentário para cada palavra. Caminhamos por quadras e quadras. Assim que falei: “Ei, obrigado. Eu estava supertriste, mas não estou mais. Essa conversa foi incrível”, ela afirmou: “Muito bem, esta é minha casa”. Perguntei qual o nome dela, e ela respondeu: “Não, você não precisa saber, obrigada por me manter a salvo”. Me deu um beijo na bochecha e entrou na casa. Eu já tinha morado por ali durante cinco anos e morei por mais cinco. Frequentemente, precisava passar por aquela casa. Porém, nunca mais voltei a ver aquela garota. Tenho absoluta certeza de que ela era algum tipo de anjo. © arboldebolas / Reddit

***

***

Quando eu estava me preparando para dormir, minha mãe bateu na porta do quarto. Ela tem olhos azuis, mas naquela noite, seus olhos eram de um verde brilhante, com anéis amarelos e ranhuras pretas incrivelmente finas, no lugar das pupilas normais. Ela parecia questionadora, como se quisesse aprender coisas sobre mim que, ao meu pensar, já sabia. Queria apenas que eu falasse a meu respeito. Até que fiz um comentário sobre seus olhos, ela se irritou e me mandou lavar a roupa.

Um ano depois, durante uma pequena reunião com as amigas da minha mãe, vi que os olhos dela novamente voltaram a se estreitar em fendas, mas sem mudar de cor. Não falei nada, só pisquei algumas vezes e os olhos da minha mãe voltaram à normalidade. E isso não é tudo.

Minha família sempre faz brincadeiras sobre o fato de a minha mãe ser uma feiticeira que usa seus poderes para melhorar todos os bairros para onde nos mudamos (nos mudamos com frequência). Só que, quando deixamos a vizinhança, tudo ali vira um caos. © dragonlover4612 / Reddit

***

Não era exatamente um desconhecido, e sim um senhor idoso da minha cidade natal. Ele trabalhava como funcionário da limpeza em um banco de lá. Um dos poucos homens negros da cidade. Sentei perto dele em um café. Ele foi a pessoa mais inteligente e interessante que eu conheci. Inteligente como se fosse da NASA. Um caso digno de ser analisado pela medicina. Conversei algumas vezes com ele ao longo de cinco anos, e sempre saía com a sensação de aquela era outra forma de vida. Ele se revelou também agradável e divertido. Nunca me despedi dele sem ter aprendido algo fantástico. © Strokedoutbear / Reddit

***

Eu estava voltando para casa de avião depois de uma entrevista de trabalho muito importante, pensando ter colocado tudo a perder. Passei o voo inteiro distraído. Quando o avião aterrissou, levantei para pegar minhas malas, e uma mulher mais velha que estava a três fileiras de mim me olhou diretamente e disse: “Não se preocupe, tudo ficará bem. Você vai conseguir”. Agradeci e ignorei o que ela falou, mas algumas horas mais tarde recebi uma ligação dizendo que eu tinha conseguido o emprego. Só aí lembrei do que a mulher havia dito. Ainda não sei por que ela disse aquilo, nem como ela soube qual era o meu problema. © djinner_13 / Reddit

***

Saí para caminhar com meu cachorro pouco antes do entardecer. Era uma tarde perfeita. Caminhávamos por uma conhecida trilha natural quando um jovem passou correndo. Ele estava de sandálias, bermuda bem curta, folgada e clareada pelo sol. Ele estava sem camisa e tinha dreadlocks tão longos que chegavam até a barra da bermuda. E era monocromático! Seu tom de pele, a bermuda, os dreads e as sandálias eram de um bege claro. Seu cabelo tinha um perfeito tom de loiro areia. Tinha um rosto achatado e olhos de cor âmbar. Ele passou perto de nós sem nenhum esforço, e fez um suave carinho na cabeça do meu cachorro, enquanto sorria com simpatia. Foi um momento estranhamente palpável, e meu cachorro enlouqueceu, desesperado para seguir o homem. Isso aconteceu há quatro meses, e ainda penso nisso algumas vezes por dia. Tudo pareceu ter acontecido em câmera lenta. © Perfect_Suggestion_2 / Reddit

***

Quando eu era criança, tinha o hábito de brincar ao ar livre com meu melhor amigo de infância, o Kyle. Um dia, quando eu tinha cerca de 10 anos, fui até a porta de casa após pensar ter ouvido o Kyle do lado de fora. Chamei por ele, e uma menina da minha idade veio da parte de trás da casa da avó dele. Soube que o nome dela era Amaya. Perguntei se o Kyle viria, mas ela disse que não. Passamos o dia todo brincando. Em certo momento, Amaya disse que precisava ir, pois sua mãe chegaria em breve. Eu a abracei, realmente triste por minha nova amiga estar indo embora, mas achei que voltaria a vê-la. No dia seguinte, a mãe de Kyle o deixou na casa de sua avó, então saí para brincar. Perguntei a ele quando a Amaya voltaria. Kyle respondeu: “Quem é Amaya?”. Ele não sabia quem ela era. Eu a descrevi, mas Kyle insistiu em afirmar não saber de quem eu estava falando. Perguntei ao irmão dele, que era cinco anos mais velho, e ele também não sabia a quem me referia. Um pouco assustado, perguntei aos meus pais: “Eu não estava brincando com uma menina ontem?” Meu pai e minha mãe não faziam ideia de que menina eu estava falando, acharam que eu tinha brincado sozinho na garagem. Como último recurso, perguntei à avó de Kyle. Ela disse não ter me visto brincando no dia anterior com uma garotinha.

Até o dia de hoje, Kyle jura que não sabe de quem estou falando. Ninguém conhece nenhuma menina chamada Amaya, mas eu passei o dia com ela. © Connect-Giraffe-9295 / Reddit

***

Um dia, quando fui pegar meus filhos na creche, estava me sentindo muito mal. O estacionamento externo é da creche e de uma academia. Não havia mais ninguém além de mim e de uma mulher que saía da academia. Ela estava em sua bicicleta e, quando passou ao meu lado, sorriu gentilmente e disse: “Boa sorte, querida”. Aquilo fez com que me sentisse incômoda, não por ela, e sim por supor que deveria tê-la reconhecido, mas não reconheci. Então, falei: “O quê? Eu? Com quê?” E ela se limitou a sorrir novamente para mim e dizer: “Sim, querida, você é linda e eu desejo muita sorte no que quiser fazer”.

Me senti melhor imediatamente. Honestamente, aquilo pareceu tão sobrenatural que, às vezes, penso que ela era um anjo. Penso muito nisso. © LittleBleater / Reddit

***

Há cerca de 12 anos, meus amigos e eu estávamos dirigindo de Los Angeles para Las Vegas para nos encontrarmos com um amigo cuja banda estava tocando ali. Paramos em uma hamburgueria na metade do caminho para comer algo. Quando nos sentamos, imediatamente percebemos a presença de dois homens que se destacavam. Eles pareciam de meia-idade, estatura e compleição mediana, mas a pele era bem clara e os cabelos, completamente brancos. Além disso, usavam suéteres grossos e calças, apesar dos 37 graus do lado de fora. Eles falavam um idioma estrangeiro que nenhum de nós conseguiu identificar. Contudo, o mais estranho aconteceu quando eles começaram a comer. Eles não faziam ideia de como comer um hambúrguer. Pareciam confusos. Um deles levou o sanduíche à boca de maneira vertical, mordendo primeiro o pão de baixo. Foi estranho, e até hoje lembramos do nosso “encontro extraterrestre” de vez em quando. © AMagnificentBasterd / Reddit

***

Eu trabalhava na Flórida, EUA, como gerente em uma grande rede de concessionária de automóveis. Um dia, chegou um homem mais velho e fomos fazer um test drive rápido. Ele era tranquilo e educado, parecia uma boa pessoa. Depois de conversar por alguns minutos, ele perguntou se eu gostava de magia.

Em seguida, ele começou a falar sobre de onde eu era. Não fez nenhuma pergunta, apenas passou a falar. Depois de alguns minutos, ele disse: “Mas você não morou lá por muito tempo, se mudou para o sul, para a cidade tal, não foi?” Ele acertou. Depois, começou a esfregar os olhos e a cantarolar um pouco. Perguntou por quanto tempo eu tinha morado na Noruega. Ele chegou a dizer o nome da cidade onde morei durante oito anos. Nesse momento, comecei a pensar se tratar de algum esquisitão que tinha feito uma pesquisa dos meus antecedentes, mas como ele poderia saber onde morei quando estive no exterior? Ele falou: “Acredita em magia agora?” E continuou: “Estou me divertindo um pouco com você! Trabalhei na CIA durante anos como linguista. Agora que estou aposentado, uso isso como truque em festas”. Fiquei tão confuso que, honestamente, ele poderia até ter dito ser algum tipo de vidente, e eu não teria sequer discutido. © c0uldashouldawoulda / Reddit

***

Tinha um garoto com quem eu costumava passar o tempo quando tinha cerca de 8 anos, e ele ainda me deixa obcecado. Ele não era da minha escola, simplesmente apareceu um dia e começou a brincar conosco. Era muito agradável, educado e limpo, mas parecia não ter família. Nunca falava dos pais e evitava conversas sobre parentes. Havia uma espécie de orfanato perto, mas os amigos que moravam lá disseram que o garoto não vivia com eles. Ele tinha uma inteligência emocional, entendia as pessoas, falava muito bem dos sentimentos alheios, mas quase não demonstrava os próprios. Ele dava início a conversas que eram estranhamente profundas para crianças da nossa idade. Tinha ainda uma voz suave, mesmo em uma idade em que a maioria das crianças possui uma voz que costuma causar nos adultos a vontade de silenciá-las.

As únicas vezes em que ele agia como criança era quando queríamos saber mais sobre sua vida. Ele respondia coisas engraçadas e pouco compreensíveis. Hoje, tenho 100% de certeza de que fazia de propósito. Era estranho de uma forma genial, ou genial de uma forma estranha, em uma idade em que crianças estranhas são apenas crianças estranhas a quem ninguém quer incomodar. Para mim, ele parecia de outro mundo. Aquele menino andou conosco durante aproximadamente um ano, e um dia simplesmente deixou de vir brincar no nosso bairro. Ninguém voltou a vê-lo. © EldritchAb0minati0n / Reddit

Qual foi sua experiência mais marcante ao conhecer alguém? Em sua opinião, quais características fazem de determinado indivíduo uma pessoa inesquecível? Comente!

Compartilhar este artigo