Incrível
Incrível

15 Segredos de filmes famosos que os cineastas prefeririam não revelar

O espectador comum não conhece metade das coisas que acontecem num set de filmagens. Na sua opinião, o que inspirou os criadores do filme cult Matrix a desenhar os famosos símbolos verdes na tela? Ou que ação irreparável cometeu Kurt Russell durante as gravações de Os Oito Odiados?

Incrível.club pesquisou alguns dos segredos de bastidores de Hollywood e está ansioso para compartilhá-los com seus leitores o mais rápido possível.

  • No filme Uma Linda Mulher, Julia Roberts recusou-se a atuar em cenas em que seu corpo estava exposto demais. O diretor do filme encontrou uma solução e, em algumas cenas, Julia foi substituída pela dançarina profissional Shelley Michelle. Além do mais, no cartaz do filme só vemos a cabeça de Roberts, tudo o mais na foto pertence à sua suplente. A propósito, no mesmo cartaz, o cabelo de Richard Gere é castanho, mas no próprio filme já está grisalho.
  • Em Titanic, as gravações de uma cena do almoço na primeira classe relativamente pequena duraram quase dois dias. E nesse episódio há muitos detalhes, close-ups, looks e pequenas réplicas. No segundo dia de filmagem, os atores começaram a fazer caretas e piadas, e em determinado momento Leonardo DiCaprio olhou para os talheres e perguntou à atriz Kathy Bates: “Você sabe qual o garfo para se fazer uma lobotomia?”
  • Você se lembra da cena da depilação no filme O Virgem de 40 Anos? O ator Steve Carell teve que passar por esse procedimento de verdade. O diretor considerou que este momento não poderia ser conseguido sem as emoções naturais: eles filmaram numa única tomada, usando 5 câmeras ao mesmo tempo para que tudo desse certo.
  • Não foi necessário usar maquiagem complicada para mostrar como no filme Se Beber, Não Case! um dos protagonistas perde o dente. Quando o ator Ed Helms era pequeno, não nasceu um dos seus dentes, então em algumas cenas bastava ele remover o dente falso.
  • Como o famoso músico Sting apareceu em Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes, primeiro longa-metragem do até então completamente desconhecido Guy Ritchie? Trudie Styler, esposa de Sting, é dona de uma produtora. Um dia, Trudie assistiu ao curta-metragem The Hard Case e gostou tanto que arriscou investir dinheiro num longa inspirado nele e até persuadiu o marido a atuar no futuro filme. Foi assim que Sting apareceu num papel pequeno, mas brilhante, do dono do bar e pai do protagonista, e o filme fez de Guy Ritchie um dos diretores cult dos tempos modernos.
  • No desenho animado Divertida Mente, os criadores deixaram uma piscadela comovente: em todos os personagens das emoções, a cor dos olhos coincide com a cor de suas próprias emoções. Em todos, menos Alegria: a cor dos seus olhos é azul, assim como os olhos da Tristeza. Desta forma, os autores quiseram enfatizar o fato de que Alegria e Tristeza sempre andam juntas.
  • O diretor do filme O Iluminado, Stanley Kubrick, era conhecido por seu perfeccionismo: por exemplo, em vez das 17 semanas planejadas de filmagem, foram 51 semanas no total. A cena do diálogo entre Shelley Duvall e Jack Nicholson foi filmada 127 vezes, e “só” precisaram de 3 dias e 60 portas para filmar a famosa cena “Johnny está aqui”.

  • A propósito, para as filmagens dessa cena foram feitas algumas portas leves especiais, que, no entanto, Jack Nicholson, que havia trabalhado no corpo de bombeiros, quebrou muito facilmente. É por isso que para as tomadas seguinte tiveram que fazer portas mais pesadas e resistentes.

  • Em Ameaça Terrorista os criadores decidiram não se incomodar muito para mostrar como os programadores modernos desativam uma bomba: no filme, o procedimento foi executado com o programa comum da Microsoft, o Excel. A magia do cinema!
  • Em uma de suas entrevistas, o diretor de arte do filme Matrix, Simon Whiteley, contou o que o inspirou na criação das famosas linhas de código verde que foram vistas nas telas dos computadores. Acontece que tudo era muito simples: o que lhe serviu de base foram os símbolos japoneses dos livros de culinária de sua esposa.
  • Numa das cenas de Os Oito Odiados, o personagem de Kurt Russell quebra seu violão em pedaços. O Martin Museum forneceu uma guitarra muito rara, de 1870, da qual várias cópias também foram feitas. Supunha-se que naquela cena haveria uma montagem, e que Russell não iria quebrar o original, e sim uma cópia. Mas algo deu errado e, por algum motivo, o ator não foi avisado de que ele tinha algo inestimável em suas mãos. Durante a gravação, o ator, seguindo o roteiro, quebrou o violão. Como resultado, o museu anunciou que nunca, em nenhuma circunstância, voltaria a emprestar as guitarras para filmagens.
  • No filme Um Sonho de Liberdade, a cena da primeira conversa de Andy e Red foi filmada durante 9 horas. Durante todo o tempo, o ator Morgan Freeman continuou a jogar a bola, sem reclamar em momento algum, mas no dia seguinte, ele chegou no set com a mão enfaixada. E essa cena não foi a única que foi feita em muitas tomadas.

  • O diretor do filme nem sempre explicava o que ele não havia gostado, o que muitas vezes provocava discussões. Durante uma delas, Freeman disse que não repetiria as cenas sem que
    se explicassem os motivos para tal.

  • No logotipo da Warner Bros, que precede o filme Harry Potter e o Cálice de Fogo, você pode ver a silhueta de Nagini, a cobra de Lord Voldemort. Havia uma razão para fazê-lo: a serpente aparece em uma das primeiras cenas do filme.
  • A artista Margaret Keane, cuja vida é retratada no filme Grandes Olhos, aparece numa das cenas. Ele interpretou uma mulher sentada num banco lendo um livro atrás das costas da protagonista. Uma foto conjunta da pintora e da atriz Amy Adams, que incorporou sua imagem na tela, aparece no final do filme, antes dos títulos.
  • O orçamento do filme Clube de Compras Dallas foi bastante modesto para os padrões de Hollywood: por exemplo, para a composição de todo o período de filmagem, apenas 250 dólares foram alocados. Ainda mais admirável é o fato de que Adruitha Lee e Robin Matthews, que foram os maquiadores durante as filmagens, receberam por seu trabalho o Oscar na categoria “Melhor maquiagem e penteados”.
  • No filme O Rei do Show, há um fato curioso: nos créditos de abertura vemos um padrão em que é fácil reconhecer as garras de Wolverine. O principal papel do filme foi interpretado por Hugh Jackman, o melhor Wolverine de todos os tempos.

E você conhece alguma história que aconteceu nos bastidores? Conte pra gente nos comentários.

Incrível/Arte/15 Segredos de filmes famosos que os cineastas prefeririam não revelar
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos