Incrível
Incrível

14 Internautas compartilharam situações constrangedoras do dia a dia que não sabiam se riam ou se choravam

Quem nunca se encontrou em uma situação em que rir parece errado, mas tudo que você quer é dar uma boa gargalhada? Se tivermos um pouquinho de sorte, seremos apenas espectadores da cena, se não, personagens principais do constrangimento. E dependendo do desenrolar da trama, de mocinhos podemos nos transformar até em vilões.

Nós, do Incrível.club, selecionamos 14 relatos de situações tão inusitadas, que é quase impossível segurar a risada. Confira!

  • Minha esposa estava internada na maternidade e, no mesmo quarto, tinha uma menina de cerca de 18 anos chamada Natasha. O pai do bebê a abandonou e os pais a tinham expulsado de casa. E lá estava ela, sozinha em uma cidade estranha. Após dar à luz, minha companheira disse que se sentia mal por Natasha, pois ela não tinha ninguém para pegá-la, e me pediu para ir buscá-la. Cheguei no hospital com um buquê de flores nas mãos. A equipe médica ficou me encarando de uma forma desagradável, como se estivessem se perguntando: “Quem vai ser a próxima que ele vai aparecer aqui para pegar?” Porém, tudo acabou bem: os pais da garota chegaram pouco depois para levá-la. Natasha construiu uma carreira e se casou. Fomos até convidados para o casamento. © Redkiiskot / Pikabu
  • Minha mãe tinha uma colega de trabalho muito atraente. Um dia, ela estava pegando o ônibus para ir trabalhar e um homem do outro lado da rua ficou olhando-a fixamente. A mulher ficou toda se achando. Quando chegou no trabalho, se olhou no espelho: ela tinha se esquecido de desenhar uma das sobrancelhas.
  • Meu primo estava no hospital. Fui com a minha vizinha Marina telefonar para saber como ele estava. Tínhamos cerca de 8 ou 9 anos, e ambas gostávamos muito dele. Liguei, mas a chamada estava horrível. Meu primo parecia tenso. Fiquei confusa e dei o telefone para minha amiga. Eles conversaram por cerca de cinco minutos. Comigo ele estava gaguejando, mas com ela estava normal. No dia seguinte, na escola, minha colega Katya veio me perguntar se eu tinha telefonado para ela no dia anterior. Fiquei tão envergonhada. O primo dela também estava no mesmo hospital, e a menina estava lá visitando ele no momento da ligação. Foi aí que entendi o que aconteceu: quando disse meu nome, a recepcionista perguntou no departamento quem ali me conhecia e a Katya respondeu primeiro. No entanto, o que ela e minha vizinha tinham conversado por cinco minutos permanece um mistério até hoje.
  • Eu estava em uma lanchonete comprando umas coisas e tinha um casal reclamando de absolutamente tudo, também foram mal-educados com o caixa. Quando eles saíram, uma gaivota veio voando e roubou o cachorro-quente do cara. A esposa tomou um susto e deixou o dela cair. Foi tão hilário ver isso acontecendo que ainda rio cinco anos depois. © cervidaes / Reddit
  • Sou aposentada. Estava no meio de uma reforma em casa e ganhei um saco de cimento de um cara bondoso em uma loja. Então, às 9h fui pegar o metrô de volta com o saco e outros produtos de construção que tinha comprado. Eu peguei a escada rolante, olhei ao redor, não tinha ninguém atrás de mim. De repente, um homem apareceu correndo e gritando para sair da frente. Me movi para a direita, mas o cara também, e ele acabou chutando meu carrinho com toda a força. Ele tropeçou e, enquanto mancava, ficava olhando para mim tentando entender para onde uma senhorinha estava indo com tijolos naquela hora da manhã. © Lazareva Natalia / Facebook
  • Eu estava em um cruzamento esperando o sinal abrir. Um ônibus parou bem na frente do semáforo, bloqueando a visão dos carros atrás. Logo em seguida, uma Mercedes avançou em toda velocidade... direto na fiscalização da polícia rodoviária que estava acontecendo um pouco mais adiante. © Larisa Prokopenko / Facebook
  • Meu marido e eu estávamos caminhando pela floresta e começamos a jogar pinha um no outro — sim, somos crianças. Até que ele me acertou na testa e fugiu correndo, sempre olhando para trás, e... não viu uma árvore. Bateu bem de cara nela. Morri de rir. Ele também riu. E assim tem sido a nossa relação nos últimos 12 anos. © Yezhik v okeane / AdMe
  • Trabalho em um cinema. Uma vez, uma mulher me perguntou como usar o aplicativo da rede. Educadamente, disse que não sabia. Então, ela começou a me xingar, quando, de repente, percebeu que a polícia estava perto de seu carro. Estavam multando-a por estacionar na vaga de deficientes. A mulher saiu correndo gritando: “Pare, é o meu carro”. Fiquei com um sorriso largo o resto do dia. © raych_arles / Reddit
  • Um conhecido meu mora no térreo. Já faz cerca de cinco anos que ele tem um enorme gato de brinquedo de uma raça desconhecida na janela de casa. Acho que ele e a esposa queriam fazer um gato-de-pallas e saiu algo entre um lince e uma coruja. Um dia, a polícia veio até o apartamento do meu amigo dizendo que um vizinho tinha feito uma queixa dizendo que o animal era agressivo e que ele deveria ser multado por manter um animal selvagem no apartamento. © haalward / Pikabu
  • Eu estava dirigindo por um parque ambiental e fiquei preso no trânsito. Tinha uma manada de bisões na estrada. Um homem saiu rindo de uma caminhonete vermelha, fez uma bola de neve e a lançou na testa de um bisão enorme. Ainda rindo, o homem entrou no carro e bateu a porta. O bisão se virou e olhou para o veículo por cerca de um minuto. Então, ele caminhou lentamente até o lado do motorista e deu uma cabeçada com seus enormes chifres bem na porta. Todos ouviram o homem gritando palavrões pela janela fechada da caminhonete agora amassada. © Jeanie-Walton / Quora
  • Eu e meu marido compramos um apartamento e decidimos nós mesmos fazer a reforma — foi meio que um teste sobre a força do nosso casamento. Um dia, meu esposo ficou furioso comigo, embora a culpa não fosse minha. Depois, ele saiu para jogar fora os entulhos, e quando pegou a sacola, ficou coberto de poeira. Bem, pensei que o clima não melhoraria tão cedo. Para piorar, um pombo acabou defecando nele como bônus. Aí já não me aguentei mais, comecei a rir, ele também riu e disse que eu era uma bruxa. © Irina Tkacheva / Facebook
  • Parei em um café com minha irmã e minha filha de 7 anos. Lá havia uma máquina de pegar ursinhos. Minha filha ficou superanimada, nós demos algumas moedas para ela brincar, mas antes que ela conseguisse chegar lá, dois universitários correram para jogar. Os caras gastaram US$ 10 tentando conseguir a pelúcia que minha filha queria, até que desistiram. O tempo todo minha menininha ficou esperando com lágrimas nos olhos, mas minha irmã disse que eles não iriam conseguir. Quando minha filha jogou, pegou o ursinho na primeira tentativa. O restaurante todo — que estava assistindo à situação — caiu na gargalhada. © Jill Hodges / Quora
  • Minha amiga estava no último mês de gravidez. Era verão, fazia calor, ela estava indo para o caixa e um homem a empurrou e passou na sua frente. Ele tinha pegado umas coisas caras. Depois que o cara colocou todas as compras na sacola e estava indo para saída, o fundo do saco rasgou e tudo se despedaçou no chão. © Daria Sheveleva / Facebook
  • Isto aconteceu quando eu era estudante. Uma amiga chamada Natália estava voltando para casa de noite. Um cara se aproximou e perguntou: “De que bairro você é?” Ela respondeu: “Moro aqui”, e saiu andando rápido sem dar muita atenção para os flertes dele. No dia seguinte, ele estava no mesmo lugar, e minha colega o achou bonito, mas após olhar bem, viu que o homem tinha dentes podres e não se cuidava. Ela começou a pensar em como afastá-lo, mas sem ofendê-lo. Outro dia, ela estava com um livro e o “príncipe” veio em sua direção e perguntou o que ela estava lendo. Natália aproveitou a oportunidade e começou um monólogo de dez minutos sobre a obra. E foi assim que minha amiga acabou ficando sem um possível pretendente a namorado.

Você já passou por alguma situação similar? Como costuma reagir? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa cervidaes / Reddit
Incrível/Gente/14 Internautas compartilharam situações constrangedoras do dia a dia que não sabiam se riam ou se choravam
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos