14 Exemplos convincentes de como a estupidez humana parece não ter limites

Decisões imprudentes, naturalmente, podem levar a desfechos imprevisíveis. Porém, às vezes, podem ter as consequências esperadas: por exemplo, você acha que não terá problemas se parabenizar uma amiga pela gravidez, mas porque não imaginou que ela poderia estar apenas acima do peso. Da mesma forma, faz sentido supor que se agarrarmos um cacto com as mãos, levaremos certo tempo para tirar os espinhos dos dedos. De qualquer forma, é sempre bom pensar antes de agir.

Nós, do Incrível.club, selecionamos histórias de usuários que primeiro fizeram algo impensado e só mais tarde sentiram a “ficha cair”. Acompanhe!

  • Quando eu tinha 6 anos, minha irmã e eu rasgamos uma nota de dinheiro da minha avó ao meio, pensando que ficaríamos com duas notas diferentes. Quando vovó chegou em casa, eu disse orgulhosamente que havia “dobrado” o dinheiro dela. © Vibin Baburajan / Quora
  • Eu precisava trocar dinheiro. Entrei em uma lavagem de carros, onde havia caixas automáticos, que trocavam notas por moedas. Pensei que não teria problema receber moedas, mas a máquina me deu a quantidade que eu precisava em tokens para usar apenas para lavagem de carros. Ninguém precisa fazer uma lavagem de 3,5 horas? © Gomelskiy25 / Pikabu
  • Quando eu tinha uns 13 anos, fiquei internado com suspeita de apendicite. Uma enfermeira me levou para um quarto particular, me deu uma navalha e disse: “Vá raspando por enquanto”. Não entendi o motivo, mas fiz o que pediram. Tirei a barba e depois fui falar com o médico. A apendicite não foi identificada, e pude voltar para casa. Só depois de certo tempo, me dei conta da burrice que eu havia feito. © Podslushano — Aqui Falam de Você / VK

“Pensei que só bebidas com gás explodiam no congelador. Fiz compotas, despejei-as em lindas garrafas, coloquei para gelar e...”

  • Isto aconteceu comigo em um acampamento de verão. Peguei uma laranja da cantina e a coloquei no congelador durante a noite. Quando a tirei de lá no dia seguinte, estava congelada e dura. Decidi tentar quebrá-la: afinal, o que mais eu poderia fazer? Então, me ocorreu uma ideia genial. Comecei a jogá-la contra a parede, repetidas vezes, até que finalmente rachou. Mas não foi só isso, a laranja acabou criando uma rachadura enorme na parede. Felizmente, ninguém notou meu “crime” até o fim da minha estadia. Mesmo assim, passei o resto da semana extremamente preocupada. © Garrick Kung / Quora
  • Certa vez, na escola, um garoto do último ano prometeu me dar uma surra após as aulas. Saí da escola, e ele foi atrás de mim. Consegui correr mais rápido, cheguei à porta do meu prédio, abri-a, mas então o garoto gritou de longe: “Amigo, pode segurar a porta?” E eu, um rapaz educado como sou, segurei a porta para ele. © Palata № 6 / VK
  • A torneira do nosso apartamento começou a vazar, e determinei que era o sifão. Encontrei um balde, coloquei-o debaixo da pia e desconectei o tubo de água. A peça tinha acumulado água, que foi drenada para o balde. Antes de continuar a colar o sifão danificado e reconectar o tubo, simplesmente peguei o balde e despejei toda a água na pia. © John J. Henderson / Quora

“Eu adoraria culpar a falta de sono, o trabalho em tempo integral e os estudos paralelos. Porém, como um verdadeiro tolo, culpo os fabricantes dessa chaleira elétrica pelo design enganoso.”

  • Houve um corte de energia na cidade. Era por volta das 18h, e estava bem escuro. Fiquei mexendo no celular por duas horas e depois o coloquei sobre a mesa enquanto comia. Quando terminei, esqueci onde o havia deixado e comecei a procurá-lo freneticamente. Nem percebi quando o peguei e liguei a lanterna. Passaram-se uns 10 minutos até eu me dar conta de que procurava meu celular com meu celular na mão. © Antriksh Sinha / Quora
  • Convenci meus pais a plantar uma árvore de dinheiro para mim porque eu pensava que era uma fonte de dinheiro. Eu realmente achava que notas cresciam nela. © Raghav Khanna / Quora
  • Conheci uma garota na semana passada. Carinhos aqui e ali, caminhadas pelo parque, flores. Então, ontem, após sairmos do cinema, ela me convidou para ir à sua casa, e fomos. Na manhã seguinte, precisei ir ao banheiro e achei necessário usar o odorizador antes de abrir a porta. Bem, lá estava ele! Tirei a tampa, refresquei o ar... mas logo veio um cheiro estranho e bastante incômodo.
    Saí do banheiro e perguntei: “Que odorizador estranho é esse no seu banheiro?”
    Ela: “Como assim? Eu não tenho odorizador”.
    Eu: “Então, o que é aquele frasco na pia?”
    Ela: “Aquilo é laquê de cabelo!” © Zafhoz / Pikabu
  • Meu marido arrumava sua mala para uma viagem pela Europa. Com toda a seriedade no rosto, ele perguntou se precisava de passaporte. Da mesma forma, respondi: “Se você pretende cruzar a fronteira, então precisa, se não, não”. Ainda parecendo estar perdido, ele disse: “Então, preciso levar ou não? Você pode responder direito?!” Ele é um homem adulto, gente, como eu vivo com ele? © Palata № 6 / VK
  • Encomendei uma capinha de celular: metade de couro, metade brilhante. Ela chegou com um arranhado na parte brilhosa. Bem, que seja, a antiga não dava mais para usar. Como de costume, deixei uma avaliação na página da loja: “Entrega rápida, mas chegou com arranhões na superfície brilhante, por isso três estrelas”. Hoje, no terceiro dia, tirei o celular da bolsa e notei que havia uma película protetora na parte brilhante que estava começando a sair. Ela estava tão bem colada, que eu nem notei. Embaixo dela, não havia nenhum arranhão! © kybo3 / Pikabu
  • Tínhamos um cacto em casa. Ele ficava no canto, e minha mãe o regava diariamente. Todos me disseram para não encostar nele, pois eu poderia ficar parecendo um porco-espinho. Mas, uma noite, quando minha mãe estava trabalhando no computador, me vi parada em frente ao cacto. Olhei em volta e, por curiosidade, decidi encostar nele, com a mão inteira aberta. Não sei se vale a pena dizer o que aconteceu depois: saí pulando e gritando pela casa, com várias “agulhadas” pela mão. © Lara Novakov / Quora

Você já foi o centro de alguma situação embaraçosa por ter falado ou feito algo sem pensar? O que aconteceu? Compartilhe conosco, estamos curiosos!

Imagem de capa Palata № 6 / VK
Compartilhar este artigo