Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

13 Pessoas que passaram por situações tão constrangedoras que até você vai sentir vergonha alheia

Qualquer um de nós pode se encontrar em uma situação embaraçosa. Mas poucos são capazes de falar sobre isso, rir de si mesmos e ficar gratos até por uma experiência não lá muito agradável. Os bravos heróis da coleção de hoje não hesitaram em compartilhar com a Internet as situações mais curiosas pelas quais já passaram.

Nós, do Incrível.club, lemos com interesse suas histórias sinceras. E devemos admitir, nós mesmos sentimos vergonha alheia por algumas delas.

  • Certa vez, meu tio entrou em um elevador junto com uma mulher que tinha uma barriga um pouquinho notável. Ele perguntou se era menino ou menina. A mulher apenas sussurrou: “Não estou grávida”. Eles subiram apenas dois andares. Mas meu tio disse que foi a “viagem” mais longa de sua vida. © cormack16 / Reddit
  • Estava caminhando por uma rua movimentada; as garotas que vinham em minha direção sorriam para mim. Bem, nada de especial, acontece, mas só que daquela vez, todas sorriam. No início, pensei que estava especialmente bonito. Depois, verifiquei o zíper da calça: estava fechado. Finalmente, um homem me disse: “Cara, olhe para seus pés.” Sim, eu estava com propés nos sapatos — aquela espécie de “luva” de tecido fino que colocamos sobre os calçados quando entramos em hospitais. Estava com dois enormes, de cor azul brilhante. Tinha acabado de sair do hospital. © CaptainLion / Pikabu
  • Quando estava na sexta série, me apaixonei perdidamente por uma garota. Me lembro de que, uma vez, estava andando pelo corredor e de repente a vi... Nós nem sequer trocamos algumas frases, ela apenas passou silenciosamente, mas meus olhos ficaram presos nela, eu virei a cabeça para vê-la passar. E, bem como nos filmes, tropecei em algo e cai no chão. Ela se virou e eu me levantei e saí correndo antes que ela pudesse dizer qualquer coisa. © Mustafa Abbas / Quora
  • Estava me despedindo do meu namorado. Ele me abraçou e disse: “Miau”. Fiquei um pouco pasmada, porque não gosto de toda essa doçura. Eu disse a ele: “O que foi isso, seu tolo? Não sabe que as pessoas não miam? Só faltou você colocar orelhas de gato!” Uma pausa estranha e ele me olhou sorrindo. E então, me dei conta de que eu mesma estava usando um chapéu com orelhas de gato. © Palata № 6 / VK
  • Estou estudando Medicina Veterinária. Quando interajo com os animais, falo com eles. Não posso deixar de dizer uma palavra a um gato, cachorro ou pássaro. Outro dia, vi um cachorro velhinho no elevador. Automaticamente, disse a ele: “Você tem uma vida difícil, não é, velhote?” E só então, notei o dono do cachorro. Era um homem idoso. Ele me disse: “Que grosseiro de sua parte, moça!” Eu fiquei tão chocada que nem tive tempo de dizer uma palavra em minha defesa. © Palata № 6 / VK
  • Tenho um hábito estranho... Quando não tem ninguém em casa, fico na frente ao espelho e começo a agradecer aos seguidores imaginários do YouTube pelo fato de haver um milhão deles. Faço um discurso tão sentimental que começo a chorar. Houve até uma situação constrangedora em que minha avó entrou no quarto e viu que eu estava murmurando alguma coisa chorando. Consegui convencê-la de que lacrimejava porque os meus olhos estavam ardendo por causa do rímel. © Palata № 6 / VK
  • Fiz cirurgia de miopia a laser. Depois desse procedimento, por algum tempo, tudo parece um tanto embaçado. Eu tinha ingressos para o teatro para assistir a “Hamlet” justamente na noite após a cirurgia e decidi ir, para não perder os ingressos. Além disso, gostava muito dessa peça. E então, eu cheguei no teatro, e, na entrada, estava sentado um homem com uma caneca pedindo moedas. Eu, estando de bom humor, coloquei uma moeda para ele. Na verdade, era uma caneca com café. No final das contas, aquele homem frequentava o teatro regularmente e tinha o hábito de tomar café do lado de fora antes de entrar no saguão. © allthatrazmataz / Reddit
  • Estava caminhando embaixo de uma chuva fina. A rua estava vazia e, a cerca de 30 metros de distância, vi uma garota. Ela estava perto de uma loja, sorrindo. Olhei em volta e não vi ninguém atrás. Também sorri para ela, já imaginando como iriamos nos conhecer, casar, ter filhos lindos, e por aí. Então, me aproximei daquela beldade e percebi que era um manequim. © Lownmower / Pikabu
  • Estava na fila da Starbucks com uma amiga. De repente, vimos que o cara que preparava o café era um charme. Percebemos que era ele quem iria anotar o nosso pedido. Ficamos sem jeito, dando risadinhas, vocês sabem como é... Chegou a nossa vez. Minha amiga fez o pedido, e aí eu vi que o cara ficou me olhando. Algo dentro de mim “estalou” e, em vez de fazer o pedido, eu disse: “Emma!” Minha amiga sussurrou: “Ele não perguntou o seu nome. Ele quer saber o que você vai tomar.” Ah, eu queria ser engolida pela terra. © Emma Anne / Quora
  • Uma vez, no cinema, segurei meu filho pela mão e me sentei na poltrona com ele na poltrona ao lado. E só então percebi que me enganei e aquele não era meu filho. © TheAdminer / Reddit
  • Tenho vergonha de admitir, mas sou péssimo em expressar condolências. Por exemplo, quando faleceu a avó da minha amiga, liguei para ela e, no final da conversa, disse: “Bom, tchau, divirta-se!” Outra situação. O pai do meu amigo faleceu aos 58 anos. Todos estavam arrasados. Liguei para ele e a primeira coisa que disse foi “Olá! Você está vivo aí?” © Vjekoslav Nemec / Quora
  • Ainda fico corada quando me lembro de como uma vez, no cinema, o cara do caixa queria me dar as moedas do troco, estendeu o braço com o punho fechado e eu bati nele com meu punho, achando que era um cumprimento. Fiz até um som de explosão, algo como “Buff!” © Tamery / Pikabu
  • Na época, eu ainda era uma criança. Um amigo de meu pai bateu à porta. Meu pai não queria vê-lo e me pediu para abrir e dizer que ele não estava em casa. E não pensei em nada melhor do que abrir a porta e dizer: “Oi, papai me pediu para dizer que ele não está em casa.” Quinze anos se passaram, ainda estou com vergonha. © dondraper65 / Reddit

Qual foi a situação mais embaraçosa pela qual passou ultimamente?

Imagem de capa Palata № 6 / VK
Compartilhar este artigo