Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

13 belas frases do filme ’Intocáveis’

Intocáveis (Intouchables) é um filme francês de 2011 que conseguiu tocar o coração dos espectadores ao redor do mundo.

O longa é baseado em uma história real e narra um caso incrível de amizade entre um milionário tetraplégico e seu cuidador, um problemático jovem morador do subúrbio.

Tudo começa quando Driss, um afrodescendente que vive em um bairro pobre na periferia de Paris, se apresenta na mansão de Philippe para se candidatar ao trabalho de cuidador. Desanimado, ele se apresenta acreditando que não será escolhido pela falta de formação e de experiência. Quer apenas que o empregador assine um documento afirmando que ele foi rejeitado, para poder solicitar o seguro-desemprego.

No entanto, sua situação sofre um revés quando Philippe decide contratá-lo. Este é o início de uma estreita relação de amizade que começa a envolver estes dois homens, que pertencem a mundos diferentes e que veem a vida de forma totalmente opostas. Contada com humor e leveza, a história se revela comovente e esta é a razão pela qual o filme foi tão bem recebido em todos os países onde foi exibido.

O Incrível.club traz para você 13 dos melhores momentos desta obra de arte; fragmentos de diálogos, frases reflexivas, momentos de lucidez e humor sem igual.

1. Só me resta a cabeça para me elevar. Quando a dor me deixa em paz, me resta o espírito. Minha verdadeira deficiência não é estar na cadeira de rodas. É estar sem ela.

2. Talvez eu seja ingênuo, mas ainda espero poder seduzir com algo além da minha conta bancária.

3. Música que não se dança não é música para mim.

4. - Onde você encontra um tetraplégico?
- Não sei. Onde?
- Onde você o deixou.

5. - Faça primeiro uma aproximação intelectual, emocional. Em vez de focar apenas no físico, procuro uma relação de espírito para espírito.
- De espírito para espírito tudo bem, mas e se for uma assombração? Seria uma relação de espírito para assombração.

6. É preciso saber tirar proveito de uma desgraça, e não deixar-se vencer por ela.

7. -Diga, Driss, por que você acha que as pessoas se interessam por arte?
- Não sei, é um negócio.
- Não. É porque é a única coisa que permite deixar uma marca no mundo.

8. -Você sabe, os rapazes dos subúrbios não têm piedade. Isso é tudo.
-É isso o que quero, que não tenham piedade de mim.

9. Agora é a minha vez. Já ouvimos os clássicos. Vamos ouvir minha música: “Earth, Wind & Fire".

10. -Aonde vamos?
-Respirar um pouco.

11. Às vezes você deve entrar no mundo do outro para descobrir o que falta no seu.

12. Você é grande, corpulento, tem dois braços, duas pernas, um cérebro que funciona, está bem de saúde. Todo o resto, agora, hoje, no meu estado, como você diz... de onde você vem, o que já fez antes, não me importam nem um pouco.

13. - Se acontece comigo, eu me mato.

- Se matar também é difícil para um tetraplégico.
- É mesmo. Caramba, maldição!

Estes são os verdadeiros Driss e Philippe, cuja amizade inspirou o filme, e sua história ficará na memória de todos: