Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Histórias mostram que é impossível viver sem humor

Você é uma dessas pessoas que não acredita que ficar mais velho e formar família é incompatível com bom humor? Se é, nós lhe damos os parabéns, você está correto.

No Incrível.club trazemos várias histórias que comprovam a importância do senso de humor em qualquer circunstância da vida.

  • Eu era uma ótima aluna na escola. Uma típica garota de notas altas, sempre na primeira fila e me comportava perfeitamente bem. Um dia, chamaram minha mãe à escola. Eles não me disseram o motivo. Bem, eu estava em casa, preocupada. Minha mãe voltou. Tinham lhe dado uma menção especial e um presente por ter educado tão bem uma garota como eu. Ela se sentou ao meu lado no sofá, olhou para mim e disse: "Filha, ouça-me, não batem em você na escola? Não. Que estranho, no meu tempo, batíamos em crianças assim".
  • Meu irmão de 11 anos de idade se apaixonou por uma garota de sua sala. Um dia olhei o Facebook dela e estava escrito em seu status: "Aproxime-se e me abrace... Estou com muito frio sem seus abraços". Então olhei para o meu irmão, que estava escrevendo uma carta para o Papai Noel pedindo um cofrinho com um contador de moedas e uma lâmpada voadora. Pelo jeito a paixão passou e a menina vai congelar.

  • Minha mãe disse que seria melhor eu dar à luz em agosto. É o mês dos legumes e verduras e os aniversários saem mais barato. Você faz várias saladas e pronto!
  • Quando meus pais começam a discutir alto, quebrando pratos e se ameaçando, nosso gato desmaia. Toda vez que isso acontece, eles ficam muito assustados e o levam ao veterinário. E, bem, eles fazem as pazes no caminho. Esse bichinho peludo é o guardião da nossa família.

  • Meus vizinhos têm 7 filhos: 4 meninos e 3 meninas. Além disso, têm 4 cães de raça e 9 gatos (quase todos viralatas). O esposo passa todo o dia trabalhando e aparece em casa apenas para almoçar e dormir. A mulher trabalha à noite e é instrutora de fitness. Sempre vem o cheiro de comidas deliciosas de lá, a casa está sempre limpa (às vezes me convidam para tomar café), as crianças são boas alunas e muito independentes. Muitas vezes passam os fins de semana juntos. Eles são muito gentis, alegres, compreensivos e amistosos. Qual a mágica pra conseguirem dar conta de tudo?
  • Tenho minha própria empresa. Uma vez ocorreu um caso interessante: a secretária se aproximou de mim e pediu permissão para sair mais cedo. Perguntei-lhe o que estava acontecendo. Ela respondeu que não comia depois das 18 horas e que sua filha tinha preparado um presente de aniversário para ela. Sim, eu a deixei sair.
  • Estava caminhando com meu marido pela loja. Em um determinado momento, parou com o carrinho e começou a fazer algo com o celular. Eu vinha carregada de fraldas, alimentos para bebês e outras coisas. Passei e joguei tudo isso em nosso carrinho. De repente, vi um jovem com olhos assim O_O perguntando: "São para mim?" Percebi que ele estava com uma jaqueta parecida com a do meu marido: cinza com listras vermelhas. E por isso tinha colocado as coisas no carrinho dele. Eu estava confusa e pedi desculpas. Tirei rapidamente todas as coisas do seu carrinho, virei a cabeça e vi meu marido ao lado, observando a cena. Fui até ele, coloquei tudo no carrinho. Meu marido revirou os olhos assim O_O e disse em voz alta: "São para mim?" O jovem pegou suas coisas e saiu voando, quase sem olhar para trás.
  • Hoje fui procurar sapatos novos para o inverno. Ao meu lado estavam sentados um pai com seu garotinho, provando algumas botas. Pai: "Você gosta disso? Veja, experimente, não estão apertando seus pés?" Filho: "Sim, gostei destas. O pai, ajudando-o a colocar a segunda bota disse: "Elas não são muito caras, vamos comprá-las". O filho, em estado de choque, disse: "Vamos comprar agora? E não iremos ver mais nenhum? Papai, a partir de agora vou comprar coisas só com você, está bem?"
  • Noite de Natal. Vou para a casa dos meus vizinhos, coloco a fantasia do Papai Noel e com um saco de presentes toco a campainha de casa. Minha esposa abre: "Noel chegou e trouxe presentes!" Luís, nosso filho de 3 anos e meio, estava parado, ao lado da parede, e me olhava sem piscar. "Olá criança, como se chama? Você vai me contar uma história ou cantar uma música?" E continuamos. Meu filho contou, cantou, recebeu seus presentes e eu estava prestes a ir embora. Antes disso, perguntei-lhe: "Você tem algum outro desejo antes de eu ir, Luizinho?" Sua resposta me matou: "Não se esqueça de tirar os chinelos do meu pai!"
  • O psicólogo da nossa empresa é a esposa do diretor geral. Um dia, um novo colega, depois de uma pesada discussão com o chefe, foi falar com a psicóloga para se acalmar. Ele saiu de lá muito feliz. Ficamos surpresos com a reação e perguntamos o que tinha acontecido. Ele nos disse que, sem saber que a psicóloga era sua esposa, reclamou do chefe. Ao que ela respondeu o seguinte: "Bem, sim, ele é muito agressivo, sempre anda mexendo os braços. E se você imaginar que é um polvo e, em vez de braços, tem tentáculos? Isso lhe ajudará! Eu mesma faço isso."
  • Minha mãe foi hospitalizada por duas semanas. Antes de ir ao hospital, vestiu um suéter em um dos meus irmãos menores e nos deixou com o papai. Duas semanas se passaram, ela voltou para casa e viu meu irmão com o mesmo suéter, mas muito sujo, com sujeira de papinha do dia anterior e de refeições de outros dias. Minha mãe perguntou ao meu pai se ele não cuidava de nós ou o quê. E meu pai respondeu: sim, eu cuido deles, sim. Mas eu gostaria de vê-la tentando tirar esse suéter. Ele começava a chorar imediatamente e a repetir: "Papai, minha mãe colocou, então minha mãe é quem vai tirar".

Quais histórias engraçadas aconteceram com você? Deseja compartilhá-las conosco? Você escrever sobre o assunto nos comentários e levantar o ânimo de todos!