Comentários para o artigo «Mulher com síndrome do ovário policístico aprende a amar seus pelos corporais»

Receber notificações
Isso mesmo. As pessoas nos julgam como se tivessemos culpa de algo. É hor´rivel!
-
-
Resposta