Incrível
Incrível

Ator de “Round 6” conta como superou a pobreza, cuidou de um irmão autista e se tornou um grande astro da televisão

Lee Jung-jae, mais conhecido como Seong Gi-hun de Round 6 , se tornou o primeiro homem asiático a vencer a categoria de Melhor Ator de drama no Emmy. No começo da carreira a maioria das pessoas pensava que Lee vinha de uma família rica, até que pouco a pouco os fãs foram descobrindo que ele precisou enfrentar muitas dificuldades, o que torna sua trajetória no cinema e na televisão ainda mais bonita.

Ele não tinha dinheiro para pagar as mensalidades que eram cobradas dos estudantes

Lee se formou no ensino médio em uma das escolas mais famosas da Coreia do Sul. Como a escola ficava em um bairro muito rico, no início de sua carreira profissional quase todo mundo pensava que o ator vinha de uma família com muito dinheiro. No entanto, a realidade não era bem essa. Sempre que Lee ia brincar na casa de um amigo, ele se sentia inferior e até mesmo desconfortável, sobretudo porque suas meias tinham furos e porque ele não podia pagar as mensalidades que eram cobradas dos alunos. Por incrível que pareça, ele chegou a apanhar na frente dos colegas porque não tinha dinheiro para pagar as taxas vinculadas ao sistema de ensino.

Sim, Lee veio de uma família muito pobre e em uma entrevista revelou que seus pais passaram por muitas dificuldades. Mas a situação ficou ainda mais dramática quando ele começou a tentar encontrar formas de cuidar do irmão, uma pessoa com autismo. O grande problema é que os pais do ator precisavam trabalhar em vários empregos para poder sustentar os dois.

O caminho de Lee Jung-jae ao estrelato

No começo da carreira de Lee a economia da Coreia do Sul passava por um momento de crise e não havia muitas oportunidades na área de atuação. Sobre esse momento, Lee disse o seguinte: “Eu não usava cartão de crédito, não tinha carro e não tinha dinheiro. Quando fiquei realmente desesperado, fui até a produtora para pedir que adiantassem o pagamento de três filmes, para que pudesse pagar as minhas dívidas”. Antes de trabalhar como ator Lee tentou a sorte como modelo, mas a partir de 1994 ele começou a aparecer em filmes e programas de televisão.

Antes de Round 6, Lee já era famoso na Coreia do Sul. O momento da reviravolta em sua carreira aconteceu em 1995, em um drama chamado Sandglass; após esse excelente papel, sua carreira de fato decolou. Apenas duas semanas após a estreia da série Round 6, da Netflix, ele se tornou um grande fenômeno nas redes sociais, afinal de contas o programa ficou muito popular e passou a ocupar o primeiro lugar em 90 países. A ela interpretação de Lee Jung-jae chamou muita atenção de pessoas dos mais variados países.

Segundo o Today Online, Lee Jung-jae foi o ator mais bem pago do elenco e recebeu mais de 250 mil dólares por episódio. Ou seja, após os nove episódios ele acumulou por volta de 3 milhões de dólares, tornando-se o segundo ator coreano mais bem pago da história.

Criando um irmão autista

Embora a carreira de Lee já tenha mais de 20 anos, apenas recentemente ele se abriu e comentou um aspecto bastante íntimo de sua vida. O ator falou sobre seu irmão, uma pessoa com autismo, de quem ele cuidou durante a maior parte de sua juventude, sobretudo quando seus pais não estavam por perto porque tinham de trabalhar.

Quando perguntaram a Lee sobre sua família, ele ficou em silêncio por alguns segundos e depois disse: “Tenho um irmão mais velho”. Durante a entrevista, ele ficou visivelmente desconfortável ao revelar esse lado tão pessoal de sua vida. Após algum tempo, ele completou: “Acho que meus pais não vão gostar que eu fique falando sobre isso”.

Nessa reveladora entrevista, Lee contou mais detalhes sobre todos os desafios que teve de enfrentar ao lado do irmão. Muitas vezes ele precisava sair correndo atrás do irmão, que não gostava de se sentar à mesa. Além disso, muitas vezes seu irmão simplesmente desaparecia e ele passava horas procurando por ele. Ou seja, Lee aprendeu muito cedo a lidar com sua família, e apesar das dificuldades, sempre teve orgulho de ser parte dela.

Lee terminou a entrevista dizendo o seguinte: “Acho que aceitei desde pequeno que esta é a minha vida e esta é a minha família. Não sou o filho mais velho, mas precisei representar esse papel; e também tive de assumir a responsabilidade de cuidar de alguns assuntos familiares. Nesse sentido, acho que amadureci mais rapidamente do que outras pessoas da minha idade”.

É importante conhecer um pouco sobre a vida das grandes estrelas do cinema, afinal de contas muitas vezes pensamos que tudo foi sempre fácil para elas. Você é fã da série Round 6? O que achou da história de Lee? Conte nos comentários e comente também os desafios que você já precisou enfrentar na sua vida.

Incrível/Gente/Ator de “Round 6” conta como superou a pobreza, cuidou de um irmão autista e se tornou um grande astro da televisão
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos