Incrível

16+ Histórias comoventes sobre a relação especial entre animais e humanos

Quem escolhe quem: os animais escolhem seus donos ou os donos escolhem seus animais? A resposta fica a seu critério, mas uma coisa é certa: não importa qual animal decida ter em casa — cachorros, ouriços ou aves — o principal é ter química. E amor, claro.

Nós, do Incrível.club, nos emocionamos com as histórias contadas por nossos heróis de hoje e vamos compartilhá-las com você. Acompanhe!

  • Meu filho trouxe para casa um gatinho, mas eu disse que não podíamos mantê-lo. Ele ficou chateado, mas aceitou. Essa situação se repetiu algumas vezes e comecei a notar que comidas estavam “sumindo” da geladeira. Quando entrei no quarto dele, encontrei seis gatinhos brincando com os ursinhos de pelúcia. Esse espertinho estava escondendo os gatos que não mostrava pra mim. Por fim, vacinamos todos e doamos quatro. Sim, dois deles agora moram conosco. Me dei por vencida. © Палата № 6 / Vk
  • Acordei com meu gato batendo as patinhas no meu peito. Por ser a primeira vez, levantei e acendi as luzes. Um enorme morcego havia entrado pela janela e meu gato estava desesperado. Precisei afugentar aquele bicho voador com uma vassoura e confesso que — até então — nunca tive medo de morcegos. O que mais me deixou intrigada foi não ter notado a presença dele imediatamente. © Raceofspades / Reddit
  • Eu e minha irmã ouvíamos dos nossos pais:
    — Não vamos comprar nenhum gato nem cachorro. Nem adianta pedir.
    Um ano mais tarde, meu pai propôs:
    — Vamos escolher um gatinho?
    Compramos e o chamamos de Gordo. 15 anos depois, quando decidi morar sozinha, papai disse:
    — Gordo ficará comigo. Aqui é a casa dele! © KyKy11 / Pikabu

  • Um cachorro salvou um gato que, de acordo com os pedestres, havia sido atropelado por um carro. Depois da batida, o cão correu para o meio da rua, pegou o gato pela boca e o levou para a calçada. Heroísmo no mundo animal. © Ivk67P4dMnckjwp / Twitter
  • Escutei um barulho à noite na rua. Latidos de cachorro e rosnados de gato. Saí para a rua correndo e me deparei com a seguinte cena: meu gato ruivo enfrentando um cachorro — três vezes maior que seu tamanho — para proteger um pequenino gato preto que estava ferido. Meu ruivinho saiu vitorioso. Passamos a semana no veterinário tratando do gato menor, que não saía do lado de seu salvador. Agora os dois vivem felizes comigo! © zhenyalip1111 / Pikabu
  • Tinha um cachorro que adorava lamber gelo do congelador. Sempre que abríamos a porta, ele metia a cabeça lá dentro e congelava a língua. Mas, mesmo assim, por algum motivo, repetia o mesmo “erro” toda vez. © Varun Sharma / Quora
  • Algumas semanas atrás, nossa gata trouxe um gatinho de rua para casa. Nossa intenção era levá-lo para a casa dos meus pais, mas essa senhorita peluda se apegou e o levou para um cantinho no corredor do nosso andar. Ninguém se atrevia a chegar perto. Ela até deixava de comer para não sair do lado dele. Durante a mesma época, as crianças acharam um cachorro vira-lata e imploraram para ficarmos com ele. Até meus ouvidos não aguentarem mais. Agora vivemos todos felizes embaixo do mesmo teto. O que não se faz por amor. © Палата № 6 / Vk
  • Acariciava um cachorro na rua, e ele parecia gostar. De repente começou a latir, e me afastei rapidamente. O dono dele gritou de longe:
    — Oscar, mas sempre a mesma coisa! Assim você vai afastar todos os seus amigos. © nobody66 / Pikabu

  • Meu pai sempre dizia que não gostava do nosso gato. Recentemente, vi a seguinte cena: meu pai, no chão. O gato, também. Os dois se entrelaçavam e papai disse:
    — Ninguém vai descobrir nosso segredinho, seu chatonildo. © Подслушано / Vk

  • Aos 3 anos de idade, ganhei meu primeiro gato. Disse à minha mãe que queria um gato cinza. Fomos ao abrigo. Quando chegamos lá, um gatinho cinza colocou a pata para fora da gaiola assim que eu passei — como se dissesse “oi, me leva?” Foi tiro e queda. Estamos juntos até hoje. © UnlivingBug / Reddit
  • Durante o trabalho, escutamos um miado em pleno escritório. Deduzimos que havia um gato preso em algum lugar e, portanto, ligamos para o serviço de emergência. Eles chegaram, analisaram o sistema de ventilação e chegaram à conclusão do possível local que o animal estaria. Quebraram as paredes. Ufa! Tiraram o filhote de lá. Ele foi levado imediatamente para o pronto-socorro. Como foi parar lá? Não sabemos ao certo. © ivovk969 / Pikabu
  • Alguns anos atrás, nosso cão faleceu. Lembro-me de estar sentada no chão chorando enquanto meu gato se esfregava em mim e miava, como se estivesse tentando aliviar minha dor. © Klaudiapotter / Reddit
  • Uma vez meu cachorro passou a noite correndo de um lado pro outro no quintal. Na manhã seguinte o encontramos ao lado de um ouriço — cheio de pelo de cachorro. Levamos o pequeno animal para dentro, deixei-o na cama por alguns minutos e, quando me virei, escutei um barulho. O ouriço dormia com a barriga para cima, língua para fora e patinhas abertas. Mas roncava como um homem velho. Acho que foi a primeira vez que ele conseguiu relaxar depois de uma noite agitada com nosso cão. © Подслушано / Vk
  • Meu gato se chama Nelson. Há um ano e meio ele apareceu na minha vida no tamanho de uma lagarta adulta (e gorducha). Estava doente, quase cego por conta de infecções e com toda uma coleção de parasitas. Os veterinários disseram que gatos assim ficam isolados nas ruas, pois ninguém os aceita. Nem mesmo outros gatos. Resolvi ficar com ele e, desde então, não larguei mais. Não tenham medo de pegar animais de rua. Basta cuidar com carinho, e eles serão os mais amáveis e gratos do Planeta. © AnnLuciole / Pikabu

“Meu Nelson”

  • Ia para o trabalho de ônibus. À minha frente, sentava-se uma mulher e, aos pés dela, um cachorro preto, de raça desconhecida, mas com um corte de cabelo elegante e uma franja de causar inveja. Uma das passageiras não resistiu e o elogiou:
    — Que corte lindo este, hein! Quem foi que cortou o seu cabelo, bonitão?
    Acho que foi a primeira vez que vi um cachorro realmente sorrir. © Pumzel / Pikabu

  • Levei meu cachorro para passear. Em algum momento, ele correu para um arbusto e começou a latir desesperadamente. Quando me aproximei, lá estava um gatinho chorando. Imaginei que meu cachorro fosse morder o animal e, por isso, o afastei de lá. Mas ele se soltou e correu novamente para o arbusto, pegou o bichano nos dentes e o trouxe até mim. Levei-o de volta para o local, mas meu cachorro não se deu por vencido e buscou o gatinho novamente. Acabei desistindo e levei o filhote para casa. Hoje, ele está enorme e se chama Delfo. Não há dúvidas de que meu cachorro é quem ele mais ama nesta vida. © Палата № 6 / Vk

E como você conheceu o seu animal de estimação? Foi amor à primeira vista? Compartilhe suas histórias!