Incrível
Incrível

15+ Relatos cheios de drama e comédia (além de algumas lições de vida)

Fugir no meio da festa de casamento, comer uma pizza secretamente na calada da noite ou fazer uma piada no meio de uma corte criminal — essas situações não são roteiros de filmes, mas uma breve descrição de algumas circunstâncias que aconteceram com os internautas do nosso post de hoje.

Nós, do Incrível.club, acreditamos que a vida é muito mais complexa que qualquer ficção, e selecionamos 15 relatos que vão provar exatamente isso. No final, um bônus sobre como uma aluna foi perspicaz na hora de conseguir passar em uma matéria da faculdade ainda espera por você. Confira!

  • Meu marido é um entusiasta dos rallys. Para quem não sabe o que é, é quando adultos com enormes SUVs correm no meio de florestas e pântanos, atolando e quebrando seus carros, ficando cheios de lama, mas, de alguma forma, ainda ficam felizes com a aventura. O ponto alto dessa paixão foi quando no dia do nosso casamento um amigo ligou e disse: “Estou atolado até a cintura, venha me ajudar!” — e o bonitão simplesmente sumiu por 4 horas. Pensei que iria me divorciar no mesmo dia, mas os convidados acabaram não notando nada. © Unknown author / Ideer
  • Estava dirigindo e vi um cara deitado na calçada ao lado de uma bicicleta. Fiquei preocupado que ele estivesse ferido. Então, parei o carro e fui verificar. Mas, na realidade, ele era um professor de ciências que estava filmando um formigueiro com uma GoPro na cabeça para mostrar aos seus alunos. © BradMossEsq / Twitter
  • Teve um período quando eu morava nos Estados Unidos que foi muito difícil. Durante 2 anos não consegui encontrar um emprego permanente. Tinha muitos trabalhos temporários que pagavam bem, mas não ofereciam um contrato. Justamente quando finalmente encontrei um emprego que me daria toda a documentação para me legalizar, no segundo dia de trabalho fui chamado ao tribunal para prestar esclarecimentos. A sala estava cheia de pessoas — o juiz, os réus, os advogados e o promotor. Antes de começar, o juiz perguntou se alguém tinha uma boa razão para não estar ali. Eu levantei a mão. Ele me perguntou qual era o problema. Expliquei que após 2 anos procurando um emprego, tinha acabado de encontrar um trabalho bom e que era altamente indesejável que eu faltasse logo no início. Então ele perguntou: “Você tem medo de que eles não consigam fazer o trabalho sem você?” Respondi: “Exatamente ao contrário, não gostaria que eles percebessem que podem fazer isso sem mim”. Todo mundo começou a rir muito, inclusive o juiz. Quando ele finalmente conseguiu se recuperar, disse: “Está bem, pode ir embora”. © PivBear / Pikabu
  • Uma vez, durante a infância, minha mãe me levou para a creche 8 horas da noite! Na época, ela trabalhava em turnos diferentes, era inverno e estava escuro. Nesse dia, minha mãe chegou do trabalho, caiu no sono e cerca de 8 horas da noite acordou assustada, pensando que estava atrasada e que ainda não tinha me levado para a escolinha. Ela não achou nada estranho eu não estar dormindo, mas brincando. Eu disse que era noite, mas ela não acreditou. Vestiu um casaco em mim e me colocou no carrinho. Reclamei, querendo saber o porquê de ir duas vezes para a creche. Mas somente quando o segurança da escolinha confirmou que era noite, minha mãe relaxou e nós voltamos para casa. Ainda sinto mágoa por ela não ter confiado em mim naquele dia! © NaPalmna / Pikabu
  • Aluguei um quarto em um apartamento de 3 quartos com minha amiga. Em um deles morava um casal, no outro — a dona da casa, e no terceiro — nós. Após um ano, tive uma briga séria com essa amiga, ela ficou fora por 3 dias e durante esse tempo eu deveria sair do apartamento. Pedi a um cara que conhecia para me ajudar na mudança. Chegamos no apartamento e não tinha ninguém lá. Comecei a arrumar as coisas rapidamente para não encontrar com os vizinhos e ter de me explicar. O cara que estava me ajudando estava tão confuso com tudo que estava acontecendo. Quando estávamos no elevador indo embora, descendo minhas últimas coisas, ele me disse: “Você tem certeza de que morava aqui e que essas coisas são suas? Porque levamos tudo que tinha de valioso lá e eu estou aqui e posso ser cúmplice”. Ri muito! Fiquei imaginando o que se passava pela cabeça dele enquanto eu estava empacotando tudo. © Unknown author / Ideer
  • Sou mulher e desde criança meu pai me levava para pescar. E isso se tornou um hobby para mim, um lugar onde posso relaxar e não pensar em nada. Agora tenho 25 anos, e se algo acontecer, já procuro o rio mais próximo. Para muitos, não é comum ver uma mulher na margem do rio pescando. © Unknown author / Ideer
  • Esta situação mudou minha perspectiva sobre como vejo as coisas. Um dia de inverno, eu e mais dois garotos de uns 20 anos estávamos correndo para pegar o ônibus. Geralmente, nessas situações, o motorista espera o passageiro, mas não desta vez. Ele fechou a porta na nossa cara. O que sentir nesse momento? Ódio, raiva, frustração. E foi isso que senti, mas enquanto estava digerindo a situação, os dois garotos começaram a xingar muito o motorista, mas muito mesmo. Após ouvir um monte de ofensas, o semblante dele mudou no mesmo momento. Fiquei ali, pensando e montando minha nova perspectiva a partir dessas reações exageradas que temos no dia a dia. Não é necessário respondermos negativismo com negativismo. Você pode enfrentar uma situação ruim com um sorriso e bom humor. Você pode controlar suas emoções e dirigi-las da maneira que quiser, em vez de como as circunstâncias ditarem. Ainda estou aprendendo a seguir essa filosofia. © Stim213 / Pikabu
  • Quando eu era estudante, trabalhava em uma loja. Uma vez, um homem entrou e me mostrou a foto de um creme depilatório. A foto não falava para que parte do corpo, então perguntei. Ele respondeu: “Exatamente a que você está pensando”. Dei a ele o creme específico. Em seguida surgiu a pergunta: “Um só é suficiente para três homens como eu?” Fiz uma cara de espanto. Então ele decidiu esclarecer que era para nadadores e que ele era o treinador. Meu deus, fiquei com tanta vergonha por pensar besteira. Eu era jovem, me desculpe. Hoje em dia controlo melhor as minhas expressões. © 464689 / Bash.im
  • Estava viajando de trem, assistindo desenho animado no notebook, quando o cara sentado ao lado disse:
    — Você está viajando de segunda classe e usando um MacBook . E ainda por cima nem tem vergonha. As pessoas gastam dinheiro à toa, melhor seria ter comprado um carro.
    — Comprar um MacBook faz alguém perder o direito de andar de trem?
    — Mas olha só, ainda por cima é mal-educada! © petrek / Twitter
  • Minha esposa foi demitida em abril do ano passado. Desde então, ela está sempre procurando emprego, atualizando seu currículo e colocou como forma de contato o seu número do celular. O tempo todo ela reclama que ninguém liga. Hoje, fiquei sabendo que ela não atende ligações de números desconhecidos... Aparentemente, a procura ainda vai demorar então. © romario1705 / Pikabu
  • Minha esposa não sabe sobre isto. Uma ou duas vezes por mês, quando ela vai dormir, peço uma pizza média e 8 asas de frango e como sozinho em nosso quintal. E então eu destruo as evidências antes de ir para a cama. Isso me faz feliz. © Rpark888 / Reddit
  • Uma vez, meu pai estava consertando um fogão no porão da casa de um cliente. Não tinha ninguém na residência quando, de repente, ele ouviu algo correndo atrás dele, mas quando olhou, não tinha nada lá. Isso aconteceu várias vezes antes que ele percebesse que o barulho vinha de trás de um sofá. Lentamente, meu pai foi na direção do móvel. Quando ele se abaixou, um gambá pulou de seu esconderijo e ficou cara a cara com ele. Acontece que o gambá era um animal de estimação da família, mas meu pai tomou um baita susto. © PlanesAreExtinct / Reddit
  • Fui almoçar com amigos e coincidiu do meu marido estar no mesmo restaurante. Ia dizer oi, mas ele estava olhando atentamente para o telefone e sorrindo. Então, decidi observar. Logo depois, meu celular vibrou. Ele tinha me enviado um vídeo de um cachorro lutando contra uma mangueira. Isso é amor... Parkerlawyer / Twitter

Bônus

  • Uma vez, nos meus tempos de estudante, eu e uma amiga fomos entregar um relatório e responder umas perguntas de Direito Civil para uma prova oral com um professor na faculdade. Nós temos o mesmo sobrenome. Quando o professor recolheu o trabalho, perguntou:
    — Vocês são marido e mulher?
    Resolvi fazer uma piada.
    — Não, ela não quer casar comigo.
    Minha amiga entrou na brincadeira.
    — Você não me pediu ainda.
    Respondi:
    — Estou pedindo agora, vamos?
    — Aceitarei se o professor me passar.
    Era tudo uma brincadeira, mas o professor ficou surpreso. Ele ficou com o livro de notas dela, passou ela na matéria e a liberou. Comigo, começou a fazer um monte de perguntas como se nada tivesse acabado de acontecer. © B***lsbomjami / Pikabu

Você tem algum relato que é cômico e trágico ao mesmo tempo? Conte para a gente na seção de comentários

Imagem de capa Stim213 / Pikabu
Compartilhar este artigo