Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Hábitos normais para os espanhóis que são estranhos em muitos países

---1
14k

Mesmo aqueles que nunca foram à Espanha já ouviram falar da sesta, do hábito que eles têm de falar alto e do fato de chegarem sempre atrasados. Mas os espanhóis têm muitas outras peculiaridades culturais: há o costume de tirar a casca de todas as frutas, por exemplo. É normal também ir ao bar com a família inteira, incluindo as crianças pequenas.

Muitos costumes espanhóis são similares aos dos brasileiros, mas certos hábitos simplesmente não existem em muitos outros países. Nós, do Incrível.club, decidimos, então, ler os blogs de algumas pessoas que vivem na Espanha e contam sobre os costumes mais “estranhos” para o resto do mundo. Se você for a esse lindo país algum dia, certamente entenderá do que estamos falando. Confira!

1. Andar com os cabelos molhados

Os espanhóis têm o costume de lavar a cabeça de manhã, e não antes de dormir. Com a vida corriqueira de estudos, trabalhos e compromissos, muitos não têm tempo de secar os cabelos antes de sair de casa. Por isso, é bastante comum sair à rua com os cabelos ainda molhados. No Brasil, a situação é similar, mas em muitos países (normalmente onde faz mais frio), sair com os cabelos molhados é visto como a forma mais fácil de pegar uma gripe.

2. Repetir o mesmo adjetivo várias vezes

Na grande maioria dos países é comum escutar: “Que menina bonita!”, mas na Espanha isso não é suficiente. A mesma frase dita por um espanhol soaria como: “que menina bonita, bonita, bonita!” Para transmitir emoção na fala, é normal repetir o mesmo adjetivo várias vezes.

3. Ir ao bar com crianças

No país, não só é comum dormir tarde, mas também é perfeitamente aceitável ir a bares com a família inteira, incluindo filhos pequenos. Tarde da noite ou de madrugada, é muito normal ver a seguinte imagem: os pais se divertindo e bebendo, enquanto um bebê dorme ao lado da mesa no carrinho. Talvez por isso os espanhóis não se incomodem tanto com barulho: eles são acostumados desde crianças.

4. Tirar a casca de todas as frutas

Na Espanha, é um hábito tirar a casca das frutas antes de comê-las. Não estamos falando apenas de laranjas, limões ou abacaxis. Os locais também tiram a casca de maças, pêssegos e ameixas. A explicação para essa “peculiaridade” é simples: os agricultores locais nem sempre tiveram acesso à água limpa para limpar as frutas de bactérias e, por isso, criou-se o costume de retirar a casca das frutas antes de consumi-las.

5. Dividir a conta

Nos restaurantes e cafés, a maioria de nós tem o costume de pagar por aquilo que pede. Os espanhóis, porém, preferem dividir a conta igualmente entre todas as pessoas presentes. Ou seja, se você saiu com um grupo de 5 amigos e a conta total deu 100 euros, cada um pagará 20 euros. E não importa se uma pessoa gastou 5 euros e a outra gastou 30, todos pagam o mesmo valor. Os garçons também dificilmente trarão contas separadas, mesmo que você peça.

6. Fazer pausa para café de 30 minutos

Todos já conhecem a famosa sesta e os longos almoços de duas horas dos espanhóis. É também conhecido que os espanhóis não têm jornadas de trabalho muito pesadas. Afinal, muitos fazem pausas no trabalho de pelo menos 30 minutos para tomar café. É claro que não são todas as empresas que permitem intervalos tão longos, mas em muitos locais é comum sair do trabalho às 11 da manhã, ir para algum bar ou restaurante e passar o intervalo lá. Espanhóis gostam de sair em grupos, conversar e, por isso, é normal que a conversa se estenda.

7. Não pedir documentos para a venda de álcool

Em diversos países, incluindo os Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra etc. é obrigatório mostrar a identidade para comprar bebida alcóolica em mercados ou bares. Na Espanha, essa questão é vista de forma menos rígida e, por isso, com 99,9% de chance, você não precisará mostrar qualquer documento para comprar bebida alcóolica.

8. Jogar lixo no chão

Se deixar cair um guardanapo, palito ou lixo no chão, não precisa se apressar para pegá-lo. Isso pode surpreender muitos, mas em uma grande parte dos bares e restaurantes na Espanha, não é estranho ver lixo e sujeiras no chão. Os locais não têm o costume de recolher caso alguma coisa tenha caído acidentalmente. Entende-se que os funcionários do estabelecimento limparão toda a sujeira no final do expediente.

9. Terça-feira 13 (e não sexta-feira 13)

Há um antigo provérbio espanhol que diz: “en martes, ni te cases, ni te embarques, ni de tu casa te apartes” (“na terça-feira, não se case, não viaje, nem saia de casa”). Portanto, esse é considerado um dia de má sorte. A explicação é simples: de acordo com a lenda, terça-feira é o dia do Deus da guerra, Áries — ou Marte, daí o “martes” usado para designar o dia.

10. Não ter vergonha de contato humano

Aqueles que acreditam que os brasileiros são um povo caloroso ainda não conheceram um espanhol. Na Espanha, o conceito de espaço individual é bastante diferente do resto do mundo: é comum conversar bem próximo da pessoa com quem se fala, assim como dar “batidinhas” no joelho ou no ombro do outro durante uma conversa. Para uns pode soar invasão de privacidade, mas a realidade é que os espanhóis são um povo bastante aberto, que tem a capacidade de encurtar as distâncias rapidamente. E eles conseguem iniciar uma conversa com qualquer pessoa.

11. Congelar o pão

Se você for algum dia à casa de um espanhol, cuidado para não se assustar com o pão no congelador. É um hábito bastante comum deixar o pão no freezer para preservar o sabor e as propriedades nutritivas do alimento por mais tempo possível. O pão é descongelado e congelado conforme a necessidade, mas apenas pães inteiros. Fatias para torradas ou sanduíches são conservadas na forma como já conhecemos.

12. Beber Coca-Cola com vinho

Algumas pessoas diluem o vinho com um pouco de água, mas os espanhóis quiseram ir mais longe: misturar vinho com Coca-Cola. A bebida, conhecida como calimocho, foi inventada no país Basco e logo se espalhou por toda a região ibérica. Ao coquetel ainda pode ser adicionado ouzo (bebida grega) ou anis. O calimocho é muito popular entre os jovens devido ao seu baixo preço (adolescentes compram normalmente os vinhos mais baratos em engradados) e, por isso, é conhecido como a “sangria para os pobres”.

13. Não lavar as mãos

A cultura da higiene é definitivamente bastante diferente em cada país, mas na Espanha este costume pode chocar muitos turistas: os espanhóis não têm o hábito de lavar as mãos quando chegam da rua nem depois de usar o banheiro. Os locais não veem nisso nada de errado: possivelmente acreditem que os locais públicos e toaletes de rua estão sempre limpos.

14. Mulheres grávidas têm de fazer um teste para saber se podem ou não comer jamón

As mulheres grávidas na Espanha, além dos check-ups padrão, são submetidas a um teste que determinará se elas podem ou não comer jamón, o presunto espanhol famoso no mundo inteiro. O problema é que o jamón pode causar toxoplasmose em mulheres grávidas, o que pode ser muito perigoso para o bebê. Para manter a saúde própria e do feto, as grávidas precisam fazer um teste clínico específico antes de pensarem em comer uma fatia do famoso presunto.

Você já esteve na Espanha? Quais são, em sua opinião, as diferenças culturais em relação ao nosso país? Comente!

Imagem de capa pexels
---1
14k