Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Supostas gambiarras que, na realidade, não funcionam

As gambiarras são soluções criativas e baratas para muitos dos nossos problemas cotidianos. Este tipo de truque é tão popular que não é exatamente uma surpresa ver que na Internet está repleta de sugestões de gambiarras, para as mais diversas situações.

Mas, infelizmente, nem todas as "soluções inteligentes" realmente funcionam, facilitando sua vida. Assim, o Incrível.club reuniu as gambiarras mais inúteis da web para que você não perca seu tempo testando-as.

Sanduíches de queijo na torradeira

Diz o mito que, para preparar um queijo quente, não é preciso ter uma sanduicheira, basta virar sua torradeira de lado e cobrir cada fatia de pão com uma de queijo. Além de preparar o pão, a torradeira derreterá o queijo.

Na realidade, em primeiro lugar, ao virar a torradeira você cria um perigo de incêndio, e é claro que um queijo quente não vale o risco. Em segundo lugar, essa gambiarra não é tão eficiente, já que o queijo derretido pode cair ao redor e sujar a torradeira.

Prego em vez de saca-rolha

Diz o mito que, se você introduzir um prego na rolha e o arrancar com um martelo, a rolha sairá da garrafa junto.

Na realidade, um prego não vai resolver a situação. Essa solução só funciona se você usar vários pregos, retirando-os ao mesmo tempo. Algo realmente difícil de executar.

Guardar pilhas na geladeira

Diz o mito que este truque aumenta a vida útil das pilhas.

Na realidade, as baixas temperaturas podem causar justamente o efeito contrário: reduzir sua vida útil. Além disso, a condensação pode resultar em corrosão e, consequentemente, em danos às pilhas.

Panquecas de garrafa

Diz o mito que é possível preparar a massa para panquecas diretamente numa embalagem plástica. Além de facilitar na hora de despejar a massa na frigideira, suja menos louça!

Na realidade, é preciso colocar a massa na embalagem de alguma forma, o que não acelera o preparo das panquecas. O processo de espremer a massa de dentro da embalagem também é lento, pois quando você acabar, a panqueca já estará começando a queimar (a não ser que você queira fazer panquecas bem pequenas).

Pipocas sem piruá

Diz o mito que, quando o saco de pipocas "incha" no micro-ondas, é preciso abri-lo o suficiente para que os piruás (grãos de milho não estourados) caiam e as pipocas fiquem dentro.

Na realidade, esta dica só funciona se você estiver com muita pressa para comer suas pipocas. E será preciso sacudir o saco durante um bom tempo para que todo o piruá passe pelas pipocas e caia para fora. É meio óbvio que é melhor deixar o piruá no fundo do saco mesmo.

Caixas de som com rolos de papel higiênico

Diz o mito que os rolos de papelão que sobram do papel higiênico são úteis para fazer ótimas caixas de som.

Na realidade, esta gambiarra funciona se você usar uma xícara de cerâmica para amplificador de som. Porém, um rolo de papelão por si só não servirá de nada.

Uma bola de tênis no lugar das chaves do carro

Diz o mito que, quando você fecha o carro com as chaves dentro, pode usar uma bola de tênis com um furo e usá-la para "injetar" ar na fechadura da porta. Supostamente, o ar acionará certos mecanismos e a porta abrirá.

Na realidade, esta dica ficou tão popular na Internet que vários usuários resolveram tirar a prova, desmentindo a eficácia da gambiarra. Até mesmo os astros do programa "Caçadores de Mitos" (Mythbusters) da TV já testaram. Sem sucesso, claro.

Dissolver ferrugem com Coca-Cola

Diz o mito que, após submergir objetos enferrujados em Coca-Cola, a ferrugem dissolve completamente.

Na realidade, para dissolver toda a ferrugem, seria preciso esperar muito tempo, e é pouco provável que o problema desapareça por completo. É muito mais eficiente usar produtos especializados para este propósito.

Recuperar banana com secador de cabelo

Diz o mito que secando uma banana passada com o ar quente de um secador de cabelo, a fruta recupera seu aspecto normal.

Outra besteira. Não importa o tempo que você passe secando a banana, ela não voltará a ser amarela.

Moedas em vasos

Diz o mito que o cobre das moedas funciona como um acidificante, ajudando na prevenção ao surgimento de fungos e bactérias nos seus vasos.

Na realidade, esta dica só funciona com moedas antigas, pois as novas contêm cobre numa quantidade consideravelmente menor.

Imagem de capa businessinsider.com
Produzido com base em material de fb.ru