Incrível

Por que as pessoas tendem a se estressar com os detalhes mais simples (e como deixar de fazer isso)

-11-
561

A expressão “afogar-se em um copo de água” é usada para se referir àquelas pessoas que geralmente tendem a ficar sobrecarregadas rapidamente quando são confrontadas com pequenos problemas. Isso pode acontecer em assuntos voltados para vida pessoal ou profissional. No entanto, há uma razão pela qual esse tipo de reação ocorre. A chamada “lei da trivialidade” procura explicar por que, para alguns, é mais fácil se concentrar em pequenos contratempos, em vez de enfrentar os grandes obstáculos.

O Incrível.club pesquisou mais sobre essa lei e deseja compartilhar com você os dados encontrados e algumas estratégias para mudar seu comportamento.

O que é a lei da trivialidade

De acordo com o autor britânico Cyril Northcote Parkinson, a lei tem a ver com a tendência humana de dedicar muito tempo a detalhes sem importância, enquanto assuntos cruciais são deixados sem atenção e acabam sendo resolvidos de maneira inadequada. Segundo Parkinson, o ato de perder tempo com detalhes triviais — enquanto assuntos importantes são deixados de lado — às vezes é chamado de “bikeshedding”.

O exemplo usado por Parkinson para ilustrar sua lei foi a discussão de um comitê de uma usina nuclear e a quantidade desproporcional de tempo dedicada a falar sobre questões relativamente menos importantes, mas fáceis de entender. Por exemplo, os gestores passaram muito tempo discutindo quais materiais deveriam ser usados ​​para a cobertura do estacionamento de bicicletas, limitando o tempo disponível para se concentrar no projeto da usina nuclear em si, uma tarefa muito mais difícil e complexa.

<p>“O tempo dedicado a qualquer tema da agenda será inversamente proporcional à soma (de dinheiro) envolvida”</p>
Cyril Northcote Parkinson

Por que isso ocorre

Para alguns, pode ser mais fácil se concentrar em temas sobre os quais possuem um maior conhecimento ou que consideram mais fáceis de entender. O efeito da trivialidade faz com que as pessoas se sintam mais à vontade para lidar com questões que podem ser facilmente resolvidas e sobre temas nos quais “navegam” melhor. Além disso, a maioria das pessoas gosta de saber que, de uma maneira ou de outra, contribuiu com algo.

Como evitar cair nesse efeito

Todo mundo em algum momento da vida concentra todas as suas energias para resolver detalhes que realmente não importam. Mas você deve tentar identificar essas situações a tempo e, em seguida, tomar as medidas necessárias para resolvê-las. Ou mais tarde os problemas de verdade darão muito mais trabalho. Isso permitirá que você lide com o “bikeshedding”, enquanto esse efeito estiver acontecendo, impedindo que se repita no futuro.

  • Não fale sobre algo de que ainda não tem certeza, até estar pronto para ouvir a opinião dos outros. Ao falar sobre isso, você está abrindo um espaço para que os outros contribuam com seu grão de areia e deem sua opinião. Talvez isso acabe confundindo mais.

  • Aprenda a escolher suas batalhas. Existem problemas pelos quais simplesmente não vale a pena perder a cabeça e muito menos horas de preocupação. Concentre-se em gastar sua energia em coisas que realmente importam e exijam sua atenção.

  • Use a fórmula 10/10/10 para ajudá-lo a tomar as decisões mais difíceis. Essa fórmula o auxiliará a prever como uma decisão poderá afetá-lo em 3 períodos diferentes da vida: em 10 minutos, 10 meses e 10 anos.

  • Tenha objetivos claros, tanto na sua vida pessoal como no trabalho. Se você souber quais são os objetivos que deve alcançar, evitará desvios para situações menos importantes.

  • Faça a si mesmo a seguinte pergunta: “Devo gastar tanto tempo com esse problema?” Se a resposta for “não”, vire a página e foque em outra coisa. Mas se a resposta for “sim”, continue procurando uma solução.

Você costuma focar nos problemas mais fáceis de resolver? Que outra maneira conhece para impedir que uma pessoa caia nesse efeito? Conte-nos na seção de comentários.

Imagem de capa Friends / Warner Bros
-11-
561