Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Conheça alguns objetos de defesa pessoal

Segurança, já há algum tempo, é uma das maiores preocupações das pessoas. Para as mulheres, no entanto, essa é uma questão particularmente preocupante. Às vezes, é difícil sentir-se segura ao retornar para casa tarde da noite e sozinha ou estar livre de ser assediada no transporte público ou na rua.

Incrível.club apresenta neste post alguns objetos usados para defesa pessoal populares e muito usados em alguns países. No Brasil, alguns deles são proibidos. Antes de adquirir, portanto, informe-se com as autoridades se são ou não permitidos.

Este aplicativo envia informações sobre sua localização aos serviços de emergência e a seus entes queridos. Além disso, você também pode ativar o alarme.

Family Locator rastreia seus movimentos e o botão de emergência envia a seus familiares a sua localização.

Android, iOS


ВеSafe envia um sinal de socorro e notifica seus familiares sobre onde você está. Também é possível ativar seu alarme.

Android, iOS

Shake2Safety: ele agita o smartphone para enviar um sinal de socorro e a sua localização a seus entes queridos.

Android

Trata-se de um chaveiro comum, mas com um botão de segurança. Se você tirá-lo, ouvirá um som alto e desagradável. Este tipo de alarme pode assustar o agressor e chamar a atenção de outras pessoas. Alguns modelos têm ainda uma lanterna.

O alarme Bear Gentleman está disfarçado, como se fosse um chaveiro de brinquedo para pendurar na sacola ou na mochila. Seu filho e você sempre o terão à mão. Basta puxar o cordão que se localiza entre as patas do urso para fazer soar um forte alarme.

Este tipo de acessório pode vir na forma de pingente, colar e pulseira. Se você pressionar o botão de socorro, os serviços de emergência receberão a sua localização, para que possam ir a seu auxílio.

O anel Nimb permite que você envie em três segundos o sinal de socorro e as suas coordenadas por GPS a seus familiares e aos serviços de emergência, mesmo que o agressor prenda suas duas mãos.

A pulseira Safelet também envia as coordenadas pelo GPS.

Este spray irrita as vias aéreas e faz a outra pessoa lacrimejar muito. Ao comprar, preste atenção no tipo de substância contida nele.


Se tiver CN (cloreto de fenacila) e CS (orto-clorobenzilideno malononitrilo), o spray é inútil contra as pessoas intoxicadas por álcool ou drogas e contra cães.

Se tiver OC (oleorresina de capsicum: extrato de pimenta quente) e seu análogo sintético (morfolida de ácido pelargônico), o spray funcionará contra todos, sem exceção.

No Brasil, por lei, o spray de pimenta é controlado pelo Exército. Mas, desde meados de 2016, foi lançado um novo spray que tem como base a pimenta do tipo piperina, conhecida como pimenta preta, que, ao contrário da malagueta, usada pela polícia em controle de distúrbios, não faz parte do rol de produtos controlados pelas Forças Armadas.

Existem sprays de vários tipos:

  • Aerossol: é eficaz contra um grupo de atacantes ou vários cães. Não deve ser aplicado contra o vento ou em espaços confinados.
  • Spray de tipo pulverizador: emite um fluxo dirigido, pode ser utilizado em espaços confinados e em dias com vento. Alguns modelos têm lanternas e ponteiros a laser.
  • Spray misto: este tipo de spray tem um cone que dirige a substância em direção ao atacante. As nuvens destes pulverizadores são mais largas do que o do spray anterior, mas podem suportar a força do vento.
  • Spray de espuma e gel: emite um fluxo estreito que cobre os olhos do assaltante com uma espuma espessa ou gel. Pode ser utilizado em espaços confinados, no elevador ou carro.
  • Spray de piperina: há dois modelos, um de 50 gramas, e um mini, do tamanho de um batom.

Para evitar atrair a atenção para o seu spray, você pode disfarçá-lo, como se fosse a capa do seu celular ou um porta batom.

Os aerossóis não funcionam a uma distância superior a três metros.

Os sprays de piperina não precisam de nenhuma permissão para serem usados.

O taser é muito eficiente: a descarga elétrica de dezenas de milhares de volts causa paralisia muscular e dor severa.

Você só deve aplicá-lo, se tiver um contato muito próximo com o assaltante: a uma distância não maior do que o comprimento de um braço esticado. O taser pode não funcionar se a pessoa vestir roupas grossas, portanto, aponte-o para as áreas do corpo que estiverem sem nada. Pratique o uso do taser antes, caso contrário, quando você precisar usá-lo, o atacante pode fugir da descarga elétrica.

Não tenha medo, o taser não irá afetá-la mesmo que o atacante lhe agarre, a descarga só passa entre os dois eletrodos do taser.

No Brasil, o cidadão precisa ter um registro para possuir o porte de um taser (ou arma de incapacitação neuromuscular). Para obter o registro, deverá ter idade mínima de 18 anos e comprovar residência fixa, além de apresentar nota fiscal de compra ou comprovação da origem lícita da posse. Não é necessário comprovar capacidade técnica nem aptidão psicológica — requisitos exigidos para que seja concedido o registro de arma de fogo.

Além do taser tradicional, há alguns que funcionam à distância, para que você não tenha que se aproximar do atacante. Disparam eletrodos especiais com arpões até uma distância de 4,5 metros. A mira do laser ajuda a apontar para o agressor.

Há tasers em forma de estojos para smartphone, de batom e de lanternas, estes podem também cegar o assaltante.

Pistolas de gás lacrimogênio contêm a mesma substância dos sprays de pimenta e, usando a pólvora em seu cartucho, emitem uma nuvem de poeira na direção do agressor. Essa arma assusta por sua aparência e, no Brasil, só a polícia tem permissão para usá-la.

Existem pistolas de aerossol, que são carregadas com sprays de pimenta. Também não podem ser usadas por civis.

Esta arma se parece com uma arma de fogo, mas dispara balas de borracha. Alguns modelos usam balas de barulho ou luz, para atordoar, deslumbrar e assustar o agressor.

Funciona a uma distância de três a cinco metros. No Brasil, só a polícia pode usá-la. Em diversas ocasiões no ano passado, seu uso foi proibido em manifestações em São Paulo, por causa do abuso e dos ferimentos causados a civis. Mas a decisão judicial foi suspensa em novembro de 2016.

Imagem de capa depositphotos.com