Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como diminuir os gastos na hora de viajar

Dizem que uma viagem é a única coisa que faz a pessoa enriquecer ao gastar. É uma boa forma de olhar para a situação. Mas existem muitas maneiras de economizar. Confira as dicas que trazemos hoje e descubra como fazer com que as suas férias sejam boas e, sobretudo, baratas.

10. Escolha rotas alternativas

Aqui, rotas alternativas significam rotas compostas em que você mesmo combina um voo com outro meio de transporte, economizando dinheiro.

A regra principal que você deve seguir é procurar um voo até uma cidade grande - em geral, um hub de uma companhia de aviação a partir do qual é possível chegar a vários lugares. Por exemplo: Roma. Saindo de lá, procure um trem até Veneza, o que, em geral, sai mais barato que um voo até Veneza. Outro exemplo: um voo até Bangkok (Tailândia) e um voo com companhias aéreas locais até Phuket (uma praia paradisíaca no Índico) também sai mais barato que um voo direto até Phuket.

9. Cidade 'escondida'

Muitas vezes, os voos da cidade A para a cidade B custam mais do que os voos da cidade A para a cidade C, com uma escala na cidade B. Sendo assim, você pode comprar um voo com escala e simplesmente parar na escala, não usando a segunda parte do voo. Faça isso usando os serviços de Skiplagged ou Flyshortcut.

8. Não alugue carros nas grandes cidades

O carro é um bom meio de transporte entre as cidades, mas, dentro delas, ele pode se transformar em um grande incômodo, já que nem sempre é fácil encontrar lugar para estacionar. Além disso, pode ser muito caro e o trânsito pode ser insuportável. Para economizar tempo e dinheiro, é melhor usar o transporte público ou alugar uma bicicleta - caso, por exemplo, você esteja em Nova York.

7. Comprove as ofertas

Muitas empresas de transporte oferecem preços chamativos para os turistas. Por exemplo, bilhete de um dia no transporte público da Bavária (região turística da Alemanha) para duas pessoas por 31 euros. A pessoa poderia pagar o mesmo valor apenas de Munich para o castelo de Neuschwanstein (uma parte do passeio). Melhor, portanto, é o ticket turístico.

Na Grã Bretanha, na compra de qualquer bilhete de trem você pode adquirir dois bilhetes a preço de um em muitas atrações populares. Mas o importante é sempre comparar.

6. Viaje sem muita bagagem

Viajar sem muita bagagem é uma excelente maneira de economizar, já que muitas companhias aéreas oferecem preços de voos baratos. Por exemplo: um voo de Billund para Berlin (Alemanha) pela Ryanair custa apenas 1 euro. A pouca bagagem, nesse caso, custa 15 vezes menos.

5. Prefira o aluguel de apartamentos em vez dos hotéis

Esse tipo de hospedagem tem uma grande vantagem: a cozinha. Nela, o turista pode preparar a própria comida com alimentos locais, economizando tempo e dinheiro. Claro que isso não impede a pessoa de sair para jantar fora, se quiser. Os serviços mais conhecidos para reserva de apartamentos são o Airbnb, HomeAway, 9Flats e Thehomelike.

4. Visite os museus de graça

Em muitos museus existem dias e horários gratuitos. Um exemplo é o Coliseu, em Roma. Ele oferece visitas gratuitas todo primeiro domingo do mês. O Museu do Prado, em Madrid, das 18h às 20h de segunda a sábado também. Além disso, existem museus que não têm um preço fixo. Isso acontece na Grã Bretanha e nos Estados Unidos.

3. Use a moeda local pagando com cartão

Em alguns países, na hora de pagar com cartão o caixa pergunta em que moeda você quer pagar. Nesses casos, sempre escolha a moeda local, porque, ao pagar com outra, pode haver uma dupla ou até tripla conversão, obrigando a pessoa a pagar até 10% a mais.

2. Não se apegue a datas concretas

Em muitas ocasiões, voar alguns dias antes ou depois da data escolhida custa muito menos. Se você quiser comprovar, use o calendário de preços baratos. Muitos sites têm essa opção.

1. Use buscadores locais

Os sites grandes como Booking ou Skyscanner muitas vezes não encontram as companhias aéreas ou os hotéis locais mais baratos. Por isso, antes pesquise em sites locais. Na Ásia, você pode encontrar hotéis em sites como o Ctrip ou o Agoda. Na Austrália e na Nova Zelândia, no Wotif.

Imagem de capa depositphotos