8 Alimentos que não podem ser armazenados por muito tempo

Cuidar da casa não é uma tarefa fácil. Muitas vezes, tentamos salvar o nosso tempo e economizar dinheiro enchendo a geladeira e armários da cozinha com todo o necessário. Porém, raramente pensamos se é possível armazenar certos alimentos por muito tempo, sem que eles percam os nutrientes e o sabor.

Nós, do Incrível.club, descobrimos quais alimentos não devem ser comprados em grandes quantias e armazenados por muito tempo, e quais regras de armazenamento precisam ser seguidas no caso de estocar comida em casa.

8. Café

O café não vai estragar se for guardado por muito tempo, mas seu sabor será alterado para pior. Mesmo o café em grãos, embalado a vácuo, pode perder seu aroma após meses de armazenamento. Já se for deixado descuidadamente no pacote aberto, ele pode absorver a umidade e odores indesejáveis. Portanto, é melhor resistir à tentação de comprar café no atacado e manter em casa apenas a quantidade necessária para o consumo regular.

7. Farinha

A farinha também tende a absorver a umidade do ar se não for armazenada da forma correta. Ela também corre o risco de ser infestada por insetos que podem se espalhar para outras áreas de armazenamento dos alimentos. Para evitar que isso aconteça e aumentar o prazo de validade da farinha, é preciso armazená-la em um local fresco ou na geladeira. Se isso não for possível, é melhor comprar farinha em pacotes pequenos e guardá-la em recipientes de plástico ou vidro, hermeticamente fechados.

6. Temperos e especiarias

“Páprica”

“Gengibre em pó”

Os temperos mais usados, como sal e pimenta, podem ser comprados em quantidades maiores do que alguns específicos, como gengibre em pó, canela, manjericão, páprica doce, etc. Mesmo se mantidos em um local escuro e seco, eles logo perderão seu aroma e propriedades benéficas. Portanto, para aproveitar o máximo da riqueza de seus sabores e aromas, é melhor usar especiarias moídas no prazo de seis meses, já as inteiras podem ser armazenadas por cerca de dois anos.

5. Açúcar

O açúcar pode ser armazenado por vários anos sem perder o sabor, porém, exige certas condições de armazenamento: sacos plásticos lacrados, um local seco, arejado e temperatura ambiente. Caso contrário, é possível se deparar com percevejos, mofo, aquele característico cheiro de açúcar velho e mudança do sabor. Se o armazenamento apropriado do açúcar não for possível, é melhor não comprá-lo em excesso.

4. Fermento

“Fermento biológico seco”

Provavelmente todo apaixonado por panificação já se deparou com a situação em que a massa não cresce. Às vezes isso acontece não por falta de habilidade, e sim, devido ao fermento vencido. Ele pode ser armazenado por 3 a 4 meses, mesmo se mantido na geladeira, e a data de validade do produto deve ser verificada antes de começar a fazer os pães.

3. Carne e aves

O armazenamento de carne e aves é um assunto bastante controverso. Especialmente quando caímos na tentação de comprar esses alimentos em uma promoção. Embora seja segura para o consumo, a carne, que ficou no congelador por muito tempo, perde um pouco do sabor e resseca. Se, no entanto, for necessário congelar uma grande quantia de carne, é melhor dividi-la em porções e congelar em saquinhos separados. Assim, na hora de cozinhar, podemos tirar a quantidade certa de carne para determinado prato, em vez de descongelar e congelar novamente uma peça grande.

2. Óleos e azeite

Os óleos não têm vida útil infinita. Fechados, eles podem durar até três anos (o azeite extravirgem tem vida útil mais longa de todos), mas, uma vez abertos, esse prazo cai para cerca de um ano. Eles também exigem um armazenamento cuidadoso.

O azeite não deve entrar em contato com o oxigênio, sofrer as mudanças de temperatura e ficar exposto à luz. Então, não tenha pressa em adicioná-lo diretamente no prato, verifique primeiro se ele não ficou amargo.

1. Molhos abertos

Todos estamos familiarizados com a situação em que algumas prateleiras da porta da geladeira estão lotadas com molhos abertos, maionese, ketchup, mostarda. Não podemos esquecer de que a validade desses alimentos é menor após serem abertos. Nem mesmo a tampa bem fechada e o armazenamento na geladeira ajudarão. É importante ficar de olho nesses potes e frascos para não conhecer de repente todas as “delícias” de uma intoxicação alimentar.

Você concorda com essa lista? Na sua opinião, quais outros alimentos podem ser adicionados? Deixe o seu comentário!

Imagem de capa Depositphotos.com
Compartilhar este artigo