Incrível
Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

12 Sinais na aparência que podem te envelhecer sem você perceber

6245
25k

Certa vez, a estilista Coco Chanel, um dos maiores ícones do mundo fashion, fez a seguinte observação: “Nada envelhece tanto uma mulher como uma roupa cara demais”. Essa citação é relevante até os dias de hoje, visto que a moda não aceita joias e acessórios desnecessários no visual. Assim como esse, há diversos outros detalhes da aparência que podem causar o efeito oposto ao que buscamos, adicionando à nossa idade alguns anos.

Nós, do Incrível.club, descobrimos as melhores dicas para que os detalhes do seu visual não joguem contra, mas, em vez disso, a tornem mais jovem. Confira!

1. Cabelos muito escuros ou o loiro “amarelado”

Cabelos muito escuros podem tornar o rosto mais oval, enfatizando todos os traços naturais de envelhecimento. Clarear o cabelo de forma incorreta, ou seja, deixando o tom mais “amarelado”, não é uma boa escolha: o cabelo fica com a aparência de áspero e maltratado. Se quiser experimentar uma cor diferente, é melhor escolher duas tonalidades abaixo do seu tom ou testar o loiro acinzentado.

2. Estilo que combina perfeitamente

Na busca pela elegância e pela modernidade, muitas vezes acabamos sendo “cuidadosas” demais, mas essa atenção elevada aos detalhes pode causar o efeito oposto. Quando decidimos usar uma roupa que está combinando totalmente no que diz respeito à cor, aos acessórios e a peças de material, damos adeus ao estilo casual e leve.

3. Sapatos “envernizados”

Itens do vestuário brilhantes demais remetem a uma Era de glamour que já está no esquecimento. A propósito, no Estado de Ohio (EUA), há uma lei bastante incomum, que diz que mulheres são proibidas de usar sapatos de couro “envernizados” em público. O motivo seria o fato de que esses calçados potencialmente poderiam refletir a roupa íntima caso a mulher estivesse usando saia ou vestido. O material mais em alta hoje, tanto para sapatos como para bolsas, é a camurça.

4. Cabelos muito montados

Penteados extremamente cuidados e montados (com bastante laquê) são uma lembrança da moda dos anos 80 e 90. Hoje em dia, são utilizados métodos mais avançados para fazer penteados. Por exemplo, o chamado “corte inteligente”, que visa a dar volume ao cabelo por meio de uma combinação de técnicas, como a laminação, o uso de spray na raiz, assim como diversos tipos de shampoos secos. Para criar cachos da melhor forma, o ideal é usar o mínimo de produtos para estilizar. Melhor ainda se o cabelo estiver levemente embaraçado, como após um passeio ao vento.

5. Bijuteria barata

Brincos e anéis de plástico, pulseiras de materiais não-duráveis e óculos coloridos demais parecem naturais em jovens e estudantes, mas o mesmo efeito não é atingido em mulheres mais velhas. A melhor opção é escolher uma bijuteria grande metálica em formato geométrico, uma tendência deste e do próximo verão.

6. Esmalte escuro ou vermelho brilhante

Estamos habituados com a cor clássica de esmalte: vermelho brilhante. Essa, no entanto, não é a melhor opção, pois, assim como os tons mais frios de vermelho, enfatiza as imperfeições da pele da mão. O mesmo acontece com os tons mais escuros. Se ainda assim você quiser usar essa coloração, pode optar por desenhos geométricos com o tom desejado, mas fazendo com que uma cor mais neutra predomine.

7. Camisetas com frases

A roupa é uma excelente forma de autoexpressão, mas quando se trata de camisetas com frases ou dizeres, você precisa ter um pouco de cuidado. Um slogan inteligente pode parecer descolado, mas também pode parecer infantil demais, dependendo do conjunto como um todo.

8. Estilo conservador exagerado

O conservadorismo é uma excelente qualidade quando se trata de eventos profissionais mais “sérios”. Na vida cotidiana, no entanto, você não precisa ter medo de usar uma camisa social com saia de renda ou uma calça social com tênis. Seguir constantemente os padrões de vestimenta social, até mesmo no dia a dia, é desnecessário. Além disso, existe o risco de você perder personalidade. E, claro, nem precisamos dizer que esse é um estilo associado a gente mais velha.

9. Casacos finos de tricô com botões

Tais peças “originais e criativas” estão se tornando cada vez mais comuns em escritórios. Infelizmente, esse tipo de roupa não é capaz de enaltecer o corpo de ninguém: não marca a silhueta e só enfatiza pequenas imperfeições. É melhor dar preferência aos cardigãs de tamanho exagerado (estilo oversize), que não sairão de moda tão cedo.

10. Uso exagerado das combinações clássicas de cores

As combinações clássicas “preto + branco”, “vermelho + preto”, entre outras não são mais uma regra tão rígida quando o assunto é compor o visual. Afinal de contas, o clássico é apenas uma faceta da moda. Dada a realidade atual, é preferível deixar o tradicional de lado e experimentar com combinações como, por exemplo, “violeta + verde”, e escolher tons não triviais.

11. Meia calça cor de “bronze”

As meias bronze não são, em hipótese alguma, capazes de dar um tom bronzeado às pernas de quem as usa. Na verdade, ocorre o contrário: o aspecto não é nada natural e elas acabam escondendo a beleza natural das pernas. Além disso, a tonalidade quase sempre entra em contraste com a cor natural da pele, seja ela qual for. Se quiser realmente usar meia-calça, opte pela cor preta, que pode incluir detalhes e estampas discretas. A meia-calça preta nunca sai de moda.

12. Corte de cabelo muito curto

Acredita-se que o corte curto tenha a capacidade de rejuvenescer, mas o efeito oposto também é possível. Estamos nos referindo, em primeiro lugar, aos cortes mais conservadores com linhas retas e simétricas. Cortes assimétricos são mais modernos, além de serem mais fáceis de manter.

Quais outros sinais de envelhecimento você poderia adicionar à lista?

Imagem de capa unsplash, flickr
6245
25k
Compartilhar este artigo