Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

11 Formas de economizar para quem não nasceu em família de milionários

Quantas maneiras de economizar você conhece? E quantas desculpas para não guardar dinheiro já encontrou? Que tal refletir conosco sobre o assunto?

O Incrível.club traz algumas alternativas capazes de fazer com que você crie uma boa reserva financeira. O melhor de tudo é que as dicas a seguir podem ser aplicadas a qualquer faixa de renda.

Uma boa fonte em português para ajudar nessa tarefa e conseguir realizar o seu sonh ou ter uma reserva para emergências é este site.

1. Usar aplicativos para acompanhar rendas e gastos

Se quiser controlar seus gastos, você precisará de controle. Baixe algum aplicativo específico para administrar finanças pessoais. Você pode sincronizar a ferramenta com seus cartões bancários ou sistemas de pagamento. Aplicativos assim permitem a organização do orçamento, acompanhar estatísticas de rendas e gastos e lembrar sobre o pagamento de contas.

2. Lutar contra compras impulsivas

Comprar uma coisa bonita, mas não muito necessária, pode até aliviar tensões e provocar uma satisfação passageira. Em horas assim, nem todo mundo consegue ter força de vontade para resistir. Parece uma situação familiar? Se sim, experimente aplicar as seguintes regras:

  • Antes de comprar algo, pense em como poderia gastar o mesmo valor de outra forma. Só faça a compra se aquela for mesmo a melhor alternativa.
  • Compare o preço daquilo que quer comprar com o valor do seu tempo de trabalho. Calcule qual o valor da sua hora. Suponhamos que você receba US$ 20 por hora. Para comprar algo de US$ 100, você precisará trabalhar 5 horas. Tem certeza de que tal objeto vale o preço?

3. Não comprar para ostentar

Diferentes estudos mostram que as faixas da população com menor renda são as que gastam mais (em comparação com quanto ganha) em produtos que garantiriam status. E as empresas estão sempre explorando nossa paixão pelo consumo "de ostentação". No entanto, é importante saber que ter o novo iPhone não justifica o risco de ficar sem dinheiro para uma situação emergencial. E se você compra coisas para impressionar alguém, está na hora de dizer um grande "não" para pensar em você, não nessa pessoa.

4. Estimar o custo anual dos seus hábitos

É melhor calcular o custos de suas compras diárias por um ano inteiro. Assim, fica mais fácil decidir quais hábitos devem ser deixados de lado em favor de suas metas a longo prazo. Uma xícara de café é barata, mas quando você compra uma todos os dias do ano, ao final terá gasto um bom dinheiro. Por exemplo, se você paga US$ 1 por uma xícara, terá gasto US$ 365 ao fim de um ano.

5. Um pouco de stress faz bem

Outros estudos dizem que o estresse nos obriga a economizar. Ou seja, é útil pensar no que aconteceria se você fosse despedido amanhã, se outra crise financeira se instalasse ou se a inflação disparasse.

6. Separar o dinheiro assim que recebe o salário

Siga a regra do "devo pagar a mim primeiro". Defina o montante que pode guardar todos os meses e, ao receber o salário, em primeiro lugar transfira aquele valor para a poupança ou outro investimento. Nossa recomendação é que você guarde entre 10% e 30% do salário e 50% dos bônus, premiações ou comissões.

Use o truque da visualização. Você pode anotar a quantidade de dinheiro que receberá ao fim de determinado prazo. O costume humano que nos faz apegar às coisas (incluindo o montante de futuras economias) entraria em ação. É algo que ajuda a resistir à tentação "pular" um depósito.

Psicologicamente, é mais fácil fazer os depósitos sem sua participação direta, por isso recomendamos que você use um serviço de transferência programada. Qualquer gerente de banco é capaz de ajuda-lo com isso, programando sua conta bancária para, logo que o salário for depositado, destinar uma parte para a poupança.

7. Abrir uma conta da qual não possa retirar valores ao fim do prazo determinado

Abra uma conta ou faça um investimento onde seja possível depositar mais dinheiro, mas que não permita o saque até o fim do prazo determinado. Assim, você não poderá gastar aquilo que deveria poupar, contando com a aplicação dos juros.

Se tiver a oportunidade de investir dinheiro a longo prazo, procure algo de onde não seja possível sacar o montante e nem reduzir o prazo - uma boa opção são alguns títulos do Tesouro Direto. Neste caso, os juros serão ainda maiores. Antes de fazer investimentos de longo prazo, procure se informar sobre as qualificações do banco ou instituição financeira. Há algumas páginas na web que se dedicam a fazer esse tipo de ranking como a Fitch.

8. Abrir diferentes contas para diferentes objetivos

É sempre mais fácil economizar quando você tem um objetivo específico em mente. Abra uma conta separada para cada objetivo financeiro, evitando se desviar do caminho e possibilitando um monitoramento mais fácil de todo o processo.

9. Entender melhor o que os bancos oferecem

Conhecer bem os serviços oferecidos pelos bancos ajudam na hora de fazer economia. A seguir, confira alguns dos serviços bancários que podem cuidar do seu bolso:

  • Em geral, a Caderneta de Poupança é um investimento querido dos brasileiros, mas que perde feio para outros investimentos em termos de rendimento e que são tão seguros quanto. Por exemplo, os fundos DI ou o já mencionado Tesouro Direto. Pode ser que no curto prazo a diferença de rendimento não seja tão significativa, mas, em 10, 20 ou 30 anos, faz uma diferença enorme.
  • Faça um cartão com programa de pontos, para que possa receber de volta uma pequena porcentagem após cada compra. Dá pra trocar esses pontos por viagens, ou eletroeletrônicos, por exemplo.
  • Evite usar o chamado rotativo do cartão de crédito - quando você paga menos que o valor total da fatura. Para se ter uma ideia, a taxa de juros dessa linha de crédito em junho de 2017 era de 367% ao ano.
  • Configure um limite de gasto de fundos diário ou mensal. Desta forma, você não gastará demais.
  • Caso tenha decidido fazer um cheque especial, prefira algum que ofereça período (geralmente de dez dias) durante o qual você pode usar o crédito sem pagar juros. É uma boa opção para não deixar de comprar, por exemplo, passagens aéreas a preços promocionais ou algum produto com um bom desconto. Mas não recorra a ele sem que haja uma necessidade especial.

10. Aprender outras formas de economizar e multiplicar o dinheiro

Além dos investimentos bancários, existem outros instrumentos financeiros que você pode aprender a usar. Aqui estão alguns deles:

  • Tesouro direto. É como se o país lhe pedisse dinheiro emprestado com o compromisso de pagar de volta com acréscimo de juros.
  • Fundos de investimento. São uma espécie de clube de investidores que se unem sob um banco que escolhe os melhores investimentos de acordo com o perfil do cliente e, para isso, cobra uma taxa de administração.
  • Previdência privada. São os famosos PGBLs e VGBLs. Você acumulaum valor e depois decide como sacar, se retirando o total de uma vez ou na forma de um salário mensal que você mesmo estabelece. A diferença entre PGBL e VGBL é na tributação do Imposto de Renda.

11. Transformar economias num jogo

Sim, você pode economizar com emoção! Invente seus próprios métodos, mas o mais importante é que funcione para os seus padrões. Confira algumas formas diferentes de poupar, mas que podem funcionar:

  • De vez em quando, mude o provedor de serviços (provedor da Internet, operadora de telefonia móvel). Muitos deles possuem ofertas especiais e descontos para novos contratos.
  • Se tiver plano de saúde ou filhos estudando na rede privada de ensino, é possível deduzir parte dos gastos em seu Imposto de Renda.
  • Controle os pneus do seu veículo. Pneus calibrados corretamente reduzem o consumo de combustível.

Curta sua conta bancária como um verdadeiro Tio Patinhas! Ao perceber que suas economias estão aumentando, você sentirá grande satisfação e estímulo para continuar poupando. E assim a roda gira.

Algumas pessoas acreditam que apenas os pobres precisam economizar, mas a verdade não é por aí. E nunca é tarde para entender que poupar é ótimo para o futuro. Talvez você sinta dificuldades em guardar dinheiro no início, mas aos poucos, os resultados irão aparecer. Lembre-se: o que plantamos hoje, colheremos amanhã.